sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Mutirão realiza exames cardíacos de forma gratuita


Nos dias 20, 21 e 22 de outubro, acontece em Feira de Santana um mutirão para realização de Doppler de Carótidas e Vertebrais, exame que pode evitar o acidente vascular cerebral (AVC). A ação está sendo promovida pela Escola de Ecocardiografia da Bahia, sob a coordenação do médico cardiologista André Almeida. Os pacientes devem solicitar inscrição até esta quarta-feira (18).

 O exame, que será realizado de forma gratuita e com emissão de laudo, trata-se de um estudo com ultrassom que avalia o fluxo de sangue que sai do coração e vai através das carótidas (vasos) para o cérebro. “A obstrução, ou seja, a presença de placas de gordura nesses vasos é uma das principais causas de derrame cerebral”, alerta o cardiologista. De acordo com André Almeida, participarão do mutirão os pacientes que encontram-se na área de risco. “Pessoas que tenham acima de 45 anos, diagnóstico de diabetes, infarto do miocárdico prévio ou acidente vascular cerebral prévio podem se inscrever”, recomenda.

 O mutirão faz parte da programação do Curso de Carótidas e Vertebrais que será ministrado pelos também cardiologistas Vinícius Rios e Bruno Leite. As aulas teóricas acontecem no Hotel Íbis. Já os exames serão realizados no Serviço de Ecocardiografia do Hospital Dom Pedro de Alcântara. Para participar do Mutirão os pacientes devem se inscrever através do telefone: (75) 36259766. “Solicitamos que as pessoas que fizerem o exame contribuam com um quilo de alimento não perecível que será doado para o Dispensário Santana”, informou o médico.

Gás de botijão leva prévia da inflação oficial a 0,34% em outubro, diz IBGE

botijão de gás

Pressionada pela terceira alta consecutiva no preço do gás de botijão, a prévia da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), fechou o mês de outubro com variação de preços de 0,34%. Em relação a setembro, o índice subiu 0,23 ponto percentual.

Divulgado hoje (20), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 fechou o acumulado no ano (janeiro-outubro) em 2,25%, resultado que chega a ser 3,86 pontos percentuais inferior aos 6,11% do mesmo período do ano passado.

 Este é o menor acumulado para um mês de outubro desde os 2,22% de 2006. Nos últimos doze meses, o índice ficou em 2,71%, resultado acima dos 2,56% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2016, o IPCA-15 havia sido de 0,19%.

 Botijão de gás

 A alta foi pressionada pelos preços dos combustíveis, em especial o gás de botijão, que fechou outubro com alta de 5,72%. Foi o terceiro aumento consecutivo e a maior alta desde outubro de 2015. O impacto do gás de botijão no IPCA-15 deste mês foi de 0,07 ponto percentual.

 O gás de cozinha impactou a alta de 5,36% dos combustíveis domésticos, que influenciaram o grupo habitação, que fechou o mês com elevação de 0,66%.

 Segundo o IBGE, a influência da habitação na medição geral ficou abaixo dos transportes (impacto de 0,11 ponto percentual), afetado também pelos reajustes nos combustíveis. A gasolina teve alta de 1,45% entre setembro e outubro, mesmo com a leve desaceleração em relação período anterior, quando a taxa foi de 3,76%. Pesou ainda o aumento de 7,35% nas passagens aéreas.

 O grupo dos alimentos fechou outubro com deflação (inflação negativa) de 0,15%. A nova queda foi menor que a de -0,94% de setembro. Contribuíram para a baixa nos preços o alho (-9,88%), o feijão-carioca (-5,95%), o açúcar cristal (-3,63%) e o leite longa vida (-3,52%). Enquanto isso, tiveram alta no período as carnes (0,54%) e frutas (1,40%) tiveram alta no período.

 Nos índices regionais, a região metropolitana de Curitiba teve a maior alta nos preços (0,66%), seguido por Salvador (0,64%). Por outro lado, as quedas mais intensas ocorreram na regiões metropolitanas do Rio de Janeiro (-0,08%) e do Recife (-0,07%).

 Com a mesma metodologia do IPCA (indicador que mede a inflação oficial do país), o IPCA-15 tem periodicidade diferente: vai da segunda metade do mês anterior à primeira metade do mês de referência. Ele diz respeito à variação dos preços para as famílias de um a 40 salários mínimos, e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.
Fonte: Agência Brasil

Monitor do PIB sinaliza crescimento de 0,2% em agosto, segundo a FGV

O Produto Interno Bruto do Brasil (PIB – a soma de todos os bens e serviços produzidos) teve crescimento de 0,2% em agosto, comparado com julho. A informação é do Monitor do PIB, divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). 

