quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Margareth Menezes participa da Flifs através do projeto “O Violão e a Palavra”

Quem curte literatura e música poderá desfrutar de um encontro de cultura e arte na próxima terça-feira (25), às 18h30, no Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). Uma nova edição do projeto “O Violão e a Palavra”, desta vez com a cantora Margareth Menezes, vai integrar a programação da Feira do Livro de Feira de Santana (Flifs), que este ano acontece na Praça Padre Ovídio. A atividade será uma conversa onde o violão se une à poesia para mostrar a força da palavra cantada. Como o espaço tem limite de lotação, serão liberadas 230 cédulas de entrada, a partir das 17h30, na portaria do Cuca, situada na Rua Conselheiro Franco. O acesso do público será apenas pela entrada principal do local. Projeto “O Violão e a Palavra”: saiba mais

O projeto O Violão e a Palavra, criado e desenvolvido pela Fundação Pedro Calmon (FPC), é uma conversa sobre a relação das palavras e da música que visa estreitar o diálogo entre as pessoas e a literatura. A iniciativa integra a estratégia da Fundação de aliar atividades de estímulo e sensibilização do público em geral e a população jovem, em particular, para a leitura e a escrita. O espetáculo, de gênero híbrido, pode variar entre o debate e a aula-show, a depender do efeito que o encontro tenha.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Exposição no Museu Regional reúne a arte das ruas e do atelier

O Museu Regional de Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana (MRA/Uefs) realiza, no dia 19 de setembro (quarta-feira), a partir das 19h30, o vernissage das exposições “Atelier Galeano” e “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese”. As propostas expositivas fazem parte da 12º Edição do Aberto do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), que acontece no dia 20 (quinta-feira).
 Na mostra “Atelier Galeano” o artista ocupa fisicamente as salas do MRA, propondo dinâmicas de interação entre a arte, o público e seu cotidiano, para assim, transcender a lógica de “atelier” enquanto momento de imersão do artista no isolamento, para a de momentos de inspiração, compartilhados enquanto fontes educativas e culturais que incentivem o despertar de novos talentos. Argentino de Concordia, Galeano estudou na Escola de Belas Artes de Buenos Aires, e é reconhecido internacionalmente como artista multifacetado que dialoga com elementos naturais sertanejos e andinos, pautando composições características por cores vibrantes e a possibilidade de imersões cognitivas.

 A exposição “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese” é resultado do convite a artistas que trabalham os espaços de Feira de Santana através do grafite. O grupo é composto por nomes como Júlio Firmo, Coelho, Charles Mendes, Kbça, Kaique Oliveira, dentre outros. Artistas que apresentam composição coletiva de painéis reflexivos sobre o patrimônio da cidade, cujo principal objetivo é enfatizar a valorização da identidade cultural do grafite convertendo os espaços públicos em palco de reflexão estética.

Aberto do Cuca reúne a diversidade cultural de Feira de Santana

Oficinas, workshops, apresentações musicais, dança, teatro, circo, poesia, cordel, artesanato e artes plásticas. Essas são opções para quem se dirigir ao Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), nesta quinta-feira (20), para prestigiar a 12ª edição do “Aberto”. O objetivo é oportunizar, evidenciando a diversidade de linguagens, a divulgação das produções de quem trabalha com arte e cultura na cidade de Feira de Santana. As atividades estão programadas para começar às 8h e englobarão mais de 100 apresentações ao longo do dia. O encerramento do evento contará com a presença de dois renomados artistas feirenses: Cecé e Paulinho Jequié, com o show "Contaria Brasileira".

De acordo com a diretora do Cuca, professora Rosa Eugenia Vilas Boas, a diversidade, que é uma característica do evento, que abrange um público bem heterogêneo: crianças, jovens, adultos e pessoas da terceira idade. Todos os anos, o Aberto costuma reunir um público aproximado de três mil pessoas ao longo do dia. O Aberto, que tem entrada franca, acontece em comemoração ao aniversário do Cuca. A programação inclui as exposições “Atelier Galeano” e “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese” que ficarão em cartaz no Museu Regional de Arte (MRA/Uefs). O vernissage acontece no dia 19 de setembro (quarta-feira), a partir das 19h30. O Cuca fica localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Correios relançam programa de renegociação para devedores

Os Correios relançaram o programa de renegociação de dívidas contraídas com a empresa, para pessoas físicas ou jurídicas. Podem aderir ao Programa de Realização de Acordos da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Praect), também conhecido como Refis Postal, aqueles que têm dívidas já judicializadas com os Correios, cujos valores até 6 de abril de 2017 não tenham ultrapassado R$ 5 milhões.

