sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Obras de macrodrenagem irão controlar as cheias do Rio Jaguaribe

Obras de macrodrenagem irão controlar as cheias do Rio Jaguaribe

Com o objetivo de conter as enchentes e alagamentos, que atingem todos os anos milhares de famílias que vivem em locais próximos aos rios Jaguaribe e Mangabeira, o Governo do Estado prossegue com as obras de proteção das margens, que contemplam ainda a substituição de pontes e passarelas, urbanização com implantação de equipamentos comunitários e canteiros verdes para recomposição da arborização, além do reforço e remanejamento das adutoras da Embasa que abastecem boa parte da população da capital.

 O trecho da Paralela até a orla de Patamares, que será beneficiado pelas intervenções da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), alcança uma extensão de mais de 10 quilômetros, cruzando comunidades como Bairro da Paz e Alto do Coqueirinho, além dos condomínios localizados ao longo da Avenida Orlando Gomes. O investimento total previsto é da ordem de R$ 270 milhões, recursos provenientes do Ministério das Cidades para prevenção de desastres naturais.

 O diretor de Obras Estruturantes da Conder, Sérgio Silva, explica a importância das obras pela existência de um adensamento populacional ao longo do curso dos rios. “Nos períodos de chuvas mais intensas, as cheias já se transformaram em um problema crônico e se nada for feito a tendência é o agravamento deste cenário”.

 Entre os problemas relacionados, ele destaca a falta de mobilidade urbana, prejuízos financeiros das famílias, com a perda de móveis, roupas e eletrodomésticos, até o aumento dos casos de doenças relacionadas à poluição. A expectativa é que as obras também criem as condições necessárias para a melhoria da qualidade da água, com a correção do lançamento de esgoto no rio Jaguaribe, a partir da entrada em funcionamento do interceptor do Mangabeira.

 Silva ressalta ainda que o objetivo principal das obras é, além de controlar as cheias dos rios, com o revestimento das calhas, preservar e proteger as margens, garantindo ainda mais qualidade de vida com a implantação de equipamentos comunitários e esportivos, entre eles, quadra poliesportiva, ciclovia e calçadas que irão impedir novas ocupações irregulares.

 Alagamentos

 Nascido em Maragogipe, Antônio Carlos Santos, que integra o conselho de moradores do Bairro da Paz, onde mora há 26 anos, enumera os problemas enfrentados pela comunidade, em função das cheias dos rios. "A gente calcula que mais de 600 famílias sofrem com os alagamentos em maior proporção, que chegam a deixar muitas pessoas desabrigadas e já provocaram até morte”.

 O Bairro da Paz começou a ser formado na década de 80, quando ocorreram as primeiras ocupações por aproximadamente 1,2 mil famílias e, desde então, quem mora no local convive com a falta de infraestrutura urbana. “Somos uma comunidade com aproximadamente 50 mil habitantes e não temos nenhuma quadra de esporte pública. Com a obra, os mais jovens terão uma alternativa diferente das ruas”.

 Audiências públicas 

 O projeto, desenvolvido pelo consórcio Desenvolvimento Urbano do Jaguaribe, já foi apresentado e debatido em audiências públicas realizadas em diversas comunidades diretamente envolvidas, como, por exemplo, o Bairro da Paz, Alto do Coqueirinho, Vila Romana e KM 17 (Itapuã) e Placaford, além de reuniões periódicas no escritório social da obra. Recentemente, a Assembleia Legislativa também realizou uma audiência pública com a participação de representantes do Governo do Estado, de entidades ambientalistas e das comunidades do entorno.

 Como parte do projeto está prevista ainda a relocação para apartamentos do programa 'Minha Casa, Minha Vida' de cerca de 300 famílias que vivem em moradias precárias, situadas na Área de Preservação Permanente (APP), contribuindo para a poluição das águas dos rios. O licenciamento ambiental e o alvará que autorizou o início das obras foi concedido pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), contando ainda com a outorga do Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inema), responsável pela gestão dos recursos hídricos.

Curso técnico em Aquicultura tem aula inaugural nesta segunda

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta segunda-feira (21), a aula inaugural do novo curso técnico de nível médio em Aquicultura a ser ofertado pela rede estadual em parceria com a Secretaria de Agricultura (Seagri), por meio da Bahia Pesca. A aula será às 9h, no anexo do Centro Estadual de Educação Profissional em Turismo do Leste Baiano (CEEP), localizado no Centro Vocacional Tecnológico do Pescado (CVTT), no distrito de Acupe, em Santo Amaro, no Recôncavo Baiano.