No trimestre móvel encerrado em agosto, o crescimento foi de 0,6%, em comparação ao trimestre imediatamente anterior, de acordo com a série ajustada sazonalmente. Em ambas as comparações, os resultados apontam para a terceira variação positiva consecutiva do indicador.

 Em termos monetários, o PIB acumulado em 2017 até o mês de agosto, em valores correntes, alcançou a cifra aproximada de R$ 4,368 trilhões.

Na avaliação do coordenador do Monitor PIB-FGV, Caludio Considera, em agosto a economia continuou a crescer devido “não só ao bom desempenho da agropecuária, mas também de segmentos que, apesar de ainda continuarem em níveis muito baixos, já começaram a mostrar sinais de melhora”. Segundo o economista, este é o caso da construção civil e o da formação bruta de capital fixo “que são fundamentais para uma recuperação mais consistente da economia a médio e longo prazo”.

 Na comparação com o mesmo período do ano anterior, o PIB apresentou crescimento de 1,1%, no trimestre móvel encerrado em agosto. Os destaques foram os desempenhos da agropecuária (+12%), da indústria extrativa mineral (+3,5%), da indústria de transformação (+1,9%), do comércio (+3,5%) e dos transportes (+2,9%).

 Apesar da tendência ascendente, a construção ainda se encontra em retração (-6%). Já os serviços de informação apresentaram taxas mais negativas desde o trimestre findo em maio de 2017, chegando a 3,6% no trimestre encerado em agosto. Já na com o mesmo mês do ano anterior, o PIB apresentou crescimento de 2% no mês de agosto, o quarto mês positivo consecutivo.

 Consumo das famílias

 O consumo das famílias apresentou crescimento de 1,8% no trimestre móvel findo em agosto, comparativamente ao mesmo trimestre em 2016; esta é a terceira variação positiva do componente após registrar 28 trimestres móveis consecutivos de queda em relação ao ano anterior, com aceleração do crescimento de todos os segmentos de bens de consumo: o de bens não duráveis cresceu 1,3%, o de semiduráveis, 9%, e o de duráveis, 9,3%. A única taxa negativa foi a de consumo de serviços, que ao fechar em queda de 0,5%, contribuiu com -0,3 ponto percentual para o resultado total do consumo das famílias.

 Formação de capital

 Embora todos os componentes da formação bruta de capital fixo (FBCF) terem apresentado melhora com relação às taxas divulgadas no trimestre móvel até julho, o indicador fechou o trimestre móvel de junho e agosto com retração de 3%, comparativamente ao mesmo trimestre do ano passado.

 O componente de máquinas e equipamentos continua na trajetória de crescimento (+5,1%), contribuindo com 1,8 ponto percentual para a melhora do indicador. Já o componente de construção, apesar de ainda muito negativo (-8,5%), está em trajetória ascendente pelo terceiro mês consecutivo; o mesmo ocorre com o componente de outros que apresentou queda de -4,5% no trimestre móvel até agosto após ter apresentado retração de 6% no 2º trimestre do ano.

 A FGV ressalta o fato de que a taxa de investimento (FBCF sobre o PIB) a preços constantes fechou agosto com sinais nítidos de melhora, ao atingir 18,3%. Seu ápice foi em outubro de 2013 (24,3%), mas vinha declinando sistematicamente até o início de 2017.

 Crescimento das exportações

 Outro avanço significativo e que sinaliza o processo de recuperação da economia diz respeito às exportações, que apresentaram crescimento de 7,3% no trimestre móvel de junho a agosto, comparativamente ao mesmo trimestre de 2016. O destaque positivo se deve aos desempenhos da exportação dos produtos da agropecuária (+20,8%), da indústria extrativa mineral (+27,7%) e da de bens de consumo duráveis (+38,3%).

 Por outro lado, a importação apresentou retração de 0,3% na comparação do trimestre móvel com o do ano anterior. “Chama a atenção o desempenho negativo dos produtos agropecuários (-36,9%) e dos bens de capital (-25,6%); e, de destaque positivo, o desempenho dos bens de consumo semiduráveis (+52,1%)”, ressalta a publicação.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Festival Surf Sound vai movimentar o turismo em Itacaré


Mais de seis mil turistas são esperados no Circuito Mundial de Surf em Itacaré, entre 26 e 29 de outubro, na praia da Tiririca. O evento, apoiado pela Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) e Secretaria do Turismo do Estado (Setur), terá a presença de atletas de 20 países e coloca a cidade como referência internacional do esporte.

