segunda-feira, 30 de abril de 2018

Bahia impulsiona turismo internacional com nova rota Miami-Salvador

Bahia impulsiona turismo internacional com nova rota Miami-Salvador

Receptivo especial foi preparado pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur) para o desembarque dos passageiros do voo inaugural na rota Miami-Salvador, da Latam Airlines, na madrugada desta segunda-feira (30), no Aeroporto Internacional de Salvador. A nova frequência semanal tem saída dos Estados Unidos aos domingos e desembarque na capital baiana a 1h55 de segunda.

 Os passageiros do voo 8179 foram recebidos, no desembarque internacional, por baianas tipicamente vestidas, que saudaram os visitantes com a tradicional hospitalidade, folheteria e fitinhas do Bonfim.

 O secretário estadual do Turismo, José Alves, participou da ação de boas-vindas e falou sobre a importância da oferta crescente de voos. “Com o trabalho integrado do governo estadual, adotamos uma eficaz política de incremento da malha aérea. O resultado está na maior oferta de assentos, mais conforto aos visitantes e dinamização da atividade turística”. Ele estava acompanhado da diretora de Promoção da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado (Bahiatursa), Regina Ahmed.

 No setor de embarque do aeroporto de Salvador, a Vinci também preparou surpresa para os passageiros do voo Salvador-Miami. Com o seu saxofone, o músico baiano Daniel Duarte interpretou composições em ritmo do jazz americanizado, tornando o check-in muito mais descontraído e animado.

A aeronave da Latam é um Boeing 767 com capacidade para 238 passageiros, sendo 220 em classe econômica. A rota Salvador-Miami é feita na madrugada das segundas-feiras, com decolagem às 3h25.

 Novas rotas

 Com as novas rotas, a Bahia amplia sua malha aérea internacional, passando a contar com 27 frequências regulares vindas dos Estados Unidos (Miami), Portugal (Lisboa), Argentina (Buenos Aires e Córdoba), Espanha (Madri) e Colômbia (Bogotá), operadas pela Latam, TAP, Aerolíneas Argentinas, Air Europa, Gol e Avianca.

Unidades da Hemoba estarão fechadas no 1ª de Maio

Em decorrência do feriado do Dia do Trabalhador (1ª de Maio), as unidades da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) não funcionarão nesta terça-feira. Quem quiser exercer a solidariedade antes desta data pode comparecer, neste sábado (28), até às 12h30, no hemocentro coordenador, localizado na Ladeira do HGE, ou na segunda-feira (30) em uma das unidades fixas distribuídas em todo o estado.

 “A tendência é que as pessoas prolonguem o fim de semana com o feriado. Por isso, é importante que os doadores compareçam em uma das nossas unidades e reforce os estoques de sangue antes de pegar a estrada”, explica a diretora de Hemoterapia da Hemoba, Iraildes Santana.

 A expectativa é reforçar o estoque estratégico para atender com segurança os pedidos de unidades de saúde e hospitais durante o feriado. Para obter mais informações sobre os endereços e horários de funcionamento das unidades da Hemoba no estado é só acessar o site da Fundação.

 Sobre a doação de sangue

 Doar sangue é simples, rápido e seguro. O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação. Todo o material utilizado na coleta é descartável, o que elimina qualquer risco de contaminação para o doador.

 O voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura. O doador precisa ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos precisam ser acompanhados por um responsável legal) e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

 Gripe H1N1 

 Candidatos à doação de sangue que tenham sido vacinados recentemente contra a gripe (H1N1) ficam inaptos por 48 horas, a contar da data da vacinação.

Contas públicas têm saldo negativo recorde para março

dinheiro

O setor público consolidado, formado pela União, estados e municípios, registrou saldo negativo nas contas públicas em março, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (30), em Brasília.

 O déficit primário, receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros, ficou em R$ 25,135 bilhões. No mesmo mês de 2017, o resultado negativo foi de R$ 11,047 bilhões.

 O resultado do mês passado foi pior para março na série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

 O Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) foi o responsável pelo saldo negativo, ao registrar déficit primário de R$ 25,531 bilhões em março. Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, o resultado de março foi impactado pela antecipação do pagamento de precatórios, no total de R$ 9,4 bilhões.

 No ano passado, esses pagamentos foram realizados em maio e em junho. Entretanto, mesmo com a exclusão desses pagamentos o déficit primário seria recorde para março. Além desses pagamentos, as contas públicas foram impactadas pelos resultados negativos recordes na Previdência. Em março, o déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ficou em R$ 20,127 bilhões.

 Já os governos estaduais tiveram superávit primário de R$ 291 milhões, e os municipais, saldo também positivo de R$ 261 milhões. Rocha explicou que os governos regionais (estados e municípios), apesar de registrar resultado menor em relação a 2017 (R$ 437 milhões e R$ 465 milhões, respectivamente), ainda apresentam superávits devido ao aumento na arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e ao aumento das transferências do governo federal.

 As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, acusaram déficit primário de R$ 156 milhões no mês passado.

 Superávit primário

No primeiro trimestre, houve superávit primário de R$ 4,391 bilhões contra o resultado positivo de R$ 2,197 bilhões em igual período de 2017. Esse o maior resultado para o período, desde o primeiro trimestre de 2015 (R$ 19 bilhões). Segundo Rocha, o resultado acumulado do ano ainda tem a influência do superávit recorde registrado em janeiro (R$ 46,940 bilhões).

 Em 12 meses encerrados em março, as contas públicas estão com saldo negativo de R$ 108,389 bilhões, o que corresponde a 1,64% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. A meta para o setor público consolidado é de um déficit de R$ 161,3 bilhões neste ano.

 Os gastos com juros ficaram em R$ 32,496 bilhões em março, contra R$ 43,302 bilhões no mesmo mês de 2017. No primeiro trimestre, essas despesas chegaram a R$ 89,202 bilhões, contra R$ 110,490 bilhões de igual período de 2017. Em 12 meses encerrados em março, os gastos com juros somaram R$ 379,538 bilhões, o que corresponde a 5,73% do PIB.

 De acordo com Rocha, os gastos com juros estão menores porque os principais indexadores da dívida pública, taxa Selic e inflação, estão mais baixos.

 O déficit nominal, formado pelo resultado primário e os resultados dos juros, atingiu R$ 57,631 bilhões no mês passado ante R$ 54,349 bilhões de março de 2017. De janeiro a março, o resultado ficou negativo em R$ 84,811 bilhões, ante R$ 108,293 bilhões de igual período do ano passado. Em 12 meses encerrados em março, o déficit nominal foi de R$ 487,927 bilhões, o que corresponde a 7,37% do PIB.

 Dívida pública

A dívida líquida do setor público (balanço entre o total de créditos e débitos dos governos federal, estaduais e municipais) chegou a R$ 3,463 trilhões em março, o que corresponde 52,3% do PIB, com aumento de 0,3 ponto percentual em relação a fevereiro.

 A dívida bruta – que contabiliza apenas os passivos dos governos federal, estaduais e municipais - atingiu R$ 4,984 trilhões ou 75,3% do PIB, contra 75,1% registrados em fevereiro.
Fonte: Agência Brasil

Partidos têm até hoje para prestar contas de 2017 ao TSE

Partidos políticos têm até hoje (30) para apresentar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) as prestações de contas referentes ao exercício de 2017. Até a última sexta-feira (27), apenas sete diretórios nacionais dos 35 partidos políticos registrados na Corte haviam prestado contas.

 De acordo com o balanço, já protocolaram as prestações de contas o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), o Partido da Mobilização Nacional (PMN), o Partido Pátria Livre (PPL), o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido Social Cristão (PSC), o Partido Social Democrático (PSD) e o Partido Ecológico Nacional (PEN, atual Patriota).

 Por meio de nota, o TSE reforçou que a obrigação dos partidos políticos de apresentar, anualmente, à Justiça Eleitoral suas prestações de contas está prevista no inciso 3º do artigo 17 da Constituição Federal e na Lei nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos).

 Já a data-limite para a apresentação das contas – 30 de abril do ano posterior ao do exercício financeiro finalizado – é estabelecida no artigo 28 da Resolução TSE nº 23.464/2015. “As legendas que não cumprirem esse prazo ficam sujeitas à suspensão do recebimento dos duodécimos do Fundo Partidário, entre outras sanções”, informou o tribunal.

 O envio das prestações de contas é feito de forma eletrônica por meio do sistema do Processo Judicial Eletrônico. A tramitação pode ser acompanhada pelo sistema de consulta pública de processos. Para fazer a pesquisa, basta informar o número do processo ou o nome do partido, selecionando as prestações de contas de interesse.
Fonte: Agência Brasil

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Festival do Umbu celebra a força da agricultura familiar do semiárido


O umbuzeiro, considerado a 'árvore sagrada do Sertão' pelo escritor Euclides da Cunha, é celebrado durante a 10º edição do Festival do Umbu, que reúne até este sábado (28), no município de Uauá, no sertão baiano, agricultores familiares, representantes do governo estadual, dos municípios da região, associações, cooperativas, estudantes e empreendimentos de diversas regiões do semiárido e público em geral.

 O Festival do Umbu é um tradicional evento que busca promover a agricultura familiar e a economia solidária, organizado pela Cooperativa Agropecuária Familiar de Curaçá, Uauá e Canudos (Coopercuc), com o apoio do Governo do Estado, por meio da Companhia de desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

 A abertura do festival aconteceu nesta sexta-feira (27), na Praça João Batista, no centro da cidade de Uauá, com a presença do secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, representando o governador Rui Costa. Na ocasião, Rodrigues entregou 100 mil mudas de palmas forrageira, que irão beneficiar 100 famílias de agricultores do município. “Estamos muito agradecidos com a entrega das mudas de palma, porque sem ela não dá para criar os caprinos e ovinos, e melhorar a renda. Ela é muito importante”, ressaltou Bruno Cardoso, da Comunidade São Paulinho, de Uauá.

 “A 10ª edição nos dá um conforto muito grande porque significa que a iniciativa das associações, cooperativas, lideradas pela Coopercuc, tem futuro. Mesmo com as situações difíceis dessas edições, com anos de seca, esse festival resistiu porque tem contribuição em ter um significado para as pessoas que participam dele”, afirmou o titular da SDR.