De acordo com a estatal, entre as vantagens do Praect, estão o abatimento de parte dos débitos e a possibilidade de parcelamento, com redução dos juros. Aqueles que optarem pelo pagamento da dívida em apenas uma vez terão o desconto de 90% dos juros de mora. O pagamento também poderá ser parcelado em até 60 vezes, com desconto de 50% nos juros, ou em até 120 vezes, com redução de 25%.

 A adesão pode ser feita até o dia 4 de dezembro, 90 dias a contar da publicação do Praect no Diário Oficial da União, do dia 6 de setembro. O prazo poderá ser prorrogado por igual período, a critério dos Correios.

 A primeira etapa do programa, lançada em dezembro de 2017, recuperou apenas 1,15% do total das dívidas referentes aos 11 mil processos em andamento, que somam quase R$ 1,2 bilhão. Segundo os Correios, a estatal é a primeira empresa pública a lançar um programa desse tipo, inspirado no programa de parcelamento de tributos do governo federal.

 Os Correios alertam ainda que não regularizar pendências administrativas leva à inclusão do nome do contribuinte ou da empresa no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (CADIN), o que gera consequências negativas e impeditivos junto a esferas de governo.

 No caso de empresas públicas ou prefeituras, elas deixam de receber repasse de verbas do governo federal. Já empresas fornecedoras ficam impedidas de participar de processos licitatórios. E tanto pessoas físicas quanto jurídicas não conseguem realizar empréstimo em bancos públicos.

 Para aderir ao Praect, é necessário protocolar o Termo de Adesão e Instrumento de Acordo na sede regional dos Correios do juízo onde tramita o processo.

Agência Brasil

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Feira Palace Hotel

Em nossa cidade ninguém nunca ligou para o patrimônio histórico a exceção do Casarão Froes da Mota, que não se sabe por qual graça divina foi conservado. Mas nessa levada já se foram prédios como a casa da família Portugal, a casa de Chico Pinto, a residência de João Marinho Falcão, o abrigo Nordestino, cedido para uma loja ridícula, a praça Bernardino Bahia, abandonada dentre outros. O Feira Palace Hotel, que embora não seja um estabelecimento publico, já foi um dos marcos da cidade princesa. O visitante chegando a esta cidade tinha o Palace como um ponto de referencia e ainda hoje esse imóvel tem um significado importante, mesmo já não estando no melhor momento da sua existência. Sem querer comparar vale lembrar o Copacabana Palace Hotel, patrimônio do Rio de Janeiro, onde se hospedaram figuras imortais como Santos Dumont, o príncipe Charles, a princesa Diana, alem de feirenses do glamour de Antonio José Larangeira e Zequinha do Ponto do Zequinha!

Parada Gay de Feira de Santana

Até o momento não ouvimos qualquer comentário sobre a realização da já tradicional Parada Gay de Feira de Santana, que surgiu graças ao incentivo desta coluna há mais de 10 anos e que tanto bem já fez a pessoas que se escondiam em armários e hoje são bem sucedidos e felizes. Vale lembrar que foi na gestão do saudoso Rafael Carvalho que o Grupo Gay de Feira, promoveu a I Parada Gay, mas o fato é que coincidência ou não, este ano estando na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, o ex-baterista dos Beatles de Alagoinhas, Edson Borges ,(foto no alto de oculos) que nada se fala sobre o assunto. A razão do silêncio não sabemos. Alguém deve se pronunciar porque o assunto é de interesse público e a Secretaria tem de se pronunciar!

Hotel Caroá

E Hotel Caroá no centro da cidade, constitui-se hoje em um exemplar ponto de criação de ratos que ali proliferam e se espalham para outros locais. Nada é feito pela saúde publica que parece ignorar um fato desses. Alias muitas coisas na cidade princesa estão assim abandonadas e não é de agora. Esperamos que com nova direção, o palácio de Maria Quitéria desperte da letargia, da sonolência, e ataque os problemas existentes que são muitos e faça o melhor.