 As aulas terão como base a Pedagogia da Alternância, ou seja, os estudantes, oriundos principalmente da zona rural, passarão parte do tempo na escola e parte do tempo nas suas residências, de modo que conciliem o trabalho com os estudos. Enquanto estiverem nas aulas, os estudantes receberão hospedagem gratuita, alimentação e todo o material didático para o máximo aproveitamento das aulas.

 O curso terá 60 estudantes, com carga horária de 1.460 horas, dividida em 12 meses. Entre as disciplinas estudadas estão métodos de reprodução, sistema de cultivos, larvicultura de peixes, biologia aquática e avaliação de impactos ambientais. A formação possibilitará aos futuros técnicos trabalharem em instituições e empresas de produção e beneficiamento de pescado, laboratórios de reprodução, larvicultura e engorda ou de forma autônoma.

BCS de Itinga comemora cinco anos de trabalhos sociais

Foto: Elói Corrêa/GOVBA

A população de Itinga, em Lauro de Freitas, comemorou os cinco anos de inauguração da Base Comunitária de Segurança (BCS) do bairro, nesta sexta-feira (18), com uma grande festa. Composta por um grupo de 78 policiais, a unidade reforça a segurança da região e promove diversos projetos sociais de inclusão para crianças, adolescentes e adultos, como atividades de teatro, esporte e lazer. 

Para a tenente Naila Reis, comandante da BCS, a presença da base tem um impacto forte na segurança do bairro. “A boa relação que temos com todos aqui faz toda a diferença. Em 2015, fomos a companhia que mais apreendeu armas de fogo. Desde que começamos nossas atividades, recebemos duas vezes o prêmio de desempenho policial. Temos muito trabalho a ser feito ainda, mas certamente estamos conseguindo um resultado muito positivo na diminuição dos índices de violência”.

 Presente na cerimônia, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, destacou que o evento celebra acima de tudo a relação que os policiais têm com os moradores. “Além da parte operacional, nós oferecemos projetos para melhorar a vida da comunidade. São projetos muito importantes, que promovem uma aproximação entre a polícia e as pessoas, formando uma ponte de confiança, e que também melhoram a autoestima das pessoas que vivem na comunidade”.

 Transformação 

 As BCS integram o programa estadual Pacto Pela Vida e funcionam em 18 regiões de Salvador e interior do estado, buscando uma interlocução com as comunidades onde atuam. É o que explica o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão. “A Bahia é um destaque nacional nessa filosofia de policiamento. Muito além do trabalho ostensivo, nosso maior objetivo é trabalhar nas bases sociais para diminuir a criminalidade".

 A estudante Laíse Carvalho, 16 anos, é um exemplo de transformação promovida pelo projeto Vidas em Cena, que oferece aulas gratuitas de iniciação teatral. “Minhas notas melhoraram. Eu comecei a me interessar mais pelos estudos e a ter uma melhor relação com meus professores. Aprendi a gostar de ler e me tornei uma pessoa mais sociável. Esse grupo mudou muita coisa pra mim. Agora, eu me sinto muito mais evoluída para buscar meus caminhos”, afirmou.

SAC Feira II completa cinco anos com quase 1,8 milhão de atendimentos

Primeiro do interior do estado a disponibilizar atendimento agendado, o SAC Feira II realizou 1.727.523 atendimentos desde que foi inaugurado, em agosto de 2012, até julho de 2017. Em cinco anos de funcionamento, a unidade oferece aos feirenses serviços de 12 unidades conveniadas, como o Banco Mais BB, Detran-BA, Polícia Federal, SAC Educação, Sefaz Estadual, SineBahia, Antecedentes Criminais e Identidade (SSP), além de Planserv, Ceprev e CPF (Saeb), e ainda o Tribunal de Justiça, resultando em 242 serviços no posto.

 Atualmente, a unidade possui 105 colaboradores e, entre os cinco serviços mais demandados no posto, em julho deste ano, a liderança fica com a emissão da 2ª e demais vias da carteira de identidade (2.739), seguida pela renovação da Carteira de Habilitação (1.513), pesquisa de vagas de emprego (880), pedido de entrada no seguro-desemprego (805) e solicitação da 1ª via da RG (790). 

Para a gerente do posto, Carla Regina Brasil, o funcionamento da unidade, que atende a uma média de dois mil cidadãos por dia, é fundamental para a população local. "O SAC Feira II é um dos grandes presentes do governo estadual para Feira de Santana, pois possibilita aos feirenses, moradores das cidades circunvizinhas, servidores estaduais e, principalmente, produtores rurais desse território de identidade, um atendimento de presteza e qualidade".

