terça-feira, 27 de setembro de 2016

Parque Tecnológico vai abrigar simulação de cidade inteligente

Foto: Gabriel Pinheiro/Ascom Secti

Soluções inovadoras obtidas a partir de testes em uma cidade inteligente simulada, implantada no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador. Foi com o intuito de concretizar essa iniciativa que a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), a Universidade Federal da Bahia (Ufba) e o Instituto Fraunhofer, da Alemanha - considerada a mais importante fundação de pesquisa aplicada da Europa - foram signatários de um contrato, assinado na tarde desta terça-feira (27), para desenvolvimento de um Living Lab (Laboratório Vivo), no Parque.

 Uma plateia heterogênea, formada por pesquisadores, estudantes e gestores, presenciou o momento em que o titular da Secti, Manoel Mendonça, o diretor do Fraunhofer, o alemão Dieter Rombach, e a diretora do Centro de Projetos Fraunhofer da Ufba (FPC), Vaninha Vieira, assinaram o termo. A cerimônia ocorreu no auditório do Tecnocentro Bautista Vidal, primeira e maior edificação do Parque, que abriga diversas instituições, inclusive o FPC.

 O FPC é o primeiro centro de projetos do instituto alemão na América Latina e será a entidade responsável pela operação do Living Lab. A implantação desse espaço, que ocupará, inicialmente, uma sala de 70 metros quadrados, vai custar R$ 2,5 milhões e durar 18 meses. Ao final do período, “além da estrutura física, um modelo de fomento para a utilização desse laboratório vivo será elaborado”, detalha Vaninha.

 Espaço aberto

 Quando pronto, o Living Lab se tornará um espaço de visitação e vai abrigar elementos que, de fato, estão presentes em uma metrópole. No lugar de mesas, cadeiras, e luminárias, por exemplo, serão instalados bancos, ruas, praças, postes, placas de energia solar e, até mesmo, aerogeradores. “As pessoas não compreendem completamente o conceito de Living Lab para Cidades Inteligentes, mas com essa experiência prática permitida a todos, a realidade atual tende a ser mudada”, aponta Mendonça.

 A utilização de cenários, conceitos e casos de uso para Cidades Inteligentes, convertendo processos de pesquisa e inovação em soluções aplicadas ao dia a dia dos municípios, tem como meta maior a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e sustentabilidade dos grandes centros, em setores como segurança pública, mobilidade e energia.

 O Living Lab funcionará ainda como um canal de comunicação e negociação entre entidades governamentais e acadêmicas. Dieter Rombach crê que “o Living Lab tem todos os requisitos para criar uma comunidade unificada de atores do ecossistema de inovação”.

Estudantes baianos criam carregador de celular à base de energia solar

Aplicativo

Estudantes do curso técnico de nível médio em Informática, do Centro Estadual de Educação Profissional em Apoio Educacional Tecnologia da Informação Isaias Alves (CEEP), no bairro do Barbalho, em Salvador, desenvolveram um protótipo com esta tecnologia social, de baixo custo, a partir dos estudos em sala de aula. A experiência é uma das novidades apresentadas na Feira de Ciências do CEEP, que segue, até esta quarta-feira (28), mobilizando toda a comunidade escolar.

 A feira de Ciências, que acontece em escolas de todo o Estado, faz parte do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, que visa incentivar o protagonismo estudantil por meio do estudo das Ciências em sala de aula. Os trabalhos foram desenvolvidos ao longo do semestre com base nos conteúdos estudados e em pesquisas envolvendo as diferentes áreas do conhecimento.

 No CEEP Isaias Alves, estão sendo expostos 52 projetos voltados à sustentabilidade e a qualidade de vida da população. A estudante Radhija Mendes, 14 anos, que faz parte da equipe que desenvolveu o ‘carregador solar’, conta que foram utilizados materiais que seriam descartados e poderiam acabar no lixo, poluindo o meio ambiente, como baterias usadas de telefone fixo e conversor de USB. “O carregador é de baixo custo porque é montado com peças usadas e outras bem baratas que podem ser encontradas em lojas de informática, como placa solar. Nosso projeto é ecológico e econômico, pois economiza energia e dinheiro”, comemora a estudante.