 O setor hoteleiro de Itacaré registra 70% de reservas, com expectativa positiva para ocupação total - são seis mil leitos distribuídos em 190 meios de hospedagem. No comércio, é esperado um aumento de 30% nas vendas.

 O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda. De acordo com o prefeito, a cidade é hoje conhecida em nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como este traz para o turismo local, movimentando a economia da região.

 Itacaré sediou o evento mundial nos anos de 2013, 2014 e 2015, sendo considerado sucesso total, e a única etapa do circuito da World Surf League na região Nordeste. O evento reuniu os melhores surfistas do Brasil e de vários países.

 Durante o mundial, entidades como o Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte, Mecenas e Associação de Surf de Itacaré, em parceria com as secretarias do Meio Ambiente e Educação, estarão alertando as pessoas para a preservação do meio ambiente, com palestras, atividades de coletas, exposições artísticas e plantio de mudas.

 Festival 

 Paralelamente ao mundial, será realizado o Itacaré Surf Sound Festival, nos dias 27 e 28, na Praia do Rezende, com programação diversificada e grandes nomes da música brasileira. Na sexta-feira (27), se apresentarão as bandas ConeCrew, do Rio de Janeiro, Maskavo, de Brasília, além de Marlon Moreira e DJ Banzai. No sábado (28), será a vez das bandas Bruta Raça e Rael da Rima, Fábrica de Sons, Banda Kasa 8 e o DJ Banzai.

Sesab entrega projeto de ampliação do Hospital Nair Alves


O projeto executivo da reforma e ampliação do Hospital Nair Alves de Souza, unidade instalada em Paulo Afonso, no norte baiano, foi entregue, nesta quinta-feira (19), pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, ao presidente da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Sinval Gama, em Recife.

 As obras na unidade serão realizadas por meio de convênio entre a Chesf e a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Elas vão permitir a ampliação do atendimento de saúde à população da região de Paulo Afonso, além de campo de prática para o curso de medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

 O tão sonhado projeto de ter uma UTI na região será concretizado, com a implantação de 45 leitos de terapia intensiva e semi intensiva, sendo 20 de UTI adulto e 10 UTI neonatal, além de 15 leitos de cuidados intermediários neonatal. No total, a unidade terá 168 leitos. Serão investidos cerca de R$ 49 milhões nas obras de reforma e ampliação.

 O Hospital Nair Alves atende a uma região com 800 mil pessoas. A unidade foi construída e vem sendo administrado pela Chesf. Em 2015, foi firmado um acordo entre a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalaras (Ebserh), a Univasf, a prefeitura de Paulo Afonso, a Chesf e o Governo da Bahia, através do qual o hospital foi transferido para a Univasf e a gestão está sendo gradualmente assumida pela Ebserh.

 “O Governador Rui Costa determinou que a Sesab viabilizasse a implantação de um hospital universitário em Paulo Afonso e vamos conquistar isso”, afirmou Fábio Vilas-Boas.

Em Ibicaraí, Rui entrega sede da Cipe, lança projeto de saúde e plano para revitalizar rio

Em viagem ao sul da Bahia nesta sexta-feira (20), onde visita a cidade de Ibicaraí, o governador Rui Costa participa, às 9h, da entrega da Unidade de Saúde Dr. Ferreirinha. Em seguida, às 10h, inaugura a Base Avançada da Companhia Independente de Polícia Especializada (Cipe Cacaueira), no bairro Mário Cândido.

 A partir das 10h40, na Praça da Feira, Rui entrega um trator com implementos agrícolas; autoriza a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a celebrar convênio no âmbito do Programa Bahia Produtiva, nas áreas de fruticultura – cacau e chocolate; lança o projeto Saúde e Bem Estar; e ainda faz o lançamento do Plano Estratégico de Revitalização da Bacia do Rio Cachoeira. Durante a solenidade, o governador também recebe o título de Cidadão Ibicaraiense, proposto pelo vereador José Elias Souza Barbosa.

Derrubada liminar que restringia atuação de enfermeiros

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região caçou a liminar que impedia a requisição de exames e a prescrição de medicamentos por enfermeiros.

 A liminar tinha sido dada pela 20º Vara Civil da Justiça do Distrito Federal em ação movida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

 Segundo os médicos, o diagnóstico de doenças, a prescrição de medicamentos e o encaminhamento para tratamento são atividades restritas à categoria. Uma portaria do Ministério da Saúde de 2011 dava espaço para que outros profissionais realizassem essas atividades.

 Quem entrou com recurso contra a liminar conseguida pelos médicos foi a Advocacia-Geral da União, argumentando que a liminar significava uma ingerência do Poder Judiciário na execução de política pública e que traria danos à sáude pública.