 Para outras informações sobre os horários de atendimento e toda a documentação necessária para os serviços na Rede SAC, a Secretaria da Administração do Estado (Saeb) disponibiliza o Portal SAC, o aplicativo SAC Mobile e os números 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020-5353 (celular).

Conselho define regras para entrada de crianças estrangeiras no Brasil

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) publicou hoje (18) uma resolução que estabelece novos procedimentos de identificação, atenção e proteção para criança e adolescente estrangeiros que estejam desacompanhados no ingresso em território brasileiro.

 Pelas novas regras, publicadas hoje no Diário Oficial da União, não será aplicada medida de retirada compulsória à criança e adolescente desacompanhados ou separados de suas famílias para território em que sua vida ou liberdade esteja ameaçada ou ainda os direitos fundamentais dela estejam em risco, respeitados os princípios da convivência familiar e da não devolução.

 Conforme a resolução, os processos administrativos envolvendo criança ou adolescente tramitarão com “absoluta prioridade e agilidade”. A identificação da criança ou do adolescente desacompanhado em área de fronteira deverá ser feito em linguagem compreensível e adequada à idade e identidade cultural.

 A autoridade de fronteira, segundo a norma, deverá no momento do controle migratório registrar a ocorrência, realizar identificação biográfica preliminar, que compreenderá o nome, gênero, data de nascimento, filiação e nacionalidade. Além disso, ele deverá fazer a identificação biométrica para fins de consulta a órgãos internacionais de investigação criminal e a bancos de dados com objetivo de localizar os responsáveis legais.

 Também deverá notificar a Defensoria Pública da União, o representação do Conselho Tutelar para adoção das medidas protetivas cabíveis; o Juízo e a Promotoria da Infância e Juventude.
Fonte: Agência Brasil

Governo amplia público-alvo de vacinas de HPV para adultos até 26 anos

Brasília - Alunas do Centro de Ensino Fundamental 25, em Ceilândia, são vacinadas contra o papiloma vírus humano - HPV (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Municípios que tenham vacina de HPV em estoque com prazo de validade até setembro poderão, a partir de hoje (18), aplicá-la em homens e mulheres com até 26 anos. Terminado o estoque que está prestes a vencer, as vacinas deverão voltar a ser administradas apenas para o público-alvo, de 9 a 15 anos.

 As orientações são do Ministério da Saúde e foram aprovadas ontem (17), em Brasília, durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios. A medida é de caráter temporário e tem, segundo a pasta, o objetivo de evitar um possível desperdício de doses que permaneçam nos estoques dos municípios.

 Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação do Ministério da Saúde é o esquema vacinal com três doses, com intervalo de dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantidas no Sistema Único de Saúde (SUS).

 O Ministério da Saúde repassa mensalmente as vacinas aos estados, conforme solicitação local. Os estados, por sua vez, são responsáveis por distribuir as doses aos municípios para garantir a vacinação da população.

 Cobertura vacinal

 O ministério diz que, mesmo com as campanhas de divulgação na mídia sobre a importância da vacina HPV e a disponibilização de vários materiais educativos, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%.

 Na faixa etária de 9 a 15 anos, de 2014 até junho deste ano, foram imunizadas, com a primeira dose, 10,7 milhões de meninas, o que corresponde a 74,7% do total de brasileiras nesta faixa etária. Receberam o esquema vacinal completo, de duas doses, recomendado pelo Ministério da Saúde, 7,1 milhões de meninas, o que corresponde a 47% do público-alvo.

 Já em relação aos meninos, de janeiro a junho deste ano, 853.920 mil adolescentes de 12 a 13 anos se vacinaram com a primeira dose da vacina de HPV, o que corresponde a 23,6% dos 3,61 milhões de meninos nessa faixa etária que devem se imunizar.

 Vacinação

 A vacina de HPV foi incluída no Calendário Nacional de Imunização, do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, em 2014. A vacinação é voltada para meninos com idades entre 11 a 13 anos e meninas de 9 a 14 anos. Ela deve ser mantida com duas doses, sendo aplicada com intervalo de seis meses entre elas.

 Segundo o ministério, a vacina HPV Quadrivalente é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, a quarta maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais, doença estigmatizante e de difícil tratamento.