 Convivência e resistência

 Rodrigues ressaltou que o festival é um exemplo positivo de convivência com a seca: “A Bahia tem uma Lei de Convivência com o Semiárido que é diferenciada, pois foi criada, elaborada e montada com participação da Assembleia Legislativa, das entidades, de universidades e estudiosos, mas também com agricultores, com suas representações. Esse evento é uma resistência com qualidade de vida, aqui as pessoas resistem com felicidade por saber que as coisas irão melhorar. Nós temos que resistir para mudar esse cenário”.

 Denise Cardoso, presidente da Coopercuc, pontuou que o Festival é um espaço de construção de políticas pública, de defender a agricultura familiar e reafirmar que o Semiárido é um lugar viável para viver: “Essa é uma edição histórica para nós, afinal, o festival completa dez anos. A escolha do tema Alimentação e Sustentabilidade se deu por conta do momento que estamos vivendo no mundo, a questão da discussão sobre sustentabilidade, principalmente trazendo para o foco do alimento, pois nós somos uma cooperativa da agricultura familiar, localizada no meio do semiárido e temos mostrado, ao longo desses 14 anos, numa região extremamente seca, que é possível produzir, se alimentar e comercializar produtos de qualidade” observa Cardoso.

 Outras entregas

 O evento também contou com a entrega de doze Cadastros Estaduais Florestais de Imóveis Rurais (Cefir) e entregas da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), com presença da secretária Fabia Reis: “Hoje o Governo do Estado reafirma o nosso compromisso em continuar com essa política. Entregamos 57 certificações das comunidades tradicionais, o que significa dizer que é o primeiro passo em que eles estão abrigados quanto sujeitos de direito da política estadual de povos tradicionais. Nosso sentido é reafirmar a identidade desses povos, a sua cultura, a forma de organização social do trabalho”.

 A 10ª edição do Festival do Umbu é uma realização da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá e conta com apoio do Governo do Estado da Bahia, das Prefeituras de Uauá, Canudos e Curaçá, das organizações parcerias e de agricultores e agricultoras e visitantes que estão colaborando para o sucesso do evento. A programação segue até amanhã (29), com visitação a estandes de exposição e comercialização de produtos de diversos grupos do semiárido, painéis de discussões e apresentações culturais.

 O evento conta também com o apoio das secretarias estaduais de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), do Meio Ambiente (Sema), Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri).

 Estiveram presentes Naidson Baptista, da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), Haroldo Schistek, idealizador do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA, e os deputados Fátima Nunes, Zó e Afonso Florence.

Encontro discute estruturação da Estrada do Chocolate


A definição de estratégias para a promoção do primeiro roteiro turístico temático da Bahia foi um dos itens discutidos durante o 2º Encontro da Estrada do Chocolate, realizado nesta sexta-feira (27), no Centro de Convenções de Ilhéus, no sul da Bahia. Promovido pela Associação de Turismo de Ilhéus (Atil) e Costa do Cacau Convention Bureau, a reunião teve a participação do secretário do Turismo da Bahia, José Alves.

 Também foram analisadas as ações de preparação das fazendas para a recepção aos turistas, segurança e formas de comercialização do roteiro, entre outros itens. “Tivemos ampla e positiva discussão sobre vários aspectos do projeto visando à primeira fase de teste e comercialização”, afirmou o presidente do Convention Bureau, Marco Lessa.

 “Situada numa das mais importantes zonas turísticas do Estado, a primeira estrada temática da Bahia oferece a oportunidade de o visitante conhecer o processo que consolidou a fabricação do chocolate de origem, produto hoje é reconhecido internacionalmente por sua qualidade”, destacou o secretário José Alves. “A Estrada do Chocolate contribui para a geração de empregos e para fortalecer o desenvolvimento regional”.

A possibilidade de colocar a estrada em operação no sistema soft-opening durante o Festival do Chocolate, que acontece entre 18 e 22 de julho, também foi debatida. Seria a primeira operação com o trade turístico, envolvendo a recepção a visitantes e imprensa. A rota temática está em implantação na estrada que liga os municípios de Ilhéus e Uruçuca. É ambientada com pórticos e com serviço de atendimento ao turista.

 Participaram da reunião o comandante do Batalhão de Polícia Turística (Beptur), tenente-coronel Joseilton Santos; representantes da Secretaria do Planejamento do Estado (Seplan) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); representantes das prefeituras de Ilhéus e Uruçuca e do Ministério da Integração Nacional, além de empresários e representantes do trade turístico.

Rodoviária de Salvador tem 150 horários adicionais para o feriado

Rodoviária oferece 150 horários extras no feriado do dia do trabalhador

Neste ano, o feriado do Dia do Trabalho, celebrado em 1º de maio, cai na próxima terça-feira, e muita gente vai aproveitar a oportunidade para visitar parentes que moram longe ou conhecer aquele lugar dos sonhos. Para dar conta do aumento da demanda, serão disponibilizados 150 horários extras, no Terminal Rodoviário de Salvador, a partir desta sexta-feira (27).

 De acordo com a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), vinculada à Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), todos os dias são oferecidos 540 horários para os usuários. O coordenador de Fiscalização do órgão, Abdul Ramid, alerta que “deverão sair, de Salvador, nos próximos dias, aproximadamente 40 mil passageiros com destino a todo o interior da Bahia e para outros estados. Por isso, as empresas aumentaram o número de horários, que pode ser até ampliado, a depender do movimento”.

 Na manhã desta sexta, a dona de casa Aline Miranda viajou, junto com o filho Caíque, de 7 anos, para a região nordeste da Bahia. “Estou indo para Alagoinhas, visitar minha irmã e passar o feriado curtindo o interior”. O universitário Samuel Moreira vai ter que rodar mais de 1.500 quilômetros até chegar ao destino escolhido para aproveitar o feriadão. “Vou dar uma passeada no Rio de Janeiro e visitar meu pai, que mora lá. Decidi ir logo hoje e só voltar na terça, para me divertir bastante”.

 Porto Seguro, Teixeira de Freitas (extremo sul), Ilhéus, Itacaré (sul), Vitória da Conquista (sudoeste), Irecê (centro norte), Juazeiro (norte), além de destinos localizados na Chapada Diamantina, como Lençóis, estão entre as cidades mais procuradas pelos usuários que viajam pela Rodoviária. Supervisor de vendas de uma das empresas presentes no terminal, Jorge Luís Santos garante que “todo feriado a equipe fica de prontidão, e, à proporção que a demanda cresce, mais horários são acrescentados”.

 Compras

 Para oferecer mais comodidade aos passageiros, algumas empresas disponibilizam a compra de passagens com antecedência por telefone ou pelo autoatendimento, via internet. Os usuários do sistema também podem realizar a compra nos guichês no dia da viagem. Recomenda-se, entretanto, que cheguem ao Terminal Rodoviário com antecedência mínima de 20 minutos, para garantir o embarque e evitar transtornos.

 Dúvidas, reclamações e elogios podem ser registrados junto à Ouvidoria da Agerba, pelo telefone 0800 071 0080 ou e-mail agerba.ouvidoria@agerba.ba.gov.br.

Exposição apresenta produção artística de oito países africanos em SP

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no centro da capital paulista, recebe a partir de hoje (28) a exposição Ex Africa, com mais de 90 trabalhos de 18 artistas contemporâneos de oito países do continente africano, além de dois brasileiros.

 Logo na entrada do prédio os visitantes são recepcionados por uma instalação do ganês Ibrahim Mahama que ultrapassa a altura do teto e quase chega ao primeiro andar através do vão interno do prédio. A obra é uma montanha de caixas de madeira, algumas usadas para transportar frutas e outras de engraxate, decoradas com calçados usados e retalhos de tecido. Segundo o curador, Alfons Hug, o trabalho mostra “uma certa precariedade da vida urbana”.

 A existência nas cidades é um dos eixos da expo. A capital da África do Sul, Joanesburgo, aparece através das janelas de um enorme edifício construído para ser um local de luxo, mas que acabou se degradando em moradias faveladas. As fotografias de Mikhael Subotzky dão uma ideia de como é a vida das pessoas que residem ali.

 Tradição e colonização

Mais próximo das tradições, o nigeriano Jelili Atiku trouxe para a mostra uma performance fortemente influenciada pela cultura Yorubá. O artista encenará um ritual de limpeza do corpo, para remover, segundo ele, os males trazidos pela Conferência do Congo, quando as nações europeias desenharam, no século 19, as fronteiras dos países africanos. As delimitações, que não respeitaram a ocupação dos povos no território, visavam facilitar a dominação colonial e acabaram se tornando fonte de diversos conflitos desde então. “É uma limpeza das atrocidades contra a África”, disse Atiku.

 O performer usa objetos confeccionados com tecidos de roupas usadas doadas para o trabalho. O nigeriano diz que essa é uma forma de trazer consigo outras forças. “A performance não é só feita por mim, mas também pela energia das pessoas”, diz em referência às roupas que ele acredita carregar traços dos antigos donos.

 As questões relativas à colonização também constam dos trabalhos do brasileiro Arjan Martins, que exibe uma série de pinturas com referências às navegações. Já o senegalês Omar Victor Diop usa a linguagem da fotografia de moda para recriar, tendo ele mesmo como modelo, retratos de figuras notáveis da África que conseguiram posições de destaque na Europa nos séculos 18 e 19. “O poder de persuasão e sedução dessas imagens vem do mundo fashion”, enfatiza o curador.

 A música também tem destaque na Ex Africa, como na instalação com videoclipes selecionados pelo produtor musical Naija Pop. A seleção com músicas que tocam nas ruas nigerianas foi feita a partir de quatro eixos temáticos: religião, sexo, poder e dinheiro. A sala é ambientada com os sons do tráfego e as vozes das pessoas que circulam pelas calçadas de Lagos, capital da Nigéria.

 A exposição Ex Africa pode ser vista gratuitamente até o dia 18 de julho, de quarta a segunda-feira, das 9h as 21h. O CCBB fica Rua Álvares Penteado, 112, próximo à Praça da Sé.
Fonte: Agência Brasil

Aneel define bandeira amarela para a energia em maio

A tarifa de energia de maio terá o acréscimo de R$ 1 a cada 100 kWh consumidos. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu hoje (27) que a bandeira tarifária do próximo mês será amarela em razão do fim do período chuvoso. Nos quatro primeiros meses do ano, vigorou a bandeira verde, em que não há cobrança adicional na conta de energia elétrica.