 Com a restrição, enfermeiros de todo o país deixaram de fazer atividades de rotina dos serviços de saúde e vários exames passaram a se acumular por falta de profissionais que pudessem fazer a tarefa, como testes de hiv, sífilis e tuberculose.

 Uma greve estava sendo preparada para o próximo sábado, quando o mutirão de combate ao câncer do colo do útero precisaria contar com enfermeiros para realização de exames de papanicolau.

 Com a liminar cassada, a perspectiva é de que a rotina volte a se normalizar.

 Segundo o Conselho Federal de Enfermagem, a solicitação de exames e a prescrição de medicamentos por enfermeiros estão previstos em lei desde 1986.
Fonte: Agência Brasil

TSE lança programa para orientar formação política de adolescentes

 Educação para a Cidadania Democrática no Ensino Médio (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou hoje (19) o projeto Partiu Mudar: Educação para a Cidadania Democrática no Ensino Médio, programa de formação política para adolescentes de 14 a 18 anos. A iniciativa é fruto de parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs).

 "É preciso que as pessoas tenham noção sobre o funcionamento dos Poderes e saibam que nenhum Poder é soberano. O Estado de Direito é marcado por um princípio básico e linear, do qual não devemos nos esquecer: é aquele no qual não há soberanos. Todos estão submetidos a regras previamente definidas", disse o presidente do TSE, Gilmar Mendes, ao lançar o programa.

 A iniciativa é fruto de parceria do tribunal com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs).

 O material ficará disponível em um site criado especialmente para o programa, em que professores de escolas públicas e privadas terão acesso a orientação para debates em sala de aula sobre legislação eleitoral e outros assuntos. Entre os temas, estão o "contingente feminino na política" ou "a função da mídia". O site dará acesso a textos, fotos, vídeos e sugestões de atividades a serem desenvolvidas com a turma.

 Ao lançar o site, Mendes disse que o movimento estudantil, "muito forte na superação do modelo autoritário", ficou sujeito a uma "cooptação partidária", restituindo sua autonomia em 2013. Para ele, porém, faltam ao jovem noções básicas sobre a organização do Estado.

 Para o diretor da Escola Judiciária Eleitoral, Fábio Quintas, os professores não se sentem capacitados para tratar de política e cidadania. Em alusão ao movimento Escola Sem Partido, fundado em 2004 e rejeitado pela Organização das Nações Unidas e pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos, Quintas afirmou que, "ainda que haja ressalvas quanto a levar o partido para a escola, deve-se levar a política, que faz parte da vida de todos".

 "É fazer com que o aluno perceba que a política está no cotidiano e mostrar que aquele que não se interessa pelo tema será governado por aquele que se interessa. A finalidade da educação no ensino médio é preparar para a cidadania", afirmou Quintas.

 A Justiça Eleitoral, segundo o diretor, é ideal por não ter vocação partidária. "Pelo contrário, a Justiça Eleitoral é responsável por garantir que as regras do jogo sejam observadas. E, por outro lado, temos conhecimento técnico. Então, talvez possamos mostrar como podemos conduzir esse debate de forma que respeite uma sociedade pluralista, que se baseie na liberdade, na igualdade", ressaltou o diretor.

 Programa

 O novo programa, que terá os primeiros convênios com secretarias de educação do Distrito Federal, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia, complementa outro já existente, chamado de Eleitor do Futuro. Criado em 2002, o Eleitor do Futuro foi programado para abordar aspectos da cidadania com jovens de 10 a 18 anos.

 A faixa etária dos grupos orientados na ação mais antiga foi definida por cada estado participante. Em Rondônia, por exemplo, os coordenadores optaram por trabalhar, no âmbito do Eleitor do Futuro, com adolescentes de 10 a 15 anos.

 A secretária da Escola Judiciária Eleitoral de Rondônia, Elizeth Mesquita, afirmou que até mesmo os servidores da Justiça Eleitoral têm dificuldade em saber de cor todas as regras do sistema eleitoral. "O que o jovem precisa saber é que ele existe e onde buscar informação. O importante é que ele entenda que é uma peça fundamental como cidadão. É tirar o cabresto do nosso eleitor, mostrar que ele tem liberdade de escolha."
Fonte: Agência Brasil

Frutas ficam mais caras em quase todas as Ceasas, diz relatório da Conab

lanche saudável

Após um primeiro semestre com queda nos preços, as frutas ficaram mais caras em quase todas as centrais de abastecimento (Ceasas) analisadas no mês de setembro. O destaque foi para o mamão, com variações de aumento que chegaram a 164%, em Goiânia, onde a caixa do mamão passou de R$ 20 para R$ 50.