 Homens e mulheres de 9 a 26 anos, vivendo com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea e pacientes oncológicos de 9 a 26 anos também fazem parte do público-alvo da vacina. Os serviços que atendem essa população devem ofertar a vacina HPV na rotina de trabalho.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Produtos da agricultura familiar são comercializados na Exporural


Os soteropolitanos que desejam encontrar uma variedade de oferta de produtos frescos e de qualidade não podem deixar de visitar a Feira Agroecológica da agricultura familiar, que é realizada até o próximo domingo (20), na Exporural 2017, no Parque de Exposições de Salvador. No local é possível encontrar frutas, verduras e hortaliças cultivadas por agricultores familiares do interior baiano. A feira é uma oportunidade do consumidor conhecer também a origem dos produtos e quem os produz. 

"É importante estarmos aqui para divulgar nossa produção, um produto puro, sem química. Em eventos como esse é que conseguimos fazer contatos para fornecer para supermercados e restaurantes”, destaca a agricultora familiar Vitória Barbosa, do município de Conceição do Almeida, cultiva em sua propriedade produtos como laranja, inhame, aipim, abóbora, banana e batata.

 O espaço da Agricultura Familiar é composto por 25 estandes com produtos de cooperativas e associações baianas, apresentando diferentes segmentos para a exposição. Além dos produtos in natura (frutas e verduras), há também produtos industrializados (doces, biscoitos, farinhas de mandioca e milho, mugunzá, castanhas, mel, dentre outros) e artesanatos (bijuterias, roupas customizadas, brinquedos infantis).

 Organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), em parceria com a Rede Caatinga, o espaço tem também uma praça de alimentação, onde são servidas iguarias como espetinho de carne de bode, tapiocas recheadas e pratos preparados com tilápia.

Pelc promove capacitação de 100 agentes sociais e coordenadores


Local: Centro Pan Americano de Judô, em Lauro de Freitas

Atividades físicas com ludicidade e discussões sobre arte, cultura e esporte fazem parte da capacitação para o início do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) em Salvador e região metropolitana. Cerca 100 agentes sociais e coordenadores de núcleos do programa participam do treinamento, realizado nesta semana no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas.

 Até o fim de setembro, mais de 700 pessoas de todos os territórios de identidade da Bahia serão capacitadas para trabalhar nos 100 núcleos implantados pelo estado. Lançado na última segunda-feira (14), o programa vai investir R$ 18,2 milhões na popularização de mais de 20 modalidades esportivas, culturais e de lazer, em 78 municípios baianos, para 40 mil pessoas.

 Todos que vão atuar nas ações do Pelc devem passar pela capacitação. Nesta quinta (17), as atividades têm a participação de 12 coordenadores e 84 agentes sociais. Entre eles, Geomário da Silva será coordenador do núcleo da cidade de Alagoinhas, onde já trabalha com o atletismo para todas as idades.

 “Eu acho que essa experiência vai acrescentar muito àquilo que temos feito. Como educador, estou aprendendo muitas coisas novas, que vão permitir que eu desenvolva um trabalho ainda melhor na minha comunidade. Esporte é saúde e qualidade de vida. É muito gratificante quando a gente vê o poder público olhando para isso de uma maneira tão especial”, afirma Geomário. Nas próximas semanas, a programação continua em mais dez municípios do interior.

 Qualificação continuada

 Neste primeiro momento, professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) foram convidados para discutir temas importantes. "As atividades esportivas vão promover inclusão social nas comunidades. “A gente está compartilhando os conhecimentos e fazendo dinâmicas de esporte recreativo e lazer durante esses dois dias. Tudo que a gente faz aqui tem a ver com esporte de inclusão e de transformação social, no qual qualquer pessoa é bem-vinda, não apenas os mais hábeis. A ideia é fazer com que qualquer pessoa possa participar, desde criança até os idosos”, destaca a professora de educação física Silvana Echer.

 Realizado pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Desporto (Sudesb), o Pelc acontece em parceria com o Ministério do Esporte, oferecendo uma qualificação continuada. De acordo com a coordenadora-geral do programa, Susi Dócio, a formação vai acontecer em quatro etapas, durante os 20 meses do Pelc.

 “O programa de formação é dividido em quatro etapas. Essa é primeira delas. Outras duas serão realizadas no ano que vem, e a última em 2019. A ideia é empoderar cada vez mais os nossos agentes e coordenadores para que futuramente eles possam ‘caminhar’ pelos seus próprio méritos, buscando cada dia mais a autogestão dos núcleos, bem como a sustentabilidade”, explica a coordenadora.