 Em visita à feira, a professora Ligia Caldeiras ficou entusiasmada com o ‘carregador solar’. “Achei uma ideia inovadora e criativa dos estudantes e eles foram muito felizes em escolher este tema porque precisamos de um planeta sustentável”, afirma a professora. Confira a matéria completa no site da Secretaria da Educação.

Governo decide demolir Centro de Convenções para construção de novo equipamento

O Centro de Convenções da Bahia (CCB) será demolido por decisão do Governo do Estado em razão do desabamento de parte da estrutura na última sexta-feira (23). O anúncio foi feito nesta terça-feira (27) pelo secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, após determinação do governador Rui Costa. “A decisão está embasada em orientações técnicas, pois o sinistro abalou algumas estruturas fundamentais daquele equipamento que impedem a continuidade das obras de recuperação”, explicou Dauster.

 A perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT) para apurar as causas do incidente será realizada tão logo o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia garanta a estabilização da estrutura e, consequentemente, a segurança dos peritos. A demolição do equipamento só poderá ser realizada após a conclusão da perícia e a elaboração de um plano de desmonte.

 “Uma obra de reforma como aquela não depende da apresentação de um projeto para que o alvará seja liberado pela Prefeitura. A obra estava regular e todas as taxas para emissão do documento também tinham sido pagas ao órgão municipal competente, o que chancelou as intervenções no local”, esclareceu Dauster.

 A reforma do CCB estava na segunda etapa quando aconteceu o incidente. Na primeira intervenção, que recebeu o investimento de cerca de R$ 8 milhões, foram recuperadas, por exemplo, vigas e telhas do Teatro Yemanjá e do Espaço Orlando. Pouco mais de R$ 1 milhão já havia sido destinado para a segunda etapa.

 O Congresso Internacional de Odontologia da Bahia (Cioba 2016), que seria realizado no Centro de Convenções em novembro, vai acontecer na Fonte Nova. “A arena já era a alternativa, caso não tivéssemos 100% de segurança para reabrir o centro”, afirmou Dauster. O secretário também garantiu que o Governo do Estado está desenvolvendo estudos que vão definir o local onde será construído um novo centro.

Centro de Equoterapia atende crianças com deficiência

Equoterapia 2

Cento e trinta e três crianças e adolescentes com necessidades especiais estão se beneficiando de um método que utiliza cavalos como ferramenta terapêutica, desenvolvido pela Associação Baiana de Equoterapia (Abae), no Parque de Exposições de Salvador. A ação é uma parceria com o Esquadrão de Policia Montada da Policia Militar e tem o objetivo de expandir a oferta do tratamento gratuito na Bahia, além de promover a inclusão social de pessoas com deficiências.

 “O andar do cavalo ajuda a melhorar o controle de tronco e a ajustar a postura através dos movimentos tridimensionais que o ato de cavalgar oferece. O trote que o animal emprega transmite estímulos que tratam uma série de desequilíbrios e melhoram a destreza motora, a autoestima e a comunicação dos pacientes”, explica a fisioterapeuta Simone Santana.

 Para a mãe de Saulo Gabriel, 9 anos, Camila Brito, o tratamento tem trazido bons resultados para a vida do pequeno. “Percebi uma grande melhora dele. Ele é autista e tem dificuldades com concentração. Quando nós entramos no programa era muito agitado. Agora está mais calmo e comunicativo. Ele interage com cavalo sem medo e anda com mais coordenação também”.

 A Abae atua há mais de 20 anos, facilitando, principalmente, o acesso de famílias de baixa renda à equoterapia. “O programa amplia e atende as expectativas das famílias que lutam há muitos anos pela recuperação de seus filhos. Todo o procedimento de admissão das crianças parte de um cadastro. Depois uma entrevista com um profissional de saúde estabelece qual é a atividade e o programa mais adequado necessário para cada uma delas”, explica a superintendente da entidade, Maria Cristina Guimarães.