 "Com o fim do período úmido e a menor incidência de chuvas, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste estão com volumes mais baixos, o que resulta em gradual aumento do risco hidrológico (GSF) e do preço da energia elétrica de curto prazo (PLD), as duas variáveis que determinam a bandeira a ser acionada", informou a Aneel.

 Composto por bandeiras nas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), o sistema de bandeiras foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira está relacionada aos custos da geração de energia elétrica.

 Com a adoção da bandeira amarela, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado, entre outros.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Olodum, Aspiral do Reggae e outras atrações agitam largos do Pelourinho


A programação de shows e eventos dos largos do Pelourinho segue animando o público com atrações para todos as tribos e gostos. Entre os destaque desta semana, o 2º encontro de Forrozeiros reunirá grandes nomes do forró da Bahia. A programação inclui também ensaios do Bambeia e do Olodum, shows da Banda Aspiral do Reggae e a quinta edição do ForroZÉando no Pelô. As apresentações recebem apoio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), vinculado à Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

 Nesta sexta-feira (27), a Água Fresca se apresenta pela primeira vez no Pelourinho. A banda fará uma mistura de diversos ritmos como o samba, lambada, pagode e samba do recôncavo, além de influências do axé music e da MPB. Com convidados especiais e um repertório formado por músicas autorais e sucessos de outros artistas da atualidade, a Água Fresca se apresenta no Largo Tereza Batista, a partir das 19h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 40.

 Outro evento também desta sexta (27) é o show da banda Frutos Tropicais, que tem quase 30 anos de existência e segue nos palcos com nova formação. Apesar do repertório de sucessos que embalaram diversos carnavais nos anos 80, a banda ganhou fama com a canção 'Céu da Boca', gravada por artistas como Ivete Sangalo e Gilberto Gil. O show está marcado para as 20h, no Largo Quincas Berro D’Água, aberto ao público. Já no Largo Pedro Archanjo, também nesta sexta (27), o Samba Trator se apresenta às 20h, em show aberto ao público.

 Fim de semana

 O sábado (28) começa com música e solidariedade no evento 'Samba e Vida'. O Grupo Entrecantos e Soraya Aboim prestam uma homenagem ao samba, com a participação especial do cantor e compositor J. Velloso. O ingresso para o evento é uma lata ou pacote de leite em pó, que será revertido para o Instituto Beneficente Conceição Macedo. O show será às 19h, no Largo Tereza Batista.

 Ainda no sábado (28) tem Samba do Pretinho no evento 'Sábado Black', às 20h no Largo Pedro Archanjo, com ingressos a R$ 10. Também às 20h, o Largo Quincas Berro D'Água recebe o show gratuito da banda Negro Lindo e convidados.

 No domingo (29), o ensaio do Olodum apresenta a festa temática 'Tributo a Ravalona III'. No repertório, o samba reggae e músicas que marcaram a trajetória da banda ao longo de quase quatro décadas. O show será no Largo Pedro Archanjo, às 14h, com ingresso a R$ 50.

 Já o grupo de samba Bambeia recebe como convidados o Burugundun, Banda Trivial e Samba de Cozinha, além da participação especial do grupo Swing do Fora da Mídia e das cantoras Carla Liz e Gal do Beco. O evento será às 16h no Largo Pedro Archanjo, com ingresso a preço único no valor de R$ 10.

 Pra encerrar o domingo (29), às 21h, o Largo Tereza Batista será palco do show da banda Açucar Improviso Latino, que colocará o público para dançar ao som da salsa afro brasileira, com a marca e o estilo irreverente do cantor Portella Açucar. O samba entra nessa mistura com a participação da cantora Gal do Beco. O evento é aberto ao público.

 Forró e reggae

 Na terça-feira, feriado de 1º de maio, acontece o 2º Encontro de Forrozeiros do Estado da Bahia. O evento é beneficente, em prol do Núcleo de Apoio ao Combate do Câncer Infantil (NACCI). O evento reúne importantes nomes do forró na Bahia como Chico Leite, Quininho Valente, Carlos Pita, Aldemário Coelho, Del Feliz e Jô Miranda, entre outros convidados. Marcado para as 14h, no Largo Tereza Batista, o forró é solidário e o ingresso é uma lata de leite em pó.

 Também na terça (1º), os amantes da música reggae podem curtir o projeto 'Bob Marley Vive', que realiza, no mês de maio, uma série de shows, palestras, mostras de vídeos, com objetivo de celebrar o dia 11 de maio, que foi constituído como o Dia Nacional do Reggae. Nesta primeira edição, o projeto apresenta show de Kamaphew Tawá & Banda Aspiral do Reggae e convidados. O evento será às 19h, no Largo Quincas Berro D’Água, aberto ao público. Já às 20h, no Largo Pedro Archanjo, a Banda Caçamba Azul segue embalando o público ao som da salsa, merengue e zouk, em show gratuito.

 Já na quinta (3), na 5ª edição, o ForroZÉando no Pelô leva o tradicional forró e o clima junino para o Largo Tereza Batista, às 19h com ingressos a R$ 20 e R$ 10. A cada evento uma quadrilha junina é convidada e faz uma apresentação especial. No comando, o cantor Zé Honório e Banda Visgo de Jaca, junto com a Banda Forró Kabaçola, realizam shows com convidados especiais. Para completar, tem Forró na Pedro, evento que acontece no Largo Pedro Archanjo, às 20h, com show gratuito da banda Forrozão D’Saia Curta.

Festival do Umbu começa nessa sexta com entrega de mudas para agricultura familiar

Começa nesta sexta-feira (27), a 10º edição do Festival do Umbu, com o tema Alimentação e Sustentabilidade, no município de Uauá, Território Sertão do São Francisco, promovido pela Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá, Curaçá (Coopercuc), com o apoio do Governo do Estado, por meio da Companhia de desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

 Na abertura do festival, o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, e o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, vão entregar 100 mil mudas de palmas forrageira beneficiando 100 famílias do município. A ação integra o projeto de Segurança Alimentar do Rebanho, desenvolvido pela SDR, por meio das superintendências de Agricultura Familiar (SUAF) e de Assistência Técnica Extensão Rural (Bahiater). As mudas serão entregues aos agricultores familiares cadastrados pela Coopercuc, no Sistema de Solicitação de Mudas e Sementes (SSMS).

 O Festival

 Este ano, os potenciais produtivos da biodiversidade da Caatinga no âmbito do extrativismo sustentável e agricultura familiar, serão destaque durante os painéis, oficinas e toda programação do evento.

 Realizado pela Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá, Curaçá (Coopercuc), a 10º edição do Festival do Umbu conta com o apoio da SDR/CAR, via Projeto Pró-Semiárido. A grade da programação conta com oficinas, exposição e comercialização de produtos, rodas de negócios e atrações artísticas.

 Representantes da SDR que atuam na Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), na Bahiater e na SUAF, participarão de mesas temáticas, que dialogam sobre os seguintes temas: Lei estadual de Fundo e Fecho de Pasto, Caprinocultura de Leite, Produção na Caatinga, Palma Forrageira, Manejo Sustentável da Caatinga e outros assuntos que versam sobre o desenvolvimento rural na Bahia, em especial, no semiárido.

 O evento contará com a participação de caravanas dos municípios de Curaçá, Canudos, Remanso, Pilão Arcado, Casa Nova, Campo Formoso, Juazeiro e de outras regiões da Bahia. Segundo a presidente da Coopercuc, a organização do festival estima receber mais de 40 mil pessoas durante os dois dias de atividade.

Zonas turísticas têm até 80% de ocupação hoteleira no feriado

Projeto Tamar

Importantes destinos turísticos baianos registram taxa de ocupação hoteleira na faixa acima de 70% entre o final de semana e o feriado do Dia do Trabalho, nesta terça-feira (1º de maio). Os destaques, de acordo com a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), são Ilhéus (sul), com 80%, e Itacaré, que pode alcançar 90% de reservas dos leitos dos 200 hotéis e pousadas da cidade. Também são muito procurados Porto Seguro (extremo sul), Praia do Forte (litoral norte) e Morro de São Paulo (baixo sul).

 Com aproximadamente 48 mil leitos, Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, registra 75% de ocupação de hotéis e pousadas. “A maior demanda neste feriado deve ser regional, com baianos que viajam de carro”, explica o presidente da seção Extremo Sul da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Wilson Spagnol, considerando um bom índice para o período de baixa estação.

 Praia do Forte, a 55 quilômetros do aeroporto de Salvador, também deve registrar ocupação de 70% em pousadas, hotéis e resorts, que, além de pacotes, passaram a comercializar diárias avulsas para hospedar visitantes em busca de menos dias na localidade. Segundo previsão da concessionária Litoral Norte, mais de 110 mil veículos utilizam o serviço de pedágio da rodovia BA-099, a principal da região.

 No sábado (28), a vila da Praia do Forte terá programação especial do Projeto Tamar, com shows de Marcos Clement, das 16h30 às 17h30, e do grupo de rock 4Brothers, a partir das 20h. No intervalo, o público pode assistir a vídeos sobre educação ambiental e preservação das tartarugas marinhas.

 Na Costa do Dendê, a ilha de Morro de São Paulo repete o bom índice de 70% alcançado no último final de semana, segundo a Prefeitura de Cairu. Já a média de ocupação dos meios de hospedagem de Lençóis, na Chapada Diamantina, é de 65%, podendo melhorar o desempenho com as reservas de última hora.

 De acordo com a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), vinculada à Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), cerca de 40 mil pessoas devem utilizar a rodoviária de Salvador para viagens ao interior. Além dos 540 horários convencionais, o terminal terá mais 150 horários extras para cidades como Porto Seguro, Itacaré, Ilhéus e Lençóis. No sentido inverso, quase 42 mil pessoas desembarcarão na capital entre esta sexta-feora (27) ao dia 2 de maio).