Secretário da Saúde é escolhido como a personalidade do ano do Norte e Nordeste

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, receberá o prêmio de Personalidade do Ano – Gestor da Saúde, escolhido entre os Líderes da Saúde Norte e Nordeste, em cerimônia realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Recife, na noite desta quinta-feira (17).

 De acordo com a publicação Healthcare Management, Vilas-Boas foi eleito a partir da indicação de CEOs, diretores, editores e jornalistas, em função da visibilidade que as ações desenvolvidas pela pasta na Bahia vêm ganhando nacionalmente. Na avaliação do secretário, este é o reconhecimento das ações da gestão do governador Rui Costa na área da saúde, que desde o primeiro momento elegeu a saúde como prioridade.

 “Com ferramentas gerenciais modernas, inovação e profissionalismo, o sonho de um sistema público de saúde com qualidade e abrangência está mais perto dos baianos do que jamais esteve. O prêmio demonstra que estamos no caminho certo, ao ampliar o atendimento em duas vertentes: descentralização e regionalização da saúde", afirma.

 Ainda de acordo com Vilas-Boas, o compromisso do governador de ampliar a atenção à saúde em todo o estado com o projeto das policlínicas e com a criação de novos hospitais e a maior resolutividade dos serviços é o que tem modificado a realidade no estado. "Temos implantado experiências inovadoras, como o serviço de diagnóstico por imagem através de telemedicina e as Parcerias Publico-Privadas [PPPs] de novos hospitais", completa.

Curso técnico em aquicultura beneficia estudantes da rede pública

A Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura (Seagri), e a Secretaria de Educação promovem um curso técnico em aquicultura a partir de segunda-feira (21). As aulas serão realizadas no Centro Vocacional Tecnológico do Pescado (CVTT), localizado em Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. Cerca de 60 alunos serão formados.

 A carga horária é de 1.780 horas, dividida em 18 meses. O curso faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). “O profissional formado no curso técnico em aquicultura poderá trabalhar em instituições e empresas de produção e beneficiamento de pescado; laboratórios de reprodução, larvicultura e engorda; ou de forma autônoma”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

 Todos os estudantes são oriundos de escolas públicas e instituições filantrópicas. Eles receberão hospedagem gratuita, alimentação e todo o material didático para o máximo aproveitamento das aulas. “Na primeira semana, eles passarão por um processo de imersão no curso, de forma a entender os impactos que esses conhecimentos adquiridos terão em suas vidas”, complementa Dernival.

 Entre as matérias estudadas estão métodos de reprodução, sistema de cultivos, larvicultura de peixes, biologia aquática e avaliação de impactos ambientais.

Na CPI da Previdência, secretário da Receita propõe redução de desonerações

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência recebeu hoje (17) o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Gadelha, e o secretário da Previdência, Marcelo Caetano, para audiência pública no Senado. Rachid apresentou tabelas e gráficos para mostrar os diversos setores da economia que contam com benefícios em relação às contribuições previdenciárias.

 O secretário da Receita Federal citou exemplos dos setores de exportação, micro-empreendedores individuais (MEI) e atendidos pelo Simples Nacional. De acordo com ele, mais de 30% da massa salarial está em setores beneficiados por essas desonerações.

 Rachid afirmou que "Previdência Social é financiamento direto e, nesse ponto, na nossa avaliação, não deve ser usada como modelo de incentivo a setores específicos". E concluiu dizendo ser necessário que o governo reflita sobre este modelo de renúncias. Ele fez algumas propostas, incluindo a diminuição das renúncias.

 Segundo o secretário, a Receita tem priorizado a fiscalização nesses setores para evitar a sonegação e procurado utilizar mais ferramentas para identificar os contribuintes que não pagam a Previdência, de modo a desestimular esse tipo de prática.

 Leonardo Gadelha também ressaltou que um dos principais desafios da instituição hoje é o combate a fraudes. Na audiência, também foram apontados outros fatores que complicam o fechamento das contas da Previdência, como o envelhecimento da população associado à redução da taxa de natalidade.

 A próxima audiência da CPI da Previdência será na segunda-feira (21), quando serão ouvindos profissionais das áreas de fiscalização e auditoria.
Fonte: Agência Brasil

Tite é indicado ao prêmio de melhor técnico do mundo da Fifa em 2017

Tite Divulgação/CBF

O técnico da Seleção Brasileira, Tite, está entre os 12 finalistas ao prêmio de melhor técnico do mundo em lista divulgada nesta quinta-feira (17) pela Fifa.