 A Polícia Militar disponibiliza os animais utilizados no processo de reabilitação, o espaço físico e membros do batalhão, que acompanham e ajudam nos procedimentos. De acordo com o Comandante do Equadrão de Polícia Montada, major Aloysio Herwans, o serviço tem grande relevância social para toda a sociedade.

 Ele enfatiza que “o sucesso desse atendimento é tão grande”, que a intenção é interiorizar para outras unidades da cooperação, “levando esse tratamento extremamente positivo para diversas regiões da Bahia como Feira de Santana, Itabuna, Santo Antônio de Jesus, Paulo Afonso, entre outras”.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Rui entrega ampliação do sistema de água da região leste e UPA em Feira de Santana


O Sistema Integrado de Abastecimento de Água do Setor Norte, em Feira de Santana, será inaugurado nesta terça-feira (27), às 9h, pelo governador Rui Costa. A expansão do sistema irá atender aos bairros da Cidade Nova, Parque Ipê, Campo do Gado, Campo Limpo, dentre outros, melhorando a oferta de água tratada distribuída à região norte da cidade.

 Ainda em Feira, Rui também inaugura, às 9h25, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA 24h), localizada ao lado do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). A unidade estadual dispõe de 24 leitos de observação, 150 funcionários e capacidade para atender até 450 pacientes por dia.

MAM-BA empresta peças de Rubem Valentim para a Casa França-Brasil

Cinco esculturas do artista plástico baiano Rubem Valentim partiram do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA), em Salvador, rumo ao Rio de Janeiro na última segunda-feira (19). As peças foram recebidas no polo de difusão de cultura e arte Casa França-Brasil para compor a exposição ‘Orixás’. “Eles já conheciam a coleção e entraram em contato pela importância de Rubem na representação de símbolos do candomblé”, explica a diretora do museu, Ana Liberato. O valor total do seguro para empréstimo das obras é de R$ 2 milhões.

 'Templo de Oxalá' (1977) identifica as cinco esculturas homônimas - produzidas em madeira com pintura de tinta acrílica - que integram a exposição inaugurada no dia 21 de setembro. Rubem Valentim divide a exposição com o artista plástico argentino Carybé e o fotógrafo francês Pierre Verger - que trocaram seus países para mergulhar na cultura afro-brasileira. ‘Orixás’ estará aberta à visitação até o dia 23 de outubro, mas pode ser estendida. O prédio da Casa França-Brasil fica localizado na Rua Visconde de Itaboraí, n° 78, Centro, Rio de Janeiro.

 Intercâmbio 

 A coleção de Valentim possui 50 peças - 20 delas são esculturas – e algumas já foram emprestadas em outras ocasiões. “Devemos conhecer a força da criação dos nossos artistas”, comenta a diretora do MAM-BA. O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) regularmente empresta peças do seu acervo para exposições e outras produções artísticas ou culturais. “Este intercâmbio é de grande importância para que outras pessoas conheçam as peças, conheçam Rubem e as obras que temos”, comenta a coordenadora do Núcleo de Acervo e Pesquisa Museológica do MAM, Sandra Regina Jesus.

 Este ano, o Museu de Arte da Bahia (MAB) emprestou ao Museu de Arte do Rio (MAR) a pintura em óleo sobre tela ‘D. Pedro I, Imperador do Brasil’, de Antônio Joaquim Franco Velasco, para integrar a exposição ‘Leopoldina, a princesa da Independência’. A peça, emprestada em julho, permanecerá no Rio de Janeiro até março de 2017. Também neste ano, três instrumentos da Coleção de Instrumentos Musicais Walter Smetak, do acervo do Centro Cultural Solar Ferrão, foram emprestadas para a gravação do primeiro capítulo da novela Velho Chico.