Com adesão do Rio, CNH digital já pode ser feita em todo o país

CNH digital (Divulgação/Detran-DF)

O Rio de Janeiro é o último estado a aderir à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital. Com isso, o documento poderá ser usado pelos motoristas em todo o Brasil, bastando apresentar a tela do celular sempre que solicitado. Para usufruir da novidade, é preciso ter a carteira de motorista com o QR Code impresso, um código quadrado com vários pontos pretos, que funciona de forma semelhante ao código de barras.

 Quem não tem a carteira com o QR code, poderá esperar a renovação do documento, ou pedir a segunda via da CNH, pagando a taxa correspondente para isso. No Rio de Janeiro, por exemplo, o custo da nova via é de R$ 139,90.

 O Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran) divulgou a novidade nesta quinta-feira (26), em nota publicada em sua página na internet. “O Detran acaba de lançar a CNH Digital em todo o Rio de Janeiro. Para aderir à novidade, basta ir aos postos de habilitação do órgão — sem necessidade de agendamento — para atualização de e-mail e telefone na hora de renovar ou solicitar segunda via da carteira de motorista, que virá com um leitor de código digitalizado (QR code). Quem já tiver a CNH com QR code só precisa atualizar seus dados nos postos”, informa a nota.

 De acordo com o Detran, em seguida, o usuário terá que acessar o Portal de Serviços do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para baixar a CNH Digital no telefone celular. “Primeiro, será solicitado pelo Denatran que o usuário preencha uma ficha de cadastro. Depois, será enviado um código para o motorista, que deverá baixar o aplicativo da CNH Digital em seu telefone celular através das lojas virtuais Google Play e App Store”, detalhou o Detran.

 Celular roubado

 Na página do Denatran, existe uma seção de perguntas e respostas. Uma das dúvidas é o que acontece se o celular for roubado. "Basta realizar o bloqueio da CNH Digital no Portal de Serviços do Denatran. Pelo portal também, é possível habilitar o novo aparelho para o qual se queira transferir o serviço da CNH Digital.

 De qualquer forma, mesmo sem bloqueio, a pessoa que pegou o celular não vai ter acesso à CNH Digital. Isso porque o aplicativo só mostra o documento se o usuário digitar a senha de quatro números que foi criada pelo motorista."
Fonte: Agência Brasil

Operações da PF contra fraudes no INSS prendem sete pessoas

As operações deflagradas hoje (26) pela Polícia Federal (PF) para combater fraudes no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) resultaram, até o momento, no cumprimento de sete mandados de prisão preventiva, sendo cinco relativos à Operação Anjos e dois referentes à Operação Sepulcro Caiado. Foram cumpridos 51 mandados de busca e apreensão, sendo 32 expedidos pela 10º Vara Federal, no âmbito da Sepulcro Caiado, e os outros 19, expedidos pela 6º Vara Federal, no âmbito da Operação Anjos. Ainda não houve cumprimento de dois mandados de prisão preventiva, um em cada operação.

 “As equipes continuam nas ruas tentando cumprir os mandados. A nossa expectativa agora é analisar o material apreendido com apoio da Previdência, tentar identificar novos benefícios que tenham sido fraudados”, informou o delegado regional de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal no Rio de Janeiro, Sérgio Busato.

 As duas operações ficaram a cargo de 300 policiais federais, com apoio de 12 servidores da Coinp/INSS. As ações da Sepulcro foram realizadas nos municípios do Rio de Janeiro, de Duque de Caxias, São João de Meriti, Paracambi, Sepetiba, Niterói, São Gonçalo, Cabo Frio e de Araruama. Já a Anjos se estendeu pelas cidades do Rio de Janeiro, de Nilópolis, Mesquita e de Nova Iguaçu.

 Até agora, a força tarefa identificou 140 benefícios fraudulentos, com prejuízo estimado de R$ 32 milhões para a Previdência. O coordenador geral de Inteligência Previdenciária do Ministério da Fazenda, Marcelo Ávila, informou que só este ano o trabalho da força tarefa previdenciária já identificou prejuízos na ordem de R$ 84 milhões em todo o país, sem contar com as operações Sepulcro Caiado e Anjos, e em torno de R$ 140 milhões de economia para a Previdência. Com as operações de hoje, por causa da suspensão dos 140 benefícios, pela sentença judicial, ele estimou que nos próximos anos a Previdência vai economizar em torno de R$ 93 milhões. A projeção, conforme acrescentou, é feita com base na expectativa de vida média da população de 75 anos. Mas pode ser ainda maior.

 Identificação

O coordenador Marcelo Ávila informou que no âmbito da Previdência o caso foi identificado a partir de um trabalho da área de inteligência com o batimento e o cruzamento de dados relacionados aos vínculos laborais que são declarados mensalmente pelas empresas. No período de 2011 e 2012 foram identificadas uma série de empresas que faziam transmissões de informações laborais para a Previdência, sendo que essas empresas não tinham como objeto social a função de escritório de contabilidade.

 “Eram três empresas. Uma farmácia, uma distribuidora de alimentos e uma construtora, ou seja, empresas que só poderiam enviar informações para a Previdência delas mesmas, elas não eram escritórios de contabilidade. No momento do cálculo, a majoração dos benefícios permitiam em muitas das vezes um valor maior”, explicou.

 Modo de atuação

De acordo com o delegado Paulo Teles, também integrante da Força Tarefa, foi a partir da quebra de sigilo telefônico de suspeitos que as investigações apontaram para fraudes em pensões que eram conseguidas com valor máximo. Em 57 benefícios comprovadamente fraudulentos, os criminosos criavam uma pessoa fictícia que contribuía com o valor máximo para conseguir a pensão. Essa pessoa era morta documentalmente, para em seguida ser criada uma segunda pessoa, que casava com a fictícia para começar a receber a pensão fraudulenta.

 Os criminosos usavam ainda identidades de pessoas mortas, mas que ninguém tinha se habilitado como requerente da pensão. Passados dois ou três anos, uma outra pessoa era criada para fazer a habilitação como beneficiário. Para receber os atrasados, a organização criminosa usava crianças fictícias. Segundo o delegado, as figuras das crianças surgiam com identidades e certidões de nascimento falsas e se necessário até CPF.

 Para Teles, a utilização desse processo foi intensificado porque os documentos brasileiros podem ser facilmente falsificados. “Infelizmente o documento brasileiro não é muito seguro. Esse é um dos problemas que a gente enfrenta nas investigações. Hoje é muito fácil falsificar um documento brasileiro. Quem sabe em alguns anos, com a identidade única, a gente acabe com isso, porque essa fragilidade causa grandes prejuízos ao Brasil. Nos dá muito trabalho, mas causa muito prejuízo econômico no Brasil”, disse o delegado.

 Paulo Teles revelou ainda que um dos envolvidos nas fraudes, identificado na Operação Anjos, era um ex-servidor do INSS que já tinha sido demitido em 2003 por improbidade administrativa ao se valer do cargo para benefício próprio. Depois da demissão ele passou a atuar como advogado. Outro intermediário, também servidor, indicado nas investigações, está incluído nas duas operações.
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Público prestigia história de Carlos Marighella na Biblioteca Central


Um dos personagens mais importantes da história política brasileira, o baiano Carlos Marighella foi o protagonista do último ciclo de palestras do projeto 'Conversando com a sua História: Trajetória dos Comunistas', realizado na terça-feira (24), na Biblioteca Central do Estado da Bahia, em Salvador. Esta edição foi ministrada pelo historiador e pesquisador Ricardo Sizilio e teve como tema 'Da Baixa dos Sapateiros à Câmara dos Deputados – A trajetória de Carlos Marighella na Bahia'.

 Iniciativa do Centro de Memória da Bahia (CMB), unidade vinculada à Fundação Pedro Calmon (FPC), o projeto chega à 17ª edição. No primeiro mês temático, ele apresentou a 'Trajetória dos Comunistas'. "No mês de maio, vamos discutir a história das drogas. Serão três debates distintos, sobre como diversas drogas foram tratadas durante a história”, destaca o diretor do CMB, Rafael Fontes.

 Na apresentação, Ricardo Sizilio definiu Marighella "como um herói, corajoso, que se construiu politicamente entre erros e acertos. Tendo uma imagem construída diariamente, até que se torna um líder, um grande personagem de um partido político importante. Detentor de uma coragem impar, abriu mão da sua vida e foi para a luta armada lutar contra um regime ditatorial”.

 Nascido em Salvador, em 5 de dezembro de 1911, Carlos era filho de Maria Rita dos Santos, neta de africanos escravizados e do imigrante italiano Augusto Marighella, sendo o mais velho de oito irmãos. Quando estudante, ele respondia as provas com versos. Participou da ocupação da Faculdade de Medicina e se reconhecia como professor. Considerado inimigo n°1 da ditadura militar, viveu poucos anos na legalidade.

 “Considero hoje Marighella o sujeito mais reivindicado pela esquerda brasileira, porque ele carrega vários símbolos, sendo alguns destes o fato dele ser negro e se identificar como negro, de ser um intelectual, romper com o partido e ir para as vias de fato, além do descontentamento com a sociedade”, ressaltou Ricardo.

 Durante a conversa, o público apreciou retratos de jornais e revistas da época, que falavam da relação de Marighella com a polícia, da questão eleitoral e sobre o partido.

“Cuidar em Casa” vai garantir assistência domiciliar pelo SUS

A partir desta quinta-feira (26), tem início na Bahia o serviço de internação domiciliar 24 horas pelo SUS. Denominado ‘Cuidar em Casa’, o atendimento é garantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesab), que credenciou até o momento nove empresas para prestar o serviço.

 Aproximadamente 350 pacientes serão atendidos em Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Feira de Santana, Ilhéus, Jequié, Vitória da Conquista e Guanambi. Nas próximas semanas será expandido para Alagoinhas, Itabuna, Santo Antônio de Jesus, Barreiras, Itapetinga, Poções, Itacaré, Itambé, São Félix do Coribe e Luís Eduardo Magalhães.

 “Este é um serviço inovador, e a previsão é que em até seis meses todas as 28 regiões de saúde estejam operacionais”, ressalta o secretário Fábio Vilas-Boas. Serão investidos anualmente cerca de R$26,6 milhões para execução dos serviços de saúde no domicílio, que inclui ainda assistência ventilatória domiciliar.