 Tite disputará o prêmio The Best de melhor técnico, como a Fifa passou a chamar a disputa desde o ano passado, com nomes como o de Zinedine Zidane (Real Madrid), Luis Enrique (ex-Barcelona), Diego Simeone (Atlético de Madrid) e José Mourinho (Manchester United).

 Completam a lista de finalistas Massimiliano Allegri (Juventus), Carlo Ancelotti (Bayern de Munique), Antonio Conte (Chelsea), Leonardo Jardim (Monaco), Joaquim Löw (Alemanha) e Mauricio Pochettino (Tottenham).

 A votação começará na próxima segunda-feira e será encerrada em 7 de setembro. Os nomes dos três mais bem votados serão divulgados no mesmo mês. A cerimônia de entrega dos prêmios está marcada para Londres no dia 23 de outubro.
Fonte: Agência Brasil

Emprego no setor eletroeletrônico tem recuperação em julho

Carteira de trabalho

Em julho, 284 empregos foram abertos no setor eletroeletrônico informou hoje (17) a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). Isso, segundo a Abinee, demonstra recuperação do setor após quedas em maio (-373 vagas) e em junho (-888) .

 Desde julho do ano passado, 2.107 vagas foram abertas no setor. No entanto, 4.826 postos de trabalho fecharam nesse período. “Isto mostra que ainda estamos em processo de recuperação e temos um caminho longo para percorrer”, disse Humberto Barbato, presidente da entidade.

 A indústria elétrica e eletrônica emprega, atualmente, cerca de 234,8 mil pessoas de forma direta.
Fonte: Agência Brasil

Portaria libera R$ 24,3 milhões para ações de defesa civil em Maceió

Após cancelar a agenda prevista para a manhã de hoje (17) com pastores, em São Paulo, o presidente Michel Temer retornou a Brasília e participou da assinatura de portaria que libera R$ 24,3 milhões para ações de defesa civil em Maceió. O documento foi assinado na Base Aérea de Brasília com a presença do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, do ministro dos Transportes, Maurício Quintella, e do secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Newlton Ramlow.

 Os recursos serão usados em obras de construção de barreiras para conter encostas. Em maio, Maceió sofreu com fortes chuvas que provocaram mortes em decorrência de soterramentos, deixaram pessoas desabrigadas e causaram estragos na cidade. Na ocasião, a prefeitura decretou situação de emergência e estado de calamidade pública na capital alagoana. No final do mesmo mês, Temer vistou Maceió e se comprometeu com ajuda federal.

 O presidente Temer estava em São Paulo desde ontem (16) e o previsto na agenda era que participasse, às 9h30, de café da manhã com pastores que participam da 13ª Expo Cristã.
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Hemóveis fazem coleta de sangue e cadastro de medula em shoppings

Hemóveis seguem com atendimento no Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping

Ir ao shopping passear, fazer compras e, por que não, doar sangue? Até sexta-feira (18), as unidades móveis da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) atendem a população nos estacionamentos do Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping. Coleta de sangue e cadastro de medula óssea são realizados das 8h às 17h, com o objetivo de ampliar a reserva nos bancos de sangue que garantem o fornecimento para unidades de saúde.

 “É uma ação que visa aumentar o estoque de sangue e abastecer unidades de saúde para o benefício dos pacientes. Todos deveriam assumir esse compromisso social que, sem dúvida, salva vidas”, afirma a assistente social da Hemoba, Cátia Rocha.

 A doação também pode ser direcionada para algum paciente específico. No segundo dia do atendimento no Salvador Shopping, a vendedora Agda Sampaio levou um grupo de colegas de trabalho para fazer a coleta de sangue que será encaminhada ao irmão, internado há dois meses no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). “Como eu já tive câncer, não posso doar. No entanto, fiz uma campanha no meu trabalho convidando os colegas para contribuírem para a saúde do Gilberto. Eles abraçaram a ideia e vieram doar”, conta Agda.

 A técnica administrativa Aghatta Oliveira, que doa sangue há oito anos, é amiga de Agda e se voluntariou. Ela reconhece a importância do ato de solidariedade. “Comecei a doar por incentivo de amigos aos 18 anos e não parei mais. Faço doação de sangue uma vez por ano e, desta vez foi direcionada para o irmão de uma colega. Acho importantíssimo doar sangue porque você está contribuindo para a vida de outra pessoa”.

 Critérios para doar 

 Para doar sangue é muito simples. O interessado precisa estar bem de saúde, alimentado com itens de pouca gordura, estar há pelo menos 12 horas sem consumir bebida alcoólica e duas horas sem fumar, além de ter dormido no mínimo seis horas. Para quem fez tatuagem, exame de endoscopia ou colocou piercing é necessário um intervalo de um ano para voltar a doar.