Correios e Telégrafos

Desde o ano passado denunciamos aqui o abandono do enorme deposito da empresa de Correios e Telégrafos na rua Tupinambá entrada do bairro Mangabeira. A situação permanece e o local serve de abrigo para desocupados, usuários de drogas, alem disso há o risco de um incêndio que poderia comprometer outros prédios próximos. Alias já houve ate uma tentativa de incêndio no local. O que não se entende é como a ECT abandona um prédio daquele porte para locar outros naturalmente com gastos elevados. Não se entende também é que as autoridades permitam que o imóvel continue abandonado causando inquietação e sobressalto aos moradores do bairro e aos que por ali transitam . ABSURDO!

Celebração de triunfo marca posse dos novos servidores da Uefs


“A universidade pública é do povo, é da sociedade e por isso deve produzir conhecimento e promover o desenvolvimento humano. Se quisermos um país melhor para as futuras gerações, temos que combater barbáries como a opressão e a discriminação. Esse é o papel da universidade pública que defendemos aqui e estamos construindo historicamente. Vocês, a partir de agora, estão convidados a fazerem parte deste histórico conosco”. Com esse chamamento, o reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), professor Evandro do Nascimento, deu as boas-vindas aos novos servidores docentes e técnicos da Instituição.

 Revestida de significados, a posse dos 7 docentes para 6 departamentos e 25 servidores técnicos para 16 setores diferentes da Uefs, concretizou sonhos e conquistas de batalhas árduas. Segundo Camila Dourado, empossada como docente do Departamento de Saúde (DSAU), “esse é um momento de extrema relevância da trajetória profissional. É a realização de um sonho e estou muito feliz por isso. Escolhi a Uefs por ser uma universidade consolidada e com larga experiência em pesquisas. Tenho as melhores expectativas”.

 Para Kleiton Costa, que assume a vaga de técnico-administrativo no Departamento de Ciências Exatas (Dexa), ser empossado “é a realização de um sonho. Apesar de todos os problemas que enfrenta o serviço público, é um espaço que oferece uma estabilidade profissional. Escolhi a Uefs por ser um ambiente acadêmico e uma instituição de referência. Sempre tive identificação com a universidade pública, de onde vim”.

 Também participaram da cerimônia, a vice-reitora da Uefs, professora Norma Lúcia Fernandes, pró-reitores e chefes de unidades da Instituição, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau do Estado da Bahia (Sintest) e da Associação dos Docentes da Uefs (Adufs), além de familiares e amigos dos novos concursados. O evento aconteceu ontem  quinta (13), no Auditório 5 do Módulo 7 do campus universitário.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

MEC adia para sexta-feira fim de prazo para lista de espera do Fies

O Ministério da Educação (MEC) adiou para sexta-feira (14) o fim do prazo para os estudantes pré-selecionados na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fornecerem os dados necessários para contratar o financiamento. O prazo terminaria no último dia 9. A lista de espera vale para os estudantes que se inscreveram no Fies do segundo semestre e não foram selecionados no processo regular. Segundo a pasta, o objetivo do adiamento é “ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos”.

 Pelas regras do Fies, quem está na lista dos pré-selecionados deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema. Os nomes dos pré-selecionados foram divulgados aos poucos, desde o dia 6 de agosto. Nesta sexta-feira, terminam os últimos prazos para os estudantes complementarem as inscrições.

 Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até cinco dias.

 O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de 0 na redação.

 O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil. A lista de espera vale para esta modalidade.

 A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. O P-Fies não tem lista de espera.

Agencia / Brasil 

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 28 milhões

Quem acertar sozinho o prêmio principal da Mega-Sena poderá ganhar hoje (12) um prêmio de R$ 28 milhões. Caso aplicado na poupança o valor renderia cerca de R$ 104 mil por mês, segundo a Caixa Econômica Federal. O concurso 2.077 será sorteado, às 20h, no Caminhão da Sorte, que está estacionado na cidade de Jundiaí, em São Paulo.
 As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Agencia / Brasil

Divulgada relação dos homenageados com a Ordem ao Mérito

No Aniversário da Cidade – 18 de setembro - a Prefeitura de Feira de Santana vai homenagear 33 cidadãos e cidadãs com a Comenda de Ordem ao Mérito. A relação dos homenageados foi divulgada no Diário Oficial Eletrônico (edição de quinta-feira, 6). Neste ano, Feira comemora 185 anos de emancipação política.