Pelourinho será tema do estande da Bahia na Abav

Evento na área de turismo

Um dos principais cartões-postais de Salvador, o Pelourinho foi o tema escolhido pela Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa) para a 44ª Abav – Expo Internacional de Turismo, que acontece de 28 a 30 de setembro em São Paulo. A Bahia será pela segunda vez consecutiva o destino anfitrião do evento, que tem estimativa de público de 45 mil pessoas. O estande ocupará um espaço privilegiado. No local, um público especializado será atendido e apresentado aos atrativos, destinos, potencialidades e oportunidades que o estado tem para investimentos no segmento turístico.

 A exemplo de 2015, quando a réplica da Igreja de Nosso Senhor do Bonfim com o adro, escadarias e gradil fez sucesso no evento, o Pelourinho, que apresenta um conjunto arquitetônico colonial barroco português tombado como patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, em 1985, promete compor o ambiente da Abav, este ano, com destaque.

 A ideia é atender e superar as expectativas do público, mantendo-o mais tempo no estande da Bahia com a realização de ações promocionais. O Espaço Jorge Amado, com referência à Fundação Casa de Jorge Amado, será um dos destaques do espaço, que se amplia em suas dimensões cenográficas para mostrar a beleza arquitetônica do lugar com o casario, o largo e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

 Segundo o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, a intenção é garantir uma presença marcante da Bahia com o aumento da visibilidade, nacional e internacionalmente. “Vamos mostrar o nosso diferencial em relação aos demais concorrentes, que vêm atuando de forma agressiva no contexto da promoção e marketing turístico nos diversos eventos”, afirma Diogo.

 Parcerias

 Parceiros do trade turístico, entre os mais diversos segmentos – que vão da hotelaria, eventos, transportes a operadoras e agências de viagens –, estarão presentes como convidados no estande da Bahia. Além de apresentar seus produtos, vão ofertar os prêmios que serão distribuídos e/ou sorteados entre os profissionais participantes das capacitações interativas conduzidas por pessoal técnico da Bahiatursa.

 As capacitações visam atualizar os agentes de viagem sobre os atrativos e produtos turísticos, estimulando-os a vender mais e melhor o estado, com informações qualificadas que possibilitam o convencimento do cliente que busca um pacote de viagem. É apenas uma das promoções a serem desenvolvidas, que incluem a Roleta das 13 Zonas Turísticas, na qual um animador realizará perguntas ao público com entrega de pequenos brindes aos ganhadores.

 Tabuleiro com baiana distribuindo acarajé e a presença do maior ícone popular da Bahia fazendo o receptivo com brindes e fitinhas do Bonfim vão compor as ações no estande, que contará ainda com uma central de mídia e equipe técnica especializada da Bahiatursa para atender os visitantes e promover o destino Bahia com orientação e distribuição de material promocional.

 O evento

 A Abav Expo é a mais tradicional e importante feira de turismo brasileira, a mais completa feira do setor nas Américas e uma das mais importantes do mundo. Por estar presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, consegue absorver as diferentes demandas de seus associados e formatar uma feira para atender às necessidades do principal canal de distribuição de viagens no Brasil, as agências de viagens.

 O sucesso da Abav resulta do diferencial de ser uma feira idealizada por agentes de viagens para os agentes de viagens. Evento da Associação Brasileira de Agências de Viagens, apresenta a maior e mais qualificada visitação, com a presença de compradores e tomadores de decisão dos mais variados segmentos do setor.

 A presença da mídia, nacional e internacional, garante uma visibilidade adicional, ultrapassando os limites físicos do pavilhão de exposição. A Bahiatursa vem participando todos os anos, e sempre com destaque, da feira, que é um evento global e conta com a presença de diversos países. Reúne os melhores destinos nacionais e internacionais e o mais completo mix de produtos e serviços essenciais para a comercialização de viagens.

 Junto à Abav será realizado, pelo terceiro ano consecutivo, o 46º Encontro Comercial Braztoa, organizado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que reúne cerca de 91 empresas, garantindo a participação das principais operadoras brasileiras. Segundo dados da Abav, em 2015, a feira contou com 32.176 profissionais do setor, 3.121 marcas expositoras, 926 profissionais da imprensa e mais de 60 destinos internacionais.