 A internação domiciliar 24h amplia o modelo que vinha sendo adotado até então, que oferecia apenas atendimentos pontuais de médicos, fisioterapia e enfermagem, passando a garantir a assistência integral 24h por dia em casa. O programa contempla ainda a oxigenoterapia domiciliar, para pacientes cronicamente dependentes de oxigênio ou de ventilação mecânica.

 A nova modalidade será responsável pela desospitalização direta e imediata de centenas de pacientes, atualmente ocupando leitos hospitalares em todo o estado, possibilitando ampliar o giro dos leitos, com a consequente ampliação da oferta de vagas para a Central Estadual de Regulação.

 Os pacientes serão assistidos em casa por equipes multidisciplinares, formadas por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e assistentes sociais, e também fonoaudiólogos, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, farmacêuticos e terapeutas ocupacionais. Eles terão garantido um conjunto de ações de prevenção e tratamento de doenças, reabilitação, paliação (cuidados paliativos) e promoção à saúde, garantindo a continuidade da assistência.

 Para ter acesso ao programa, os pacientes devem estar internados em unidades hospitalares da rede estadual, sem perspectiva de alta em 30 dias. A família, por sua vez, precisa preencher alguns critérios sociais, incluindo condições da habitação e disponibilidade de acompanhantes.

Estação Aeroporto do Metrô tem capacidade para 17 mil pessoas por hora


Com a inauguração da mais nova estação de metrô nesta quinta-feira (26), Salvador passará a ser a terceira capital brasileira(Recife e São Paulo são as outras) a ter um metrô ligando o centro da cidade ao aeroporto.

 A Estação Aeroporto do Metrô possui 9.189,78 metros quadrados de área construída, capacidade para um fluxo de mais de 17 mil pessoas por hora e conta com sanitários (feminino, masculino e para pessoas com deficiência), dois bicicletários com um total de 108 vagas, quatro escadas rolantes, dois elevadores, além de piso tátil e sinalização em braile nos corrimãos, atendendo às normas técnicas de segurança e acessibilidade. 139 câmeras interligadas ao Centro de Controle Operacional da CCR Metrô Bahia e à Sala de Supervisão Operacional da Estação estarão à disposição do equipamento (estação, passarela, acessos ao shuttle e ônibus), fazendo o monitoramento do espaço, que também conta com rondas dos Agentes de Atendimentos e Segurança e iluminação em LED.

 A estação vai funcionar no mesmo horário de todo o sistema, das 05h à 00h, inclusive nos feriados e finais de semana. A tarifa é de R$ 3,70.

 Terminal de ônibus e passarela

 A Estação Aeroporto está integrada ao Terminal de Integração de Ônibus, que está sendo construído na região - e tem previsão de entrega para julho deste ano - e ao Terminal de Shuttle – ônibus exclusivo para traslado para o Aeroporto de Salvador.

 A conexão ao Terminal de Integração de Ônibus será feita por meio de passarela que possui 411 toneladas, 395 metros de extensão, 4,65 metros de largura nos tramos principais e 3 metros nos tramos de acesso, e tem capacidade para um fluxo de 9 mil pedestres por hora, já em funcionamento no mesmo dia da inauguração da Estação Aeroporto. O equipamento conta ainda com duas rampas de acesso, duas escadas rolantes inteligentes, um elevador com acesso direto ao Terminal de Ônibus (a entrar em funcionamento quando o terminal for inaugurado) e câmeras de monitoramento interligadas ao Centro de Controle Operacional da CCR Metrô Bahia e à Sala de Supervisão Operacional da Estação.

Homenagens marcam os 193 anos da Polícia Militar da Bahia


Em celebração aos 193 anos da Polícia Militar da Bahia (PMBA), completados em 17 de fevereiro, a corporação realizou, na terça-feira (24), na Vila Policial Militar do Bonfim, em Salvador, a solenidade cívico militar em homenagem a Tiradentes, patrono das polícias militares. A comemoração foi marcada com homenagens, entrega de medalhas e condecorações a militares e personalidades pelos relevantes serviços prestados à sociedade e à instituição.

 No início da solenidade, cidadãos baianos de diversos segmentos sociais foram condecorados com o título Amigo da Polícia Militar, cujo objetivo foi reconhecer publicamente a parceria e a contribuição dessas pessoas nas ações em prol da segurança pública. Ao receber o título, o chefe de reportagem da TV Bahia, Bruno Pita, comemorou o agraciamento. “Estou honrado em fazer parte da história da Polícia Militar, um trabalho tão importante que tenho muito apreço e respeito. Receber o título de Amigo da PM é muito significativo para mim, pois amigo é aquele que cuida, zela e protege, e esse é o sentimento que tenho à instituição”, declarou.

 Logo após, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, e o comandante geral da PM, coronel Anselmo Brandão, entregaram aos familiares do sargento Françual Santos (em memória) a Medalha Cruz de Bravura. A honraria é concedida em reconhecimento aos militares que no cumprimento do dever tiveram coragem e determinação com risco de vida. Em fevereiro deste ano, na cidade de Eunápolis, o militar teve a vida ceifada por criminosos que dispararam contra a guarnição que ele comandava.

 A solenidade foi marcada também com a entrega das medalhas do mérito Marechal Argolo/Visconde de Itaparica e a do Mérito Policial Militar para oficiais e praças da Instituição, além de autoridades e personalidades. Ao todo, 251 pessoas receberam as honrarias. No final da solenidade, todos assistiram ao desfile da Guarda de Honra, composta pela Banda de Música e acompanhada pelo policiamento a pé, motorizado, aéreo e montado das unidades independentes e especializadas da corporação.

 O comandante geral da PM parabenizou e ratificou o trabalho realizado pela tropa. ”Que todos os policiais militares continuem firmes enfrentando os desafios da nobre missão, sempre pautados pelos princípios da ética, disciplina e profissionalismo na contribuição da segurança para a sociedade baiana”, concluiu o coronel Anselmo Brandão.

Com antecipação de precatórios, Governo Central tem déficit recorde

Real-Moeda Nacional

A antecipação em dois meses do pagamento de precatórios fez o Governo Central – Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – registrar resultado negativo recorde em março. No mês passado, o déficit primário somou R$ 24,828 bilhões. O valor é recorde para o mês e equivale a mais que o dobro do déficit de R$ 11,231 bilhões registrado em março do ano passado.

 Os precatórios são títulos públicos emitidos para pessoas que venceram processos judiciais em última instância. De 2013 a 2016, o Tesouro concentrava o pagamento em novembro e dezembro. O órgão antecipou o pagamento para maio e junho no ano passado e para março e abril neste ano. A medida resulta em economia para o governo, que deixa de atualizar as dívidas judiciais mês a mês pela taxa Selic (juros básicos da economia).

 O déficit primário é o resultado negativo nas contas públicas desconsiderando o pagamento de juros da dívida pública. De acordo com o Tesouro, se não fosse a antecipação dos precatórios, março teria encerrado com resultado negativo de R$ 3,4 bilhões, o que seria o melhor resultado para o mês desde 2015.

 Por causa dos resultados positivos registrados em janeiro e fevereiro, o Governo Central acumula déficit primário de R$ 12,980 bilhões nos três primeiros meses do ano, contra rombo de R$ 19,563 bilhões no ano passado. No acumulado de 2018, as receitas ainda crescem em ritmo maior que os gastos.

 Até março, as receitas líquidas cresceram 7,4% acima da inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), contra aumento de 4,5% acima da inflação das despesas. Além da recuperação econômica, que impulsionou a arrecadação nos últimos meses, o Programa Especial de Renegociação Tributária (Pert), apelidado de Novo Refis, e o crescimento dos royalties do petróleo por causa da melhoria da cotação do produto contribuíram para a alta das receitas.

 Apesar da melhoria do desempenho das contas públicas, a Previdência Social registrou déficit de R$ 49,052 bilhões de janeiro a março, valor recorde para o período. O rombo foi compensado pelo superávit de R$ 36,072 bilhões do Tesouro Nacional e do Banco Central.

 Em relação às despesas, os gastos de custeio (manutenção da máquina pública) aumentaram 1,1% acima da inflação. Infladas pelos precatórios, as despesas com a Previdência Social subiram 7,5%, e os gastos com o funcionalismo federal aumentaram 6,9%, descontado o IPCA. Sem a antecipação, os gastos com a Previdência teriam crescido 3,6%; e as despesas de pessoal, 1,8%.

 O maior crescimento, no entanto, ocorreu com os investimentos federais (obras públicas e compra de equipamentos), que somaram R$ 8,532 bilhões de janeiro a março, com alta de 44,2% em relação ao mesmo mês do ano passado acima da inflação. Depois de cair nos últimos meses, a execução do principal programa federal de investimentos estabilizou-se em março. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) executou R$ 3,640 bilhões nos três primeiros meses de 2018, alta de 1,8% em relação ao ano passado descontado o IPCA.
Fonte: Agência Brasil

Gastos de brasileiros no exterior crescem 10,2% no primeiro trimestre

Dólares

O gastos de brasileiros no exterior chegaram a US$ 4,932 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Os dados foram divulgados hoje (25) pelo Banco Central (BC). Em relação ao mesmo período de 2017, houve crescimento de 10,2%, quando foi registrado o valor de US$ 4,474 bilhões em despesas com viagens internacionais. Esse foi o maior resultado para o primeiro trimestre desde 2015, quando foram registrados US$ 5,232 bilhões.

 As receitas de estrangeiros ficaram em US$ 1,934 bilhão nos três meses do ano, contra US$ 1,846 bilhão no mesmo período de 2017.

 Em março, os gastos de brasileiros em viagens ao exterior chegaram a US$ 1,524 bilhão. No mesmo mês do ano passado, essas despesas foram um pouco maiores: US$ 1,533 bilhão. Já as receitas de estrangeiros no Brasil ficaram em US$ 544 milhões, contra US$ 650 milhões no mesmo mês de 2017.

 Com os gastos de brasileiros no exterior maiores que as receitas de estrangeiros no Brasil, o saldo das viagens internacionais ficou negativo em US$ 980 milhões em março e em US$ 2,998 bilhões no primeiro trimestre.
Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 24 de abril de 2018

Upstarts Day movimenta ecossistema de inovação em Vitória da Conquista e Jequié

Upstarts Day movimenta ecossistema de inovação em Conquista e Jequié

As edições dos Upstarts Day, realizadas em Jequié e Vitória da Conquista, nos campus da Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (Uesb), nesta segunda (23) e terça-feira (24), atraíram a atenção de diversos estudantes e da comunidade em geral. Iniciativa da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com a Uesb, o evento é mais uma das ações de fomento ao ecossistema de inovação tecnológica da Bahia.