 Serão admitidos cinco comendadores - a primeira-dama Adenilda Lima Lopes Martins; Althemar Ramos Brandão; Janilson Campos Teixeira; João Antônio Pessoa da Silva Neto e Luziel Andrade de Oliveira - e 28 oficiais – estes nas áreas da assistência social, comunicação social, esportiva, saúde, empresarial, artística e cultural e jurídica. São eles: André Luiz Moraes Oliveira Santos; Antônio Carlos Lucena Rocha; Antônio Raimundo Bastos Melo; Ávido Rodrigues de Medeiros; Carlos Alberto Moura Pinho; Celso Ribeiro Daltro; Daniele Piai Ozores; Domingos José da Paixão; Edson Correia Batista; Fábio Carneiro Vosqui Nascimento.

 Ainda na relação de oficiais Geraldo Barros Rios; João Marcelo Azevedo Gomes; Joilton Antônio de Freitas Mattos; Jorge Abel Galeano; José Andrade Moura Júnior; José Carlos dos Passos Souza; José Froes da Mota; José Luciano Simões Ferreira Vital; Liomar Ferreira da Silva; Luiz Alvim Boaventura; Maria da Anunciação Alves Bastos; Renato Pires Freitas; Rita de Cassia Pereira Jatoba; Ronaldo Belo Venas de Queiroz; Tanurio Brito Ramos; Teonilio Ribeiro Campos Filho; Tulio Coelho Carvalho e Victor Pereira Paschoalin.

 A Ordem foi criada em 2005 para homenagear os cidadãos, feirenses ou não, que se tornem merecedores do reconhecimento público da administração municipal.

 Ponto Facultativo

 Em virtude das comemorações pelo aniversário de emancipação política-administrativa do município, a Prefeitura decretou que será ponto facultativo no dia 18 de setembro (terça-feira). O decreto foi divulgado no Diário Oficial Eletrônico

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Cientistas analisam ossos encontrados nos escombros do Museu Nacional

Pesquisadores e funcionários retiram peças dos escombros do Museu Nacional após incêndio.

Ossos encontrados no trabalho de rescaldo do incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, estão sob análise de pesquisadores da instituição. Os cientistas conferem a possibilidade de o crânio ser de Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado no continente americano.

 O prédio principal do Museu Nacional foi destruído por um incêndio que começou na noite de domingo (2) e avançou pela madrugada de segunda-feira. Uma das peças mais importantes do acervo, de 20 milhões de itens, era o fóssil de Luzia, que estava exposto à visitação. Pesquisadores constataram que o fóssil, encontrado em Minas Gerais, tem 12 mil anos.

 Segundo a vice-diretora do Museu Nacional, Cristina Serejo, foram encontrados alguns ossos em uma área próxima ao local onde Luzia ficava exposta, mas ainda não é possível concluir se os restos pertencem a ela.

 Uma tela do Marechal Rondon foi encontrada chamuscada nos escombros, e os pesquisadores devem iniciar um trabalho de recuperação da obra de arte.

 Um dos destaques do museu, a coleção egípcia reunida pela Família Real no Século XIX foi praticamente toda perdida, de acordo com a vice-diretora.

 "Estamos recebendo várias ofertas de doações, e de várias instituições estrangeiras, inclusive. Vamos fazer uma campanha para receber material e reerguer o Museu Nacional com as coleções. Temos muitos contatos internacionais", disse Cristina, que contou que o museu está se articulando internamente para receber as doações.
Fonte: Agência Brasil

Pará tem 30% dos focos de incêndio registrados no país em 48 horas

Foto de satélite do Inpe mostra focos de queimada no país registrados em 3/9/2018.

Nas últimas 48 horas, foram registrados mais de 3 mil focos de incêndio em todo o país. Quase 30% das ocorrências, de acordo com os dados compilados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), estão concentradas no estado do Pará, com 849 queimadas identificadas.

 Coordenador do Programa de Monitoramento de Queimadas do instituto, Alberto Setzer, lembra que a grande maioria dos incêndios tem origem humana. “Eu diria que mais de 99%, sendo por acidente ou proposital. E essa ação humana é proibida por lei”, disse. Segundo o pesquisador, apesar dos números deste ano ainda estarem abaixo dos registrados em 2017, quando foi registrada uma forte estiagem neste período, as ocorrências ainda são alarmantes e as autoridades locais não conseguem coibir essas ações.