Desconto de 5% no Ipva para placas de final zero vai até 28 de setembro

Os contribuintes que possuem veículos com placas de final zero têm até esta quarta-feira (28) para quitar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto, em cota única. O alerta é da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA), que dá ainda a opção de pagar o IPVA em três vezes. Para aderir ao parcelamento, o pagamento da primeira cota deve ser feito na mesma data do vencimento do desconto de 5%, isto é, até quarta-feira (28). As demais parcelas vencem nos dias 28 de outubro e 30 de novembro.

Outra possibilidade é quitar o valor integral do tributo, sem desconto, até 30 de novembro. Em setembro ocorre ainda o vencimento de cotas mensais para quem optou pelo parcelamento do IPVA nos meses anteriores. No dia 27, está agendado o vencimento da segunda parcela para placas de final 9. Já nos dias 29 e 30, para os automóveis com placas de final 7 e 8, respectivamente, vencem a terceira parcela e a cota única do imposto, sem desconto.

 As datas de pagamento das demais cotas e placas podem ser conferidas no calendário do IPVA 2016, disponível no site da Sefaz. Para quitar o imposto, o contribuinte deve se dirigir a uma agência ou caixa eletrônico do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, com o número do Renavam em mãos.

 O pagamento é integrado: é necessário quitar também a taxa de licenciamento e eventuais multas relacionadas ao Renavam informado. A Sefaz-BA ressalta ainda que não encaminha para os contribuintes boleto de pagamento do IPVA. Em caso de dúvida, o contribuinte deve entrar em contato com o call center, pelo 0800 071 0071.

Caixa não poderá usar FGTS no Minha Casa, Minha Vida se não houver repasse

O Ministério das Cidades esclareceu que desautorizou a Caixa Econômica Federal a usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no financiamento do Programa Minha Casa, Minha Vida, caso não haja repasse da União para a contratação de novos empreendimentos. 

Em nota, o Ministério das Cidades esclareceu que a instrução normativa, publicada no Diário Oficial da União de hoje (26), refere-se apenas à orientação dada à Caixa para que, caso não haja repasse da União destinado à contratação de novos empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, fica vedada a utilização de recursos do FGTS para suprir a cota de responsabilidade do banco, evitando-se uma contratação de operação de crédito. 

Segundo a instrução normativa, um dos motivos para a decisão é atender a uma exigência do Tribunal de Contas da União (TCU).

 Em dezembro de 2015, o TCU decidiu que o Ministério das Cidades deveria registrar no orçamento o valor correspondente a adiantamentos concedidos pelo FGTS à pasta, para evidenciar que se trata de operações de crédito. 

No ano passado, o tribunal considerou que o governo violou a Lei de Responsabilidade Fiscal ao atrasar o repasse de valores ao FGTS e a bancos públicos, referentes ao pagamento de benefícios. Na instrução normativa, o Ministério das Cidades também diz que precisa melhorar a administração das rubricas orçamentárias da pasta.

 Na instrução normativa, o ministério informa ainda que cabe à Secretaria Executiva do órgão avaliar a conveniência e a oportunidade de fazer os registros no orçamento, bem como adotar providências para a contratação de operação de crédito interno que permita quitar passivos da União referentes ao Programa Minha Casa, Minha Vida, provenientes de utilização de recursos do FGTS.

 Segundo a nota do ministério, não existe qualquer tipo de alteração no planejamento e no ritmo de contratação do Programa Minha Casa, Minha Vida. “Todas as linhas de contratações, incluindo o FGTS, permanecem inalteradas”, disse o ministério. O ministério reforçou que trabalha de forma preventiva para que o acórdão do TCU, que caracterizou o atraso no repasse de recursos ao FGTS como empréstimo, seja cumprido e não gere custo extraorçamentário.

Agência  Brasil 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Produtos da agricultura familiar da Bahia participam de evento na Itália

Foto: Ascom/SDR

Produtos selecionados derivados do licuri, umbu, maracujá da caatinga, cacau e mel estarão expostos e para a comercialização durante o Terra Madre 2016, que começa nesta quinta-feira (22), em Turim, na Itália. A delegação baiana é formada por representantes da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e agricultores familiares.