 O secretário da Secti, Rodrigo Hita, esteve presente nas duas edições e destacou a importância de trazer a sociedade para viver o dia a dia das áreas de CTI. Ele também comentou sobre a segunda edição baiana da Campus Party, no próximo mês, na Arena Fonte Nova, em Salvador. “Na primeira Campus, identificamos startups e novos negócios, ou seja, uma série de coisas que colocou o ecossistema para funcionar. Esse ano, esperamos fazer uma Campus Party ainda melhor”.

 Para um dos mediadores do evento em Vitória da Conquista, o professor Roque Trindade, esta foi uma oportunidade de mostrar o potencial do que o município tem em produção de ciência e tecnologia. “Toda a comunidade conquistense pôde ver aqui o que a cidade tem de automação, de tecnologia e saúde, nanotecnologia e demais experimentos. Tivemos também o campeonato de cosplay, com a melhor fantasia sendo premiada com uma entrada para Campus Party Bahia 2018”, afirmou.

 Professora da Uesb em Jequié e coordenadora do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Software (CPDS), Claudia Santos comemorou a parceria com a Secti e o legado do Upstarts Day. “Esse evento nasceu de uma proposta do Governo do Estado em incentivar o ecossistema de startups. O legado que um evento desse nos traz é exatamente essas redes que estão sendo construídas e mostrar o potencial da cidade, o que vem sendo produzido e no que podemos contribuir com esse ecossistema baiano”.

Pólen produzido por agricultores familiares de Canavieiras é destaque do #PapoCorreria

O alimento que vem se destacando por suas propriedades e benefícios à saúde humana, o pólen apícola desidratado, da Cooperativa de Apicultores de Canavieiras (Coaper), foi o destaque da agricultura familiar trazido pelo governador Rui Costa, em seu programa #PapoCorreria desta terça-feira (24).

 A Coaper, primeira Unidade de Beneficiamento de Pólen Apícola da Agricultura Familiar do Brasil, é formada por 26 cooperados que possuem de 35 a 40 caixas de abelhas em suas propriedades, e fornecem toda a matéria-prima utilizada pela cooperativa. Toda a produção é realizada, desde o apiário até o envase, dentro de Normas de Boas Práticas implantadas com a supervisão da Universidade de Taubaté (Unitau), em São Paulo, e é fiscalizada pelo Serviço de Inspeção Federal.

 Na cooperativa são produzidos cerca de 600 quilos de pólen por mês e os produtos são comercializados com a marca Natuflora, em todo o Território Nacional, especialmente no Sul e Sudeste. Em Salvador, podem ser encontrados em lojas como Grão de Arroz e Espaço Natural.

 Para o presidente da cooperativa, Anselmo Matos Nascimento, participar do #PapoCorreria foi uma oportunidade ímpar de divulgação: “Nosso Polén ainda é pouco conhecido, principalmente no Nordeste, e é preciso darmos cada vez mais visibilidade aos produtos da agricultura familiar”.

 Matos observou que o compromisso da Coaper é sempre garantir a qualidade dos seus produtos, com respeito ao meio ambiente e responsabilidade social perante a comunidade e os seus cooperados.

 No final do programa, o governador Rui Costa ressaltou que faz questão de ter em todos os programas representantes da agricultura familiar: “Fico orgulhoso em poder mostrar para a Bahia a riqueza do nosso estado”.

 Bahia Produtiva

 A Coaper foi selecionada na primeira etapa do edital de Qualificação de Agroindústrias da Agricultura Familiar do projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). O edital, no valor de R$ 20 milhões, tem a finalidade de recuperar unidades agroindustriais que estão com dificuldade de funcionamento.

 “A expectativa é melhorar nosso nicho de mercado com a produção de novos produtos, incluindo o mel na nossa linha de produtos da Natuflora. Queremos adequar nossa unidade e expandir nossa produção”, afirmou Anselmo.

Jequié Fest vai permitir construção de creche e conclusão de centro de equoterapia

Gravação do Programa Papo Correria

O dinheiro arrecadado na primeira edição do Jequié Fest, promovido pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), será utilizado na construção de uma creche e nas obras de conclusão do centro de equoterapia no município localizado no sudoeste baiano. A informação foi divulgada pela primeira-dama do Estado e presidente das VSBA, Aline Peixoto, nesta terça-feira (24), durante o programa #PapoCorreria, transmitido ao vivo pelas redes sociais.

 "Vamos construir uma creche linda, de período integral, para 100 alunos. A criança vai entrar às 7h e sair da creche às 18h. Também vamos terminar o centro de equoterapia, que é o mais completo do Brasil. É o único centro que tem o picadeiro todo forrado. Teremos sala de fisioterapia, fonoaudiologia e nutrição, além de refeitório e centro de banho para os cavalos. Vamos atender pacientes que tem paralisia cerebral, autismo ou deficiência motora dos 27 municípios da região", afirmou Aline, ao lado do governador Rui Costa.

 No dia 20 de maio, o evento vai reunir os cantores Léo Santana e Felipe Araújo no Parque de Exposições de Jequié. Os ingressos custam a partir de R$ 40 e podem ser adquiridos na loja Silvany, Eba Camisetas, P4 e Maria Maria, em Jequié. "Agradeço a Léo e a Felipe por terem aceitado doar todo o cachê para as Voluntárias", acrescentou Aline.

 No #PapoCorreria, o governador destacou que "inicialmente, o dinheiro [dos shows] será utilizado para concluir o centro de equoterapia e o recurso que sobrar será aplicado na construção de uma creche. No mundo inteiro, em países ricos, há um exercício grande do voluntariado e uma participação coletiva para ajudar a resolver problemas nas áreas da educação e da saúde. Precisamos do engajamento da população não apenas de Jequié, mas de toda a região, que queira contribuir nesse belíssimo programa social".

Mais Futuro investe R$ 15 milhões em bolsas para universitários

Mais Futuro investe R$ 15 milhões em bolsas para universitários

O Mais Futuro, maior programa estadual de assistência estudantil, chega ao segundo ano com investimento total de R$ 15,2 milhões. Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, a iniciativa busca garantir a permanência dos estudantes que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica nas quatro universidades estaduais (Uneb, Uesf, Uesc e Uesb). Até o momento, o programa atendeu 8.303 estudantes, que recebem bolsas de auxílio permanência (de R$ 300 ou R$ 600) ou vagas de estágio, percebendo R$ 550, em órgãos públicos e privados.

 O secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, ressalta a importância do programa, que segue a estratégia política do Estado de proporcionar o aprendizado e a preparação do estudante até a entrada no mundo do trabalho. “Estamos desenvolvendo um eixo pedagógico voltado para um novo perfil de oferta na educação. É proporcionar ao estudante da educação básica optar pelo que mais se identifica, seja na arte, cultura, ciência, empreendedorismo, curso técnico ou universidade. O Mais Futuro vem garantir que o aluno saia do Ensino Médio e tenha a garantia de poder cursar e finalizar o Ensino Superior, principalmente para os de baixa renda".

 A estudante Helena Dantas, 27 anos, do 6º semestre do curso de Biologia da Universidade Estadual do Sul da Bahia (Uesb), em Vitória da Conquista, é uma das beneficiadas. “O surgimento do Mais Futuro me deu a oportunidade de continuar na universidade. Moro no município de Livramento de Nossa Senhora, a 206 quilômetros, e estava passando por dificuldades financeiras, porque meu pai tinha ficado desempregado e não tinha a quem recorrer, apesar dos sacrifícios que já vinha fazendo para me ajudar. Com a bolsa de R$ 600, estou podendo garantir minha permanência, cobrindo custos de moradia e ajudando no dia a dia do curso”, conta.

 Já a estudante Quetilen Souza, 20, do 2º semestre de Fonoaudiologia da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), em Salvador, destaca que seria muito difícil a permanência na Uneb sem o Mais Futuro. “Acho que um dos grandes benefícios é podermos seguir sem uma dependência dos pais. Minha família não tem muitas condições, e a bolsa ajuda a poupá-los de mais esse custo. Com o auxílio, divido um aluguel com outras colegas e ainda utilizo para adquirir materiais para as disciplinas. Sou muito grata porque vim de Botuporã, a 712 quilômetros, perto da divisa com Minas Gerais, e tenho a condição de estudar em Salvador no curso que escolhi para minha profissão”.

 Inscrição

 Para participar do Mais Futuro, o estudante precisa estar devidamente matriculado, frequentando a universidade e ter cadastro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais). A inscrição é aberta sempre no fim e início de cada semestre e deve ser feita pelo site do programa. Existem três tipos de auxílio permanência: básico (de R$ 300, para estudantes que residem a menos de 100 quilômetros da universidade); moradia (de R$ 600, para estudantes que residem a mais de 100 quilômetros da universidade); e complementar, caso o aluno receba algum auxílio da universidade ou prefeitura, por exemplo, que é complementado com a diferença pelo Mais Futuro.

 Além do auxílio permanência, que é oferecido até 2/3 do curso, o estudante também pode optar pelo estágio, segundo explica o coordenador do Programa Mais Futuro, José Carlos Sodré, da Secretaria da Educação. “O estudante tem esta opção a partir da publicação de editais. O estudante que já realizou 2/3 do curso, não tem mais direito à bolsa de permanência, mas o Mais Futuro dá a opção de ele ingressar em um estágio que vai lhe proporcionar uma renda para finalizar a universidade”.

 Após a homologação dos pedidos do auxílio pela Secretaria da Educação, os bancos avaliam os documentos via Receita Federal para verificar a veracidade. “Caso haja alguma incongruência nos documentos ou o candidato tenha alguma pendência, como no título de eleitor ou militar, por exemplo, o auxílio fica retido até que ele resolva essas questões”, acrescenta Sodré.

Confiança do Consumidor sobe 7,2 pontos em um ano

Vitória (ES) - Supermercados lotados com filas nos caixas e na entrada funcionam com horário reduzido (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Mesmo com o recuo de 2,6 pontos de março para abril deste ano, o que fez com que o indicador caísse de 92 pontos para 89,4 pontos, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) aumentou 7,2 pontos em um ano (abril de 2017/abril de 2018) e se manteve positivo em médias móveis trimestrais.