 “Com certeza, novos desmatamentos estão associados a estes incêndios e antigos desmatamentos também para cobrir o entorno da vegetação, assim como o uso do fogo para preparar a roça”, citou. Setzer lembrou que muitas propriedades na região recorrem à queima da vegetação para criar uma camada de nutrientes para a plantação. “Mas, a longo prazo, usando fogo todos os anos, o solo fica pobre e exausto”, completou.

 Amazônia

Durante todo o mês de agosto, o território paraense, que historicamente é citado pelos números de desmatamento, teve 1.380 ocorrências ante de mais de 5 mil em todo Brasil. Três cidades lideram o ranking de focos de incêndios: Novo Progresso (340), Altamira (277) e São Félix do Xingu (236).

 No mesmo mês, Mato Grosso registrou 790 focos e o Amazonas, 503. Os três estados têm a Amazônia como o bioma exclusivo ou parcial, no caso do Mato Grosso. Pelos registros do Inpe, quase dois terços das queimadas impactaram diretamente esse bioma, que predomina na maior parte do território nacional (49,29%).

 Apesar de ser caracterizado pelo clima quente e úmido e por florestas, a região contemplada por este bioma têm, nos meses de agosto, setembro e outubro, baixa ocorrência de chuvas.

 “Em parte do Piauí e do Maranhão não choveu nada. Em Mato Grosso, no Tocantins e Pará choveu muito pouco. Foi um mês que choveu muito pouco e onde choveu foi abaixo da média”, disse.

 Cerrado

O segundo maior bioma da América do Sul, presente em 22% do território brasileiro, também ocupa o segundo lugar no ranking de biomas afetados pelos incêndios de agosto. Mesmo sendo característico de áreas onde o clima seco predomina neste período do ano, como a totalidade do Distrito Federal e boa parte de Goiás, Tocantins, do Maranhão, de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, os focos no Cerrado ao longo do mês representaram 35% do volume total registrado na Amazônia.

 Entre os estados cobertos por este bioma, o Maranhão lidera a lista com 473 casos, seguindo por Tocantins (447) e Minas Gerais (271).
Fonte: Agência Brasil

Venezuelanos morrem de frio ao tentar cruzar cordilheira na Colômbia

Pelo menos 17 venezuelanos morreram nos últimos dias ao tentar cruzar a região conhecida como Páramo de Berlín, santuário natural na cordilheira andina, na Colômbia.

 O local tem dezenas de lagoas e registra temperaturas muito baixas que podem chegar aos 15 graus negativos. Hoje (4), por exemplo, as temperaturas mínimas rondam os 7°C na pequena cidade de Tona, situada na região. Ponto mais alto da estrada que conecta as cidades de Pamplona e Bucaramanga, o Páramo de Berlín está a mais de 3 mil metros de altitude.

 Diretora do albergue Espíritu Santo, localizado na cidade de Tunja (ponto final da travessia do Páramo), Anny Uribe, diz que muitos venezuelanos têm empreendido a viagem a pé e que os relatos contabilizam ao menos 17 mortos por hipotermia nos últimos dias. Entre as vítimas, nove crianças.

 “Ficamos sabendo de muitas histórias, inclusive a de uma mãe que estava alimentando seu bebê - ela e a menina morreram de parada respiratória. E, que a gente saiba, morreram nove crianças e oito adultos. É uma história muito forte e o mais triste é que as suas famílias nem devem saber que morreram no caminho", contou Anny.

 Após cruzar a fronteira na cidade de Cúcuta (Colômbia), os venezuelanos que vão para a cidade de Bucaramanga enfrentam cerca de 190 km a pé, trajeto em que levam cerca de 50 horas ao longo de cinco dias caminhando.

 No início do caminho enfrentam calor extremo, para depois encarar muito frio na cordilheira andina.

 "Chegou aqui um grupo de 14 pessoas e eles nos contaram que eram 17. Três morreram na travessia. Eles tiveram que enterrar os corpos na beira da estrada. Essas pessoas chegam com feridas nos pés, uma descompensação total de seu organismo, desidratados, desnutridos, com hipotermia, pressão baixa", relata.

 Cerca de 1 milhão de venezuelanos ingressaram na Colômbia desde o início da crise econômica e política na Venezuela. Cerca de 800 mil já residem no país.

 Mais de 2,3 milhões de venezuelanos, de uma população estimada em 32 milhões, deixaram o país desde 2014, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). No entanto, há também muitas pessoas que deixaram o país sem que fossem registradas pelas autoridades.
Fonte: Agência Brasil