 Os dados fazem parte do 10º Boletim Hortigranjeiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 "As frutas surpreenderam com um leve desabastecimento, mas foi por causa das altas temperaturas que a procura ficou maior e a produção não conseguiu atender a demanda", disse o gerente de Modernização do Mercado Hortigranjeiro da Companhia, Erick de Brito Farias.

 O mamão apresentou as maiores altas. O preço também aumentou em Brasília (57%) e em Belo Horizonte (53%). "O mamão teve as colheitas aceleradas nos últimos meses por causa das altas temperaturas e de uma forte oferta. Com isso, o preço caiu. Agora, faltou oferta da fruta no mercado e, por isso, o preço subiu em todas as Ceasas."

 Outras frutas também tiveram aumento de preço: a laranja, com alta de até 42,42% em Goiânia; a maçã, com alta de até 8,21% na Grande São Paulo; a melancia, com aumento de até 25,43% em São Paulo; e a banana, com alta de até 23,04%, em Curitiba.

 Comum na mesa dos brasileiros, a banana enfrentou maior alta de preços no ano passado. O produto vinha se recuperando, aumentando a produção e diminuindo os preços no primeiro semestre desse ano. No entanto, o relatório de setembro mostrou uma alta nos preços da fruta em cinco das oito centrais analisadas. Segundo Farias, a alta registrada no mês passado foi pontual, devido à queda na produção de banana nanica, e não deve interromper a trajetória de recuperação do produto.

 Apesar das elevações, algumas frutas tiveram queda nos preços, como nectarina (38%), ameixa (36%), caju e coco (26%), manga (18%) e morango (13%).

 Hortaliças

 Ao contrário das frutas, as hortaliças diminuiram de preços. O destaque foi a batata, que vem apresentando preços mais baixos desde o ano passado, por ter maior oferta. As maiores quedas ocorreram em Goiânia (18%), Recife e Curitiba, sendo as duas últimas com percentuais em torno de 14%. Em Brasília, a cotação caiu 11% em relação ao mês anterior, seguida de Belo Horizonte, com 10%, Vitória, com 9% e São Paulo, 7%.

 A alface, que também teve queda em todos os mercados analisados, teve o preço recuado em mais de 30% nas Ceasas de Goiânia e Recife. O motivo, segundo o estudo, foi a boa oferta no mês de setembro, enquanto a demanda foi menor na maioria das centrais.

 Já a cebola, que baixou 17% em Brasília e 15% em Vitória, apresentou quedas sistemáticas nos preços graças à forte oferta nacional. A cenoura teve queda de até 5,62% em Fortaleza.

 Já o tomate apresentou altas em seis das oito centrais analisadas. A maior alta foi em Goiânia, com 16,53%, chegando a um preço de R$ 1,49 por quilo. O preço, no entanto, ficou abaixo de São Paulo, com R$ 2,53 por quilo, o mais alto registrado. O aumento na região foi 1,07% no mês passado.

 O levantamento é feito mensalmente pela Conab, por meio do Programa de Modernização do Programa Hortigrangeiro (Prohort), com base em informações enviadas pelos principais mercados atacadistas do país. Em junho, a análise considerou entrepostos localizados nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Esprírito Santo, Paraná, Goiás, Distrito Federal, Pernambuco e Ceará. 

Privatização

 Antes da apresentação do boletim, o superintentende de abastecimento da Conab, Newton Araújo Silva Júnior, disse que está preocupado com o anúncio de uma possível privatização da Ceasa de Minas Gerais. Segundo ele, a Conab não foi inserida nas discussões sobre o processo, que vem sendo conduzido pelo Ministério do Planejamento. A intenção é que seja colocada em leilão no segundo semestre de 2018, afirmou.

 "A privatização das centrais de abastecimeto nos preocupa, principalmente, pelas informações ali geradas, que servem de políticas públicas", afirmou. De acordo com ele, na centrais de abastecimento são coletadas informações que servem de subsídio para elaboração e condução de políticas públicas. São também espaços onde pequenos produtores escoam a produção.

 "Estamos fazendo gestões para que tenhamos assento nesse grupo de trabalho, a fim de colocar questões relativas ao abastecimento. Queremos que os centros se modernizem. Nós entendemos que eles carecem de investimento e que a participação privada, nesse contexto, é bastante importante. Mas temos que ter alguns cuidados. O abastecimeto é questão de segurança nacional", afirmou.