 A informação do divulgada hoje (24), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Segundo os dados, tanto as avaliações sobre a situação atual como as expectativas em relação aos próximos meses pioraram.

 O Índice de Situação Atual (ISA) caiu 2,3 pontos, indo para 76,3 pontos e o Índice de Expectativas (IE) recuo 2,5 pontos, indo de 101,5 para 99 pontos.

 A queda de março para abril, segundo a coordenadora da Sondagem do Consumidor da FGV, Seda Bittencourt, decorre do menor otimismo dos consumidores em relação à situação econômica.

 “A queda da confiança em abril é uma devolução de mais da metade da alta do mês anterior. Consumidores de todas as classes de renda se sentem menos otimistas em relação à situação econômica nos próximos meses, influenciados, em parte, pela redução das suas expectativas sobre o mercado de trabalho”, disse a economista.

 Cai otimismo sobre rumos da economia

A sondagem mostra que, entre todos os quesitos que integram o Índice de Confiança do Consumidor, a maior contribuição para a queda da confiança no mês foi dada pelo indicador que mede o otimismo com relação à economia nos meses seguintes, que caiu entre março e abril 7,3 pontos, passando de 118 para 110,7, o menor nível desde os 105,7 pontos de agosto de 2017.

 Já em relação à avaliação dos consumidores sobre o momento, o indicador, que mede o grau de satisfação atual com a economia, caiu apenas 1,1 ponto, para 83,3 pontos. E o indicador que mede a situação financeira das famílias diminuiu 3,4 pontos, indo para 69,8 pontos.

 “Em relação às perspectivas, tanto o indicador que mede a situação financeira das famílias quanto o ímpeto de compras de bens duráveis se mantiveram relativamente estáveis na margem”, explica o documento.

 Classes de renda

A volatilidade com que o Índice de Confiança do Consumidor vem se comportando nos últimos meses, segundo a FGV, é reforçada quando a análise é feita por classes de renda.

 “Houve queda da confiança em todas as classes de renda, exceto para as famílias com renda entre R$ 2.100,01 e R$ 4.800,00”, constatou a pesquisa.

 O estudo ressaltou que o destaque negativo ocorreu na classe de renda com menor poder aquisitivo (renda familiar até R$ 2.100,00 mensais) cujo índice caiu 14,1 pontos, influenciando a queda da confiança em abril. “Para esses consumidores houve piora da satisfação sobre a situação financeira no momento e redução do otimismo em relação à economia, às finanças pessoais, intenção de compra de bens duráveis e emprego”, explicou o levantamento.
Fonte: Agência Brasil

Conab: produção de cana-de-açúcar diminui 3,6%

Plantação de cana-de-açúcar, usada para produzir açúcar e etanol

A produção de cana-de-açúcar no Brasil registrou, na safra 2017/2018, queda de 3,6% na comparação com a safra anterior. Foram produzidos 633,26 milhões de toneladas, ante 657,18 milhões obtidos no ano anterior. Os números do encerramento da safra 2017/2018 foram divulgados hoje (24) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 De acordo com o levantamento, a queda na produção se deve, entre outros fatores, à diminuição da área usada para a produção de cana, que ficou em 8,73 milhões de hectares – número 3,5% menor do que a área da safra 2016/2017.

 O açúcar apresentou retração de 2,1%, totalizando uma produção de 37,87 milhões de toneladas. A Conab avalia que a queda se deve ao menor preço do produto no mercado internacional, o que levou ao direcionamento de parte desta safra para a produção de etanol. Foi por causa desse direcionamento que houve menor quantidade de cana disponível no mercado.

 Segundo a Conab, o etanol manteve-se praticamente no mesmo patamar do ano anterior, com produção de 27,76 bilhões de litros (quantidade 0,2% menor do que a anterior). No caso do etanol hidratado, foram produzidos 16,68 bilhões de litros (redução de 0,3%). Como o governo, a fim de manter o consumo de gasolina, autorizou o aumento do álcool utilizado na mistura (o etanol anidro), a produção desse tipo de etanol aumentou 0,1%, atingindo uma produção de 11,09 bilhões de litros.

 Destaques por região

 A expectativa para o Sudeste é de “leve aumento dos patamares de produtividade em relação à safra anterior, apesar da diminuição na área colhida”. Isso, segundo a Conab, “se deve a problemas climáticos e à menor área colhida dos fornecedores”. A produção na região ficou em 417,47 milhões de toneladas de cana-de-açúcar processada, número 4,2% inferior ao registrado na safra 2016/17.

 A Região Centro-Oeste manteve a área colhida da safra passada, “mas com estimativa de leve redução nos patamares de produtividade”. Segundo a Conab, a produção sofrerá redução de 0,4% nessa região, registrando safra de 133,66 milhões de toneladas.

 No Nordeste, “a boa produtividade garantiu uma produção de 41,14 milhões de toneladas, mesmo com registro de área menor”, informou a Conab. Já a produção estimada para a Região Sul ficou em 37,52 milhões de toneladas. A região apresentou queda de 5,5% na área colhida, motivada pelo maior interesse dos produtores locais na produção de grãos. Em algumas localidades não foi possível realizar toda a colheita devido ao excesso de chuvas no final da safra.

 A Região Norte também apresentou queda na produção e na área cultivada. Responsável por menos de 1% da produção nacional de cana-de-açúcar, o Norte teve produção de 3,46 milhões de toneladas.
Fonte: Agência Brasil

Governo do Rio quita hoje 13º salário de mais de 160 mil servidores

Com cerca de cinco meses de atraso, o governo do estado do Rio de Janeiro promete quitar hoje (24) o décimo terceiro salário de 166.607 servidores ativos, inativos e pensionistas com vencimento líquido acima de R$ 3.458. Ao todo, será depositado R$ 1,1 bilhão.

 Em nota, o Palácio Guanabara informou que os pagamentos ocorrerão ao longo do dia, mesmo após o término do expediente bancário. O governo do Rio já quitou o 13º salário de 294.683 servidores ativos, inativos e pensionistas que recebiam até R$ 3.458 líquidos, totalizando recursos da ordem de R$ 598,8 milhões.

 O pagamento será possível porque a juíza substituta da 10ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Juliana Leal de Melo, manteve a antecipação de receita dos royalties de petróleo, obtida pelo estado no exterior.

 Com isso, o Rio de Janeiro recebeu, neste mês de abril, US$ 600 milhões (aproximadamente R$ 2 bilhões). Dinheiro que deve ser usado no pagamento do 13º salário de 2017.

 Royalties 

 O dinheiro que permitirá que o governo do Rio quite o pagamento do benefício vem da operação de securitização dos royalties do petróleo, o que na prática significa que a operação do governo antecipa receitas de royalties de petróleo que o estado prevê arrecadar no futuro por meio do pagamento de determinado banco para posteriormente pagar às instituições credoras os valores antecipados com juros e taxas.

 A operação enfrentou ação na Justiça movida pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), que ajuizou ação civil pública contra o estado alegando ilegalidades na operação, que posteriormente poderia trazer prejuízos ao estado. O aval da juíza substituta da 10ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio permitiu que o estado prosseguisse a operação.
Fonte: Agência Brasil

Ibope: só 19% dos brasileiros pretendem ter filhos nos próximos 2 anos

parto

Nos próximos dois anos, apenas 19% dos brasileiros pretendem ter filhos, 17% por gravidez e 2% por adoção. É o que mostra uma pesquisa sobre natalidade, divulgada pelo Ibope. Do total de entrevistados, 79% não pretendem ter filhos até 2020, e 2% não sabem.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 15 e 18 de março com 1.491 pessoas com mais de 16 anos, em 143 municípios de todas as regiões do país.

 Para a demógrafa e diretora da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Paula de Miranda Ribeiro, as pessoas adiam os planos de ter filhos por razões diversas, como a maior participação da mulher no mercado de trabalho e maior escolaridade. “Existe o efeito tempo e quanto. Se eu tenho um filho mais jovem, tenho tempo para ter mais filhos. Mas se eu tenho esse desejo e investi na carreira até os 40 [anos], eu posso não conseguir”, disse, explicando que o Estado não favorece as boas condições para a mulher conciliar a maternidade com a vida profissional.

 Segundo ela, sustentar materialmente um filho é uma coisa que custa muito caro no Brasil. “Em países onde a saúde e a educação pública são de qualidade, por exemplo, esse custo é menor para as famílias”, disse, explicando que mesmo as pessoas com nível socioeconômico mais baixo tendem a ter menos filhos para garantir condições melhores de vida.

 O Nordeste é a região onde as pessoas estão mais abertas à maternidade/paternidade, 19% pretendem ter filhos biológicos e 3% querem adotar uma criança. Lá, 76% não pretendem ter filhos. Na Região Sul, apenas 11% pretendem ter filhos biológicos, e 87% não pretendem nos próximos dois anos.

No Sudeste, 18% querem filhos biológicos e 2% querem adotar; 77% não pretendem ter filhos. No período de dois anos, nas regiões Norte e Centro-Oeste, 16% dos entrevistados pretendem ter filhos, por meio de uma gravidez e 1% por adoção; 82% não querem filhos.

 Parto natural ou cesária

 Entre os que pretendem ter filhos, 76% querem o parto normal em uma maternidade ou hospital, e 3% querem o parto em casa. Mesmo no caso de uma gravidez sem complicações, ou seja, quando não há risco nem para a mãe e nem para o bebê, 20% pretendem fazer uma cesariana.

 Para a demógrafa da UFMG, isso tem implicações na saúde pública. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a taxa ideal de cesáreas deve ficar entre 10% e 15% de todos os partos realizados.

 “Quando olhamos os critérios socioeconômicos, são as pessoas de renda familiar mais alta que querem cesárea, pois acaba sendo um conforto fazer o parto com o médico da sua escolha”, disse Paula. “Em outros países não é assim, essa preferência pelo parto cesáreo acontece só aqui e são uma escolha. Nos Estados Unidos, por exemplo, isso jamais seria uma pergunta”, explicou.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Bloco Tracaja 15 anos de alegria


Tudo pronto para mais um glamoroso desfile do Bloco Tracajá que completa 15 anos de folia, irreverencia e alegria. portanto ainda é um brotinho, levará à avenida Presidente Dutra, Circuito Maneca Ferreira, 600 alegres foliões e terá a animação da Sinfônica Tracajá, com Samba de Roda Brilhante de Irará e ainda a Banda do Maestro Nilo, de São Gonçalo dos Campos.