 Organizado pelo Movimento Slow Food, o evento reúne 150 países, com uma programação diversificada, voltada para a produção de alimentos que se enquadrem nos princípios de qualidade, limpeza e preço justo. O Terra Madre acontece a cada dois anos e está na 7ª edição.

 O Brasil estará representado com um total de 30 produtos, sendo cinco deles da Bahia. Fóruns de discussão, venda de produtos, degustações, ecogastronomia, debates e visitas técnicas visando melhorar as fragilidades de alguns produtos serão realizados até a próxima segunda (26).

 O coordenador comercial da Cooperativa de Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), José Gonçalves, participou de todas as edições do evento internacional e está levando o umbu nas versões de doce de corte e compota. “A expectativa com a participação no Terra Madre é de trocar experiências com outros empreendimentos e buscar novos e possíveis mercados na Europa”, destaca.

 Segundo Gonçalves, a participação em eventos é de suma importância porque contribui para o crescimento do empreendimento, além de ampliar os conhecimentos sobre alimentação e deixar um legado das culturas dos diversos participantes. Durante o evento, o superintendente da Agricultura Familiar (Suaf/SDR), Marcelo Matos, fará apresentação das ações do Governo da Bahia para a agricultura familiar. Matos participa ainda de uma visita de estudos na Região de Veneto, no período 27 a 29 de setembro.

Mutirão de Cirurgias atende população de Camaçari e outras cinco cidades da RMS

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Diminuir a fila de espera por cirurgias eletivas - aquelas que permitem o agendamento da data para realização do procedimento, de uma forma ágil e eficiente. Esta é a proposta do Mutirão de Cirurgias, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesab), que, a partir do dia 26, estará no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Entre os procedimentos cirúrgicos realizados estão retirada de mioma (miomectomia), de vesícula (colecistectomia) e de útero (histerectomia), além de cirurgia de hérnias inguinal, epigástrica e umbilical.

 A iniciativa é dividida em duas fases. Nos três primeiros dias do mutirão (de 26 a 28), serão realizados, no Centro Administrativo de Camaçari, exames pré-operatórios como eletrocardiograma, raio-X do tórax (nos maiores de 45 anos) e ultrassonogragia (USG), além de avaliação do médico e do anestesista.

 A segunda fase, que começa no dia 3 de outubro, é destinada à realização dos procedimentos cirúrgicos no Hospital Geral de Camaçari (HGC). Também serão atendidos pacientes encaminhados pelos municípios de Conde, Dias D’Ávila, Mata de São João, Pojuca e Simões Filho.

 O município de Ipiaú, no sul baiano, foi o primeiro a receber o Mutirão de Cirurgias, que começou no último dia 2 . Ao todo, a iniciativa promoveu 356 consultas e 746 exames pré-operatórios, que resultaram no agendamento de 254 cirurgias. O mutirão também ocorreu em outras duas cidades no mês de setembro. Em Jaguaquara, no centro-sul baiano, foram feitas 496 consultas e 312 cirurgias agendadas. Em Jequié, no sudoeste do estado, 342 consultas foram realizadas e 216 cirurgias agendadas.

CBPM disponibiliza novo levantamento aerogeofísico e cobre 100% da Bahia

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) concluiu a análise dos dados e disponibilizou os produtos do levantamento aerogeofísico do Extremo Oeste do estado, alcançando 23 municípios inseridos na região. Com isso, o estado passa a ter 100% da área do seu território coberta por meio de levantamento aerogeofísico de alta resolução. Com o programa, a Bahia dá mais um passo para se firmar entre os maiores produtores de minérios do país, ao lado de Minas Gerais, Pará, Goiás e São Paulo.

 Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, a medida é mais uma iniciativa do governo estadual destinada a atrair novos investimentos para o setor. “A Bahia é hoje um dos estados mais bem estudados geologicamente do país, com todo o seu território mapeado”, revela o secretário.