 A Conab é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É encarregada de gerir as políticas agrícolas e de abastecimento, para assegurar o atendimento das necessidades básicas da sociedade, preservando e estimulando os mecanismos de mercado.
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Bombeiros atuam em incêndios florestais na Chapada Diamantina e oeste baiano

Bombeiros atuam em incêndios florestais na Chapada Diamantina e oeste baiano

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), atuando no âmbito do programa Bahia Sem Fogo, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema), divulgou o resumo das ações, das últimas 24 horas, do combate a incêndios florestais na região do oeste baiano e da Chapada Diamantina.

 Em Ibiajara, distrito de Rio do Pires, constatou-se que a situação está controlada, demandando apenas o monitoramento da área afetada para atuar em possíveis reignições, pelo período de 72 horas, para posteriormente confirmação de extinção do incêndio.

 Além da atuação dos bombeiros e dos brigadistas voluntários no combate via terrestre, a ação tem o apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), ajudando a apagar fogo com lançamento de água por helicóptero e apoio logístico no transporte de efetivo, materiais, alimentação e água.

 Com a situação sob controle, o Corpo de Bombeiros remanejou 10 bombeiros para combater o incêndio florestal em Rio de Contas, na APA Serra do Barbado. Em Rio do Pires, 22 bombeiros militares permanecem trabalhando no monitoramento da serra de Santa Maria do Ouro.

 Oeste

 Após reunião com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), em Barreiras, as equipes do CBMBA se deslocaram para a cidade de Luís Eduardo Magalhães. Foi constatada a existência de dois focos de incêndio, sendo prioritária a ação na APA Rio de Janeiro, às margens do rio das pedras. A equipe conteve o avanço das chamas.

 Os bombeiros e brigadistas voluntários continuam a combater o fogo nas margens do Rio das Pedras, Vau da Boa Esperança e na Serra da Bandeira, no município de Barreiras. Continuam ainda alguns focos em São Desidério e em Formosa do Rio Preto, conforme registros no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

 Pilão Arcado 

 As equipes do CBMBA combateram focos de incêndio próximos ao distrito de Bola, extinguindo o fogo. Existem ainda focos na área rural onde a vegetação encontra-se bastante seca entre os distritos de Mandarino, Caiçara, Jibóia e Brejo da Serra, que serão combatidos pelo CBMBA.

Rui se reúne com embaixadores europeus nesta quinta-feira

O governador Rui Costa se reúne com embaixadores europeus na tarde desta quinta-feira (19), em Salvador. Com a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, o encontro tem o objetivo de estreitar os laços entre a Bahia e a Europa e apresentar as oportunidades de parceria, principalmente nos setores de energias renováveis, petroquímica, tecnologia e inovação, papel e celulose, turismo, entre outras áreas.

 A comitiva é formada pelo embaixador da União Europeia no Brasil, João Cravinho, e embaixadores da Áustria, Bulgária, Croácia, Eslovênia, Estônia, Finlândia, França e Luxemburgo, além de representantes da Dinamarca, Espanha, Itália, Irlanda, Lituânia, Países Baixos, Portugal e Reino Unido.

 Após o encontro com o governador, o grupo segue para um workshop sobre cooperação cientifica e acadêmica na Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Ações cidadãs marcam o Centro Histórico de Salvador


Além de ter restaurantes, shows e roteiros para turistas e entretenimento, o Centro Histórico de Salvador (CHS) reúne as características das comunidades urbana do país. Padarias, farmácias, bancos, lotéricas, armazéns, lanchonetes, policiais e outros atributos estão presentes no local, que também tem recebido projetos e parcerias que emocionam pela civilidade e solidariedade. Um dos exemplos é a Polícia Militar da Bahia (PMBA) com o 18º Batalhão, localizado na Rua do Bispo, nº 33.

 “Além de promover a segurança pública, a PM é colaboradora de diversas entidades sediadas no Centro Histórico, como o nosso instituto, com ações que beneficiam as pessoas, mas também nossos museus e espaços, desde o Passeio Público e Palácio da Aclamação até o Solar Ferrão, museus Udo e Tempostal, os largos Tereza Batista, Pedro Archanjo, Quincas e Jubiabá”, afirma o diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), João Carlos de Oliveira. O imóvel ocupado pela PM é cedido pelo instituto.

 Uma ação da PM que está sensibilizando os frequentadores do CHS é a campanha do ‘Projeto Faça uma Criança Feliz’, que arrecada alimentos não-perecíveis para a Instituto Beneficente Conceição Macedo (IBCM), que cuida de crianças com HIV. “É uma satisfação para a PM. Por conseguir momentos de alegria e felicidade para essas crianças que necessitam de atenção e amparo da sociedade”, diz o tenente-coronel Marcos Lemos, comandante do 18º Batalhão.