 O peso também é critério de doação. A estudante Marina Prates tem menos de 50 kg, o que não a impediu de fazer sua parte. “Sempre quis doar sangue. Acho um ato nobre e nunca pude por causa do peso. Mas descobri que posso fazer o cadastro de medula óssea e contribuir se tiver demanda”, destaca.

 A partir de terça-feira (22), os Hemóveis atendem em frente à Catedral da Fé, na Avenida ACM, e na Unime, em Lauro de Freitas. Além dos caminhões da Hemoba, os voluntários podem se dirigir até a sede da fundação, no bairro de Brotas, ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE).

Estudantes da rede estadual conhecem Parque Tecnológico

Estudantes de escola estadual visitam Parque Tecnológico da Bahia.

A criatividade dos estudantes do 2º ano do curso técnico em administração do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães, em Alagoinhas, foi estimulada com uma visita ao Parque Tecnológico da Bahia, nesta quarta-feira (16). No parque, os alunos conheceram três empreendimentos, incluindo a Fiocruz e uma especializada na produção de games. Com 22 empresas incubadas, nove residentes e quatro instituições de ensino, o espaço é inteiramente voltado para a tecnologia e inovação. Escolas que quiserem levar os alunos para realizar a visita devem preencher o formulário no site da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

 A aluna Keith Dantas, 15 anos, conta que ficou bem empolgada com a visita. “Nós tivemos informações sobre estágios, sobre como trabalhar aqui dentro. Conhecemos três empresas, uma delas de games, área que eu gosto muito. Então eu fiquei bem interessada”. A colega Sâmara Araújo, 16, disse que, para quem estuda administração, o espaço é um celeiro de ideias. “Com essa visita nós podemos ampliar os projetos que temos na escola, para desenvolver na vida acadêmica e profissional”.

 A professora de iniciação à ciência do Colégio, Lurdes Ramos, explica que essa empolgação sentida pelas alunas é exatamente o objetivo da visita. “Essa atividade fomenta o desejo de continuar fazendo experiências na linha da ciência. Esses jovens vieram com expectativa de ampliar as informações na área da informática, da administração, e eles podem utilizar isso dentro da realidade deles, nos projetos que eles têm, para o bem da escola e depois para o bem do bairro onde eles estão inseridos”. 

Diretor de uma das empresas que foi visitada, Rafael Câmara informa que o empreendimento começou há seis anos, junto com o Parque Tecnológico, como uma empresa incubada. “Crescemos com o apoio da Fapesb. Hoje já sobrevivemos com nossa própria receita. Mas vamos concorrer a editais para novas ideias, é quando a gente cria coisas novas, ganha destaque e vai ser bom aparecer com outros projetos”. Sobre receber os alunos, ele disse que é importante colaborar com o desenvolvimento deles. “A gente dá dicas de como eles podem crescer, aparecer e evoluir no mercado e na sociedade. Isso para nós também é bem interessante”.

 De acordo com o coordenador do parque, Igor Galvão, o espaço está aberto para receber estudantes de ensino médio e profissionalizante, tanto de escolas públicas como privadas, além de universidades. “A intenção é popularizar e trazer a sociedade para mais perto da área de ciência e tecnologia. Os estudantes da rede pública são selecionados pelo programa do Governo do Estado, e ingressam aqui como estagiários”. Galvão informa ainda que, no próximo mês será aberto um edital para recepcionar novos projetos, nas áreas de biotecnologia, tecnologia da informação e comunicação e ainda engenharia.

Secretários do Turismo defendem união de esforços entre setores público e privado

A união de esforços dos estados e setor privado para consolidar a importância econômica da atividade turística foi um dos itens em debate no Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), nesta quarta-feira (16), em Brasília. O objetivo é alavancar o segmento, demonstrando sua capacidade de contribuição para o crescimento econômico.

 Representante da Bahia, o subsecretário do Turismo, Benedito Braga, reafirmou a convicção de que o setor é propulsor da geração de empregos. “A promoção dos destinos é uma das ferramentas deste processo que visa à expansão da atividade turística”, afirmou. “Fizemos chamamento a hoteleiros, operadores e companhias aéreas para que participem das 24 feiras internacionais e 38 nacionais onde a Bahia é divulgada em 2017”.