 O levantamento cobriu uma área de quase 50 mil quilômetros quadrados, correspondente a cerca de 103 mil quilômetros lineares de voo. “Foi utilizado um multisistema aerogeofísico, configurado pelos métodos magnético e gamaespectrométrico”, explica o diretor da CBPM, Rafael Avena Neto.

 Para ter acesso aos dados, os interessados deverão acessar o site da CBPM (na página Geofísica na CBPM), onde estão todas as especificações referentes ao levantamento, tabela de preços e os procedimentos necessários para aquisição do material de interesse.

 Novas jazidas 

 De acordo com Avena, o trabalho dá continuidade à política de geração e disponibilização de informações da CBPM, possibilitando ao setor privado acesso a um grande volume de informações, que mostram oportunidades em busca da descoberta de novas jazidas minerais.

 “A CBPM acredita que os resultados a serem atingidos permitirão ampliar significativamente a participação do setor mineral na economia baiana, levando progresso para regiões onde outros segmentos teriam dificuldade para implantação”, diz Avena.

 Paralelamente, além da disponibilização do estudo, a CBPM está promovendo a redução dos preços de todos os produtos oriundos dos 37 levantamentos aerogeofísicos já realizados pela empresa no estado, buscando contribuir para facilitar a atração de novos investimentos no setor de mineração.

Pacientes do SUS podem fazer tomografia que detecta câncer

O diagnóstico precoce de um câncer pode significar a cura da doença. Foi pensando na produção de novos biomarcadores, que podem ser usados para prever quão agressivo é um câncer e, ainda, a identificação, em um determinado paciente, de quais terapias podem ser mais adequadas, que o Complexo Médico Delfin submeteu um projeto e foi contemplado no Programa Estadual de Incentivo à Inovação Tecnológica (Inovatec), da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti).

 Como contrapartida social, a Secti garantiu que a entidade privada ofertasse, gratuitamente, a centenas de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), a realização de tomografias por emissão de pósitrons computadorizadas (PET-CT), que utiliza glicose radioativa para determinar se há células cancerígenas e qual o grau da doença.

 Seguro e indolor, o procedimento só pode ser marcado mediante solicitação médica, por meio da Central Estadual de Regulação de Alta Complexidade da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio dos telefones (71) 3117-5749 e (71) 3117- 5759.

Edição de aniversário da Feira da Praça neste fim de semana

Mais do que uma especial edição da Feira da Praça, envolvidos pelo clima de primavera, que traz a estação das flores, neste sábado e domingo (24 e 25 de setembro), das 11 as 21h, na Praça Padre Ovídio, onde tudo começou, se comemora um ano deste projeto, que nasceu de um simples desejo: reunir as famílias e amigos em uma praça de Feira de Santana e reviver a experiência de encontros em praças públicas. Tudo isso com uma diversidade de opções para entretenimento, gastronomia e cultura, um passeio do artesanato a bebida, da moda a decoração, da programação infantil até a revelação de talentos. 

A Feira de Praça, neste um ano de atividades, passou a ser uma exigência, para do calendário do feirense, como aqueles encontros com dia e hora marcada. Virou oportunidade de negócio para empreendedores virtuais, que como expositores da Feira, encontraram no evento uma oportunidade para mostrar o que fazem de melhor, seja aquele doce caseiro, uma receita especial, uma arte, enfim, um mundo de variedades, em uma praça. 

Para esta edição de aniversário estão confirmados mais de quarenta expositores de produtos diversos que primam pela qualidade, apresentação e preços especiais ofertados aos visitantes. Assim como como é um ponto de encontro para o público, para o empreendedor é uma porta de entrada no mercada. Através da Feira da Praça, surgiram empresas com pontos fixos, como ‘Coisas da Lily’, ‘Estação Gourmet’, ‘Sertões Cervejaria’ e outros ampliaram ou iniciaram seu negócio próprio a partir deste evento.