 A casa ocupada pela IBCM, na Rua do Bispo, foi emprestada pelo Ipac. A campanha começou no dia 11, quando a rua foi interditada com cadeiras e mesinhas decoradas para que essas crianças tivessem uma festa. “Com isso, reafirmamos que a PM não está pautada somente na ação repressiva, mas na preventiva e social. Não tem preço ver o sorriso de cada uma dessas crianças. Estamos fazendo a nossa parte no CHS,” comemora o comandante Lemos.

 A capitã Eva Barbosa, coordenadora da iniciativa, lembra que "a campanha vai até 15 de dezembro, e a entrega é feita durante 24 horas, na sede do 18º Batalhão, que fica próximo ao 19º Posto de Saúde”. Cerca de 60 crianças são atendidas no IBCM. "Sou grata ao Ipac e à Polícia Militar pela campanha para nossas crianças”, relata a fundadora da instituição, Maria Conceição Macedo.

Bahia ultrapassa média nacional de mamografias com Saúde sem Fronteiras

Na Bahia, até 2011, apenas 12% das mulheres com idades entre 50 e 69 realizavam exames de mamografia, enquanto a média nacional era 35%, conforme contabilizado pelo Ministério da Saúde (MS). Em seis anos de implantação do Rastreamento do Câncer de Mama, a Bahia ultrapassou a média nacional, passando para 38%, com picos de até 45%. Além disso, neste período, o programa se aperfeiçoou e hoje é composto por três etapas, que começa com a mamografia e finaliza com o tratamento que pode ser cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico, a depender do protocolo médico indicado para cada paciente. 

Cumprindo a segunda etapa em Ribeira do Pombal nesta terça e quarta-feira (17 e 18), que é a realização do exame de ultrassonografia nas 239 mulheres, cujo laudo da mamografia apresentou algum tipo de alteração, o próximo passo do Rastreamento do Câncer de Mama nesta região é encaminhar as pacientes, se necessário, para a biopsia e, confirmado o diagnóstico de câncer de mama, para o tratamento.

 Já as mulheres em que o exame de ultrassonografia descartou a suspeita apresentada pela mamografia, vão voltar para casa “felizes da vida”, como aconteceu com Maria Glória de Jesus, 58 anos, Maria Vanda (53) e Maria Francisca de Pinho, moradoras do município de Cícero Dantas. Elas contaram que vieram para esta etapa apreensivas, mas “graças a Deus o médico não encontrou nada. Estamos muito felizes”, afirmaram. E Maria Francisca ainda acrescentou que o programa é importante “porque só libera a gente quando fica comprovado que não temos nada mesmo”. 

Trabalhando no projeto desde sua elaboração, Jane Gláucia Araújo fala da importância do Rastreamento do Câncer de Mama ter se aperfeiçoado e passado a oferecer todas as etapas por experiência própria, pois em 2011, bem na época da construção do projeto, ela foi diagnosticada com a doença. “Eu sei o que é esse diagnóstico, eu senti na pele. Uma coisa é estar lá trabalhando no papel, outra é passar por isso. Então eu fico feliz com cada avanço na melhoria desse serviço”.

 E o médico Clóvis Schitini Filho, que trabalha no rastreamento desde 2014, destaca a importância de a paciente descobrir logo no início para o êxito no tratamento. Para ele, que realiza os exames de ultrassonografia, que tem como objetivo confirmar ou descartar os indícios encontrados nas mamografias, “é muito gratificante poder contribuir para a recuperação da saúde dessas mulheres”.

 O rastreamento: atualmente fazendo parte do Saúde Sem Fronteiras, programa do governo do Estado, executado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o Rastreamento do Câncer de Mama nasceu na Campanha do Outubro Rosa de 2011, diante dos baixos índices de realização de mamografias nas mulheres baianas na faixa etária estipulada pelo Ministério da Saúde (50-69 anos). 

Jane Gláucia, que está no programa desde o seu planejamento, ressaltou que nesses seis anos, o programa foi melhorando, se corrigindo e hoje tem o diferencial de oferecer todas as etapas, incluindo o tratamento.

 Ela explica que para levar o programa para o município, o mesmo é aprovado na Comissão Intergestores Regionais (CIR). Quando o rastreamento chega a uma região, já foi decido na CIR quais os municípios receberão as unidades móveis e qual será a contra partida de cada ente (Estado e Municípios).

 Para serem atendidas, quando as unidades móveis chegam nos municípios, as mulheres devem comparecer ao local levando documento de identidade, Cartão do SUS e comprovante de endereço.