Como sempre faz o Tracajá traz na camisa uma sátira, desta vez em relação à Aposentadoria, chamando atenção, mesmo de forma ligeiramente debochada, ou irônica (para não perder o foco histórico) . Segundo Julio Neto , um dos organizadores, algumas alterações formam feitas este ano na produção do bloco e assim, ao contrário do que sempre aconteceu, as camisas não mais serão trocadas por fraldas geriátricas (para doação a casas filantrópicas) e sim vendidas. Isso se explica devido às dificuldades enfrentadas este ano pela coordenação do bloco para obter apoio de empresas da cidade ( a crise econômica atingindo o pobre Tracajá !). Portanto, desse modo para sair no Tracajá, o folião pagará apenas R$25,00 pela bela camisa que pode ser encontrada no Restaurante Casa do Sertão, local de saída do bloco e no bar Boteco do Vital. O Bloco Tracajá sairá domingo dia 22 ( Restaurante Casa do Sertão),às 14 horas, impreterivelmente! Venha pro Tracajá você também! Venha! EM TEMPO- vendidas as camisas e pagas as despesas, se houver alguma receita ela será destinada a aquisição de bens, que serão doados a entidades como o Lar do Irmão Velho ou uma similar.

 O comando da festa como sempre, será do vetusto e tirano rei Silvério Silva, com Rainha Karen Mendes, que comandará o reino da alegria. É bom dizer que este ano a rainha terá a companhia da princesa, a jornalista Suzane Rosa , formando assim um trio altamente positivo E ainda como destaque a homenagem ao mestre Orlando, um dos maiores sambista da Bahia, que aos 75 anos continua imbatível, como passista e ritmista alem de dar um show como cantor .

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Escolas estaduais realizam atividades em comemoração ao Dia do Índio

Escolas estaduais realizam atividades em comemoração ao Dia do Índio

Ao longo da semana, as escolas da rede estadual de ensino, especialmente de Educação Indígena, realizam diversas atividades culturais alusivas ao Dia do Índio, celebrado nesta quinta-feira (19). São jogos tradicionais, pinturas, desfiles, rituais, oficinas, bate-papos, apresentações artísticas e outras que visam ao fortalecimento da identidade étnica e da cultura indígena.

 As ações estão programadas em Salvador e, principalmente, no interior, com os estudantes indígenas nas cidades de Coroa Vermelha, Ibotirama e Olivença. Atualmente, a rede estadual de ensino possui 27 unidades escolas de Educação Indígena, com 44 espaços anexos e 6.825 estudantes indígenas matriculados.

 O Colégio Estadual Indígena de Coroa Vermelha, na aldeia Coroa Vermelha, no município de Santa Cruz Cabrália, no extremo sul do estado, promove a Semana Cultural até esta quinta (19), com uma extensa programação envolvendo a participação de estudantes, professores, lideranças e toda a comunidade local. O evento inclui brincadeiras e pinturas indígenas, desfile de Jokana e Kakusu (casal indígena mais bem enfeitado), além de rituais e brincadeiras tradicionais.

 Salvador

 Nesta quinta (19), às 10h, no Centro Cultural Solar Ferrão, localizado no Pelourinho, alunos do 6º ano da Escola Estadual Severino Vieira farão uma apresentação de dança indígena para estudantes de outras escolas públicas do entorno. As coreografias foram aprendidas na oficina de 'Música Indígena e Africana', que eles participam às quartas-feiras, no mesmo local.

 Ibotirama

 O Colégio Estadual Indígena Marechal Rondon, localizado no assentamento Terra Indígena Tuxá, em Ibotirama, na região oeste, também promove, nesta quinta-feira (19), a partir das 7h30, a culminância do projeto 'Protagonismo, Identidade e Cultura Viva' que foi iniciado no dia 2 de abril, como parte das comemorações do Dia do Índio.

 O projeto interdisciplinar visa divulgar a cultura Tuxá, história, crenças, mitos, religiosidade, artesanatos, tradições e saberes. A programação é composta por mesa de caciques e instituições, exposição de artesanatos indígenas Tuxá, ervas medicinais, comidas típicas, pintura corporal, além de jogos indígenas e ritual de dança Toré.

 Olivença

 Em Olivença, no sul do estado, os estudantes dos colégios estaduais indígenas Tupinambá de Olivença, de Abaeté, Amotara e de Cuipe de Baixo participam do 'V Jogos Indígenas Tupinambá', de 19 a 22 de abril, na Aldeia Mãe Olivença. A competição busca integrar as comunidades escolares indígenas dos tupinambás de Olivença e as etnias convidadas, como o povo Pataxó, Pataxó hã hã hãe, Tuxá, kiriri e Pankararé para difundir os costumes indígenas.

 Entre os jogos, destacam-se arco e flecha, arremesso de tacape, cabo de força, natação, corrida de tora, futebol, corrida rústica, zarabatana, luta corporal e luta com maracá.

Governo entrega trecho da BA-647 recuperado em Aiquara

Secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, inaugura a restauração e pavimentação da BA 674, entrega ambulâncias, certificados de Cadastro Ambiental Rural e mudas frutíferas, no município de Aiquara

Os 13 quilômetros da BA-647 que dão acesso ao município de Aiquara, município localizado no centro sul do estado, foram entregues completamente recuperados nesta quarta-feira (18). As obras de pavimentação da rodovia, por onde trafegam mais de mil veículos por dia, contaram com o investimento de R$ 6,4 milhões e beneficiam em torno de 86 mil habitantes da região, incluindo as cidades de Itagi, Itajuru e Itagibá. Além do transporte de pessoas, o escoamento da produção agropecuária, principal atividade econômica da região, passa a ter maior fluidez.

 A inauguração da rodovia foi feita pelo secretário de Desenvolvimento Rural (SDR), Jerônimo Rodrigues, que é natural de Aiquara e representou o governador Rui Costa, impossibilitado de se deslocar até a cidade, devido às fortes chuvas que caíram em Salvador na manhã desta quarta-feira.

 “A comunidade de Aiquara se organizou para isso, reivindicou, não é de agora, mas encontrou um governador sensível, que entende a importância de estradas para o desenvolvimento de um município, de uma região. Essa estrada tem 13 quilômetros de extensão, mas significa mais de mil para esse povo que mora aqui. Para os estudantes que trafegam diariamente, ambulâncias, segurança pública, para o transporte, para ida e vinda de insumos e de produção”, afirmou o secretário.

 Ainda na cidade, que completou 56 anos de emancipação no dia 12 de abril, foram entregues cinco mil mudas de plantas frutíferas e essências florestais, além de 166 certificados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e duas ambulâncias, que atenderão a Aiquara e Nova Itarana.

Atuação da Central de Penas e Medidas Alternativas na Bahia tem destaque nacional

Bahia tem segunda melhor Central de Penas e Medidas alternativas do País

Instrumento de humanização do sistema penal do estado, a Central de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas (Ceapa), vinculada à Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado (Seap), tem levado a Bahia a se destacar, nacionalmente, pelo número de unidades de atendimento - são 17 em todo o estado, ficando atrás apenas de São Paulo -, na estruturação do quadro de técnicos e pelo alinhamento mais aproximado com a metodologia e parâmetros recomendados pelo Ministério da Justiça.

 “A gente dá suporte técnico e multidisciplinar para o sistema de justiça, que trabalha na aplicação de penas e medidas alternativas, reconhecendo a necessidade de se ter outros saberes para a execução penal nesse campo. O nosso trabalho é pautado metodologicamente no instrumental da assistência social, da Psicologia e do Direito, fornecendo um suporte para os cumpridores de medidas e penas alternativas que nos são encaminhados”, explica a coordenadora da Ceapa, Andréa Mércia Batista.

 Andréa destaca ainda que "a Bahia tem o menor índice de encarceramento do País e o trabalho que a Ceapa vem fazendo tem um papel prepoderante nisso. A solidez e a seriedade do trabalho desenvolvido aqui tem sensibilizado o Ministério Público, o Judiciário e a Defensoria, fazendo com que penas alternativas possam ser aplicados a crimes que não antes não eram possíveis. Isso ajuda a criar um cenário um pouco mais confortável do que o de outros estados no que diz respeito ao número de detentos no sistema prisional do estado".

 Para o Estado, isso reflete numa redução dos custos do sistema penitenciário, além da diminuição da superlotação dos presídios, sem perder de vista a eficácia preventiva geral e especial da pena. Estima-se que o Estado gaste, em média, R$ 2 mil por preso mensalmente. Com o beneficiado por pena alternativa, o valor não ultrapassa R$ 60 mensais.

 A aplicação das penas e medidas alternativas ocorre na efetividade das parcerias firmadas com instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos e com destinação social que oferecem a oportunidade do público cumprir as determinações judiciais, mantendo seus vínculos familiares, comunitários e laborativos. Mais de 35 mil cumpridores de pena já foram atendidos em Salvador e nos 16 núcleos do interior do estado.

 Equipe multidisciplinar

 O processo de acompanhamento das penas e medidas alternativas é feito por equipes multidisciplinares especializadas, formada por técnicos de Serviço Social, Psicologia e Direito. Eles atendem os cumpridores e os encaminha às instituições da Rede Social parceira e monitoram durante toda a pena ou medida aplicada - prestação de serviços à comunidade, prestação pecuniária, ou mesmo os comparecimentos periódicos para informações decorrentes de suspensão condicional da pena.

 Para o psicólogo Alexandre Pereira, o acompanhamento favorece a ressocialização e ajuda no entendimento de que uma ação delituosa extrapola o escopo da intervenção jurídico-penal. “Esse acolhimento é muito importante na recuperação do indivíduo. Em muitos casos, a Ceapa é o primeiro lugar em que essas pessoas são ouvidas. Nós oferecemos um espaço livre de julgamentos em que elas podem falar sobre sua vida e sua história e, com isso, pensar em perspectivas positivas à frente”.