 Assim como na edição de agosto, neste mês de setembro a Feira da Praça conta mais uma vez com o artista urbano e grafiteiro KBÇA, que fará sessões de live painting durante os dois dias de evento, com leilão das obras no domingo (25). Para os apaixonados por quatro rodas, verdadeiras raridades estarão presentes no domingo, são mais de quarenta possantes em exposição. Outra novidade na programação vai deixar os beatlesmanicos na expectativa. No sábado (24) a banda cover do grupo inglês, a Cavern Beatles toca para o público. 

A criançada também terá espaço garantido só pra elas com atividades durante as tardes, oferecida pela Rabisque, Espaço de Brincar, ministradas pela professora Jeane Pinheiro. Crianças e adultos também vão curtir a experiência de brincar num simulador de montanha russa 3D. E como é bom levar os bichinhos de estimação pra passear, a FEIRA DA PRAÇA é o local ideal para os pets e eles terão expositores exclusivos com coisas de enlouquecer para os filhos de quatro patas.


PROGRAMAÇÃO FEIRA DA PRAÇA

 24 E 25 DE SETEMBRO 

SÁBADO (24) 

14:30h DJ Rodolfo

 16:30h Valdir Toca Raul Seixas 
18:30h Cavern Beatles

 DOMINGO (25)

 14h Soul Baiano 16h Marcel Torres e Camyla Pereira 

18h Vini e os Vinis

 PROGRAMAÇÃO INFANTIL

 SÁBADO (24) e DOMINGO (25) 

14:00 - Criação de Brinquedo de material reciclável – Peteca 

15:00 - Pintura e customização de bichinhos em gesso 

16:00 - Modelagem: Oficina de Argila - bichos 

17:00 – Pintura de Personagens Clássicos Infantis

 18:00 - Contação de Histórias: Todo Leão Precisa Ter Um Sábio Coração (Sandra Popoff)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Obras de requalificação melhoram acessibilidade no Centro Antigo de Salvador

Foto: Ascom Dircas/Conder

O projeto Pelas Ruas do Centro Antigo é uma das primeiras grandes obras brasileiras de urbanização que segue as normas de acessibilidade e o desafio de implantar melhorias em ruas antigas. Com esse projeto, o Governo da Bahia vai proporcionar infraestrutura urbana em mais de 260 ruas, dos 11 bairros que formam o Centro Antigo de Salvador. Os serviços estão sendo executados pela Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur).

 “As obras de requalificação urbana em várias ruas do Centro Antigo, incluindo o Centro Histórico e Pelourinho, têm em comum, além da valorização de áreas históricas da capital baiana, a proposta de garantir também acessibilidade para baianos e turistas que queiram circular e conhecer o berço da cultura baiana e sua importância na formação do povo brasileiro”, explica o gestor da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas/Conder), Maurício Mathias.

 Serviços

 Aos poucos, as calçadas danificadas, obstáculos para quem quer circular pela região do Centro Antigo de Salvador, vão sendo alargadas, ganhando rampas de acessibilidade, piso tátil, travessias para pedestres, 13 quilômetros de ciclofaixas, além de faixa de serviços ao longo do passeio, onde deverão ser alocados postes, lixeiras e dispositivos de sinalização para facilitar o acesso de pedestres e pessoas com necessidades especiais.

 “Estamos trabalhando para deixar o Centro Antigo de Salvador ainda mais atrativo para os moradores e visitantes. As intervenções vão valorizar o que nós já temos, dando mais mobilidade e conforto para as pessoas”, enfatiza Maurício Mathias.

 Pelô Acessível 

 O Governo da Bahia implantou a rota acessível com intervenções de melhoria do acesso de baianos e turistas com deficiência ou mobilidade reduzida ao Pelourinho. O projeto Pelô Acessível - elaborado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e executado pela Conder - compreende um circuito de 1,3 quilômetros de extensão, iniciando no Cruzeiro do São Francisco.

 Além da instalação de rampas na Fundação Casa de Jorge Amado e no Museu da Cidade, também foram alargadas as calçadas ao longo da Rua Gregório de Matos, que contornam o alto do Largo do Pelourinho, seguindo pela Rua Alfredo de Brito e terminando no Terreiro de Jesus.