Planserv esclarece dúvidas de servidores públicos do Estado durante evento em Salvador

O Planserv prestou diversos esclarecimentos a beneficiários e servidores públicos do Estado da Bahia interessados em solicitar a inclusão no plano, durante o Projeto “Alba Cidadã”, realizado na terça-feira (17) pela Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), no andar térreo do órgão, na capital. Além de responder a questionamentos relacionados, principalmente, a marcação de consultas e autorização de procedimentos, as representantes da Assistência no evento apresentaram os Programas de Saúde do Planserv.

 De acordo com a coordenadora de Gestão de Projetos de Saúde do Planserv, Maria Beatriz Fauaze, “a prioridade do plano é oferecer uma assistência de qualidade. Por esse motivo, estamos acompanhando de perto o beneficiário e a rede credenciada”, destacou. Este acompanhamento inclui a transmissão de orientações relevantes como as que os servidores da Alba receberam durante o Projeto. Uma delas diz respeito ao agendamento de consultas e exames.

 “O agendamento não deve ser feito em diversas clínicas ao mesmo tempo. O beneficiário deve escolher a de sua preferência e agendar um horário. Em caso de desistência ou mudança de clínica, ele deve solicitar o cancelamento da consulta. É importante que o beneficiário use a Assistência de forma consciente”, explicou Fauaze.

 Esta orientação é importante para que as consultas ou exames sejam autorizados com maior rapidez, evitando qualquer dificuldade para o beneficiário. Quando um exame é autorizado em uma clínica e, pouco tempo depois, outro prestador solicita ao Planserv a autorização para o mesmo exame, automaticamente o sistema detecta a duplicidade, gerando a negativa.

 No Planserv, existem protocolos clínicos que norteiam a realização dos exames, estabelecidos conforme critérios técnicos bem definidos. Contudo, mediante a apresentação de justificativa técnica do médico solicitante, o pedido de repetir um exame em prazo inferior ao estabelecido no protocolo é analisado pela Coordenação Médica do Planserv que, ao verificar sua procedência, autoriza o procedimento.

 Programas de Saúde

 Durante o “Alba Cidadã”, o Planserv distribuiu panfletos sobre seus Programas de Saúde - Saúde do Idoso, Endocrinopatia, Pediatria e Saúde Mental. O informativo esclarece, entre outros pontos, que, para fazer parte dos programas, o beneficiário deve apresentar os critérios para admissão, conforme prescrição médica e protocolos próprios.

 Para obter informações sobre as unidades credenciadas ao Planserv, o beneficiário deve ligar para 0800 56 6066 (ligações de telefone fixo) ou (71) 3402-3700 (chamadas de celular). Outra opção é acessar “Rede Credenciada” no site do plano, para obter os contatos das clínicas credenciadas aos programas desejados.

 Durante o evento na Alba, o Planserv informou que qualquer beneficiário que encontrar dificuldade para ser atendido deve comunicar o fato imediatamente através desses mesmos canais de comunicação ou, se preferir, pode acionar a Ouvidoria Geral do Estado, através do site.

Multas de trânsito poderão ser pagas em parcelas e com cartão de crédito

Trânsito na saída de São Paulo

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta quarta-feira (18) resolução que altera a forma de pagamento das multas de trânsito e demais débitos relativos aos veículos. A partir de agora, os pagamentos poderão ser feitos em parcelas, por meio de cartão de crédito. Cartões de débito também poderão ser utilizados para pagamentos integrais.

 O conselho aponta que a medida objetiva aperfeiçoar o processo de cobrança e quitação de débitos. O parcelamento poderá englobar uma ou mais multas de trânsito. O órgão de trânsito receberá o valor integral no momento da operação e, então, procederá com a regularização do veículo.

 Caso a divisão do valor em parcelas gere cobrança de juros, o acréscimo deverá ficar a cargo do titular do cartão, que deve ter acesso a informações sobre custos operacionais antes da efetivação da operação de crédito. Já as operadoras arcarão com possíveis atrasos.

 A resolução já está em vigor. Agora, para que essa alternativa venha a ser disponibilizada, é preciso que as entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito, como Detrans, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) firmem acordos com empresas para habilitá-las a oferecer esse serviço. A resolução aponta que elas devem ser autorizadas por instituição credenciadora supervisionada pelo Banco Central do Brasil a processar pagamentos, sem restrição de bandeiras.

De acordo com a norma, não poderão ser parcelados os seguintes tipos de débito: as multas inscritas em dívida ativa; os parcelamentos inscritos em cobrança administrativa; os veículos licenciados em outras unidades da federação; e multas aplicadas por outros órgãos autuadores que não autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.
Fonte: Agência Brasil