 Uma delas é a Abav - Expo Internacional de Turismo que chega à 45ª edição, entre os dias 27 e 29 de setembro, no Expo Center Norte (SP). No ano passado, o estande da Bahia foi um dos mais visitados da Abav – Expo Internacional de Turismo. Cerca de 70 parceiros do trade turístico do estado, da hotelaria ao receptivo, reforçaram a divulgação das 13 zonas turísticas baianas.

 O presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo, secretário Felipe Carreras (Turismo-PE), incluiu nas discussões aspectos relacionados à reformulação do modelo de atuação da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), em estudo pelo governo federal.

Jovens negros concluem formação de gestores culturais em Salvador

O Instituto Iris conclui a formação em gestores culturais do Projeto Ori em Salvador, a partir das 20h da próxima quinta-feira, 17, no Auditório da Faculdade de administração da Ufba. A iniciativa que tem coordenação pedagógica do Dr. Hélio Santos, um dos nomes mais ativos do movimento negro brasileiro, terá em seu encerramento o protocolo formal de conclusão com apresentações dos alunos atendidos. O projeto é apoiado pelo Fundo de Cultura do Estado da Bahia, das secretarias da Cultura e da Fazenda, através do Setorial de Formação e Qualificação em Cultura 2016.

 Desde abril, 299 jovens negros e pardos de 19 a 30 anos, ligados ao movimento negro e cultural, se inscreveram no Projeto ORI propondo ideias de como impactar positivamente as suas comunidades de Salvador, Ilhéus, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Santo Amaro. Na capital baiana, 30 jovens chegaram à etapa final e submeteram os seus projetos para aprovação, em um momento de celebração da formação e qualificação obtida.

 Durante esta semana estão sendo apresentados os picthes para banca de conclusão e obtenção de certificação, que será fornecida pela Ufba. Ao mencionar trecho do rapper Emicida, "Jamais volte para sua quebrada de mãos e mentes vazias", a jovem Ariane Santiago de 25 anos na finalização da apresentação do seu projeto, declarou que todos que participaram do Ori Projeto sairão com uma grande experiência para aplicar em suas comunidades.

 Após cinco meses de capacitação, em um total de 300h, o curso foi executado em 13 módulos: História da África e do Afrobrasileiros, Políticas Públicas para Igualdade Racial e de Gênero, Gestão da Cultura, Gestão do Conhecimento, Empreendedorismo, Introdução à Ciência e Tecnologia, Legislação para o Terceiro Setor, Economia Criativa, Gestão de Mídias e Redes Sociais, Marketing Social, Planejamento Estratégico, Elaboração de Projetos, Pesquisa Orientada. Além das aulas presenciais, ocorreram workshops e palestras. Em setembro será a vez da conclusão das turmas de Ilhéus e Feira de Santana, e no mês seguinte as de Vitória da Conquista e Santo Amaro.

 O superintendente de Promoção Cultural da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), Alexandre Simões avalia positivamente a iniciativa na formação de empreendedores culturais. “O curso atende aos ideais do setorial de Formação e Qualificação em Cultura, preparando jovens para lidar com questões sensíveis da cidadania, como as que envolvem gênero e raça. Certamente, esses jovens vão ampliar o debate e serão multiplicadores em suas comunidades de origem".

 Além do apoio do Fundo de Cultura o projeto conta com parcerias da Fundo Baobá, Instituto Brasileiro da Diversidade (IBD), Instituto Cultural Steve Biko, Instituto Mídia Étnica, Colégio Polivalente de Feira de Santana, Casa do Samba, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Universidade Federal da Bahia, Faculdade de Educação da Ufba, Universidade Estadual de Santa Cruz, Teatro Popular de Ilhéus, Fundação Cultural de Ilhéus, Núcleo Territorial de Educação de Vitória da Conquista, Coordenação da Igualdade Racial de Vitória da Conquista, e Secretaria de Ação Social de Feira de Santana.

Setor de franquias cresce 6,8% no trimestre, aponta associação

Pesquisa Trimestral de Desempenho de Franchising, divulgada hoje (16) pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), aponta que o mercado nacional de franquias teve um crescimento no faturamento no segundo trimestre deste ano de 6,8%, em comparação ao mesmo período do ano passado. A receita subiu de R$ 35,180 bilhões para R$ 37,565 bilhões. No semestre, o setor manteve um ritmo de crescimento nominal de 8%, passando de R$ 68,890 bilhões para R$ 74,428 bilhões.

 A gerente de Inteligência de Mercado da ABF, Vanessa Bretas, disse que embora a expansão no trimestre tenha sido menor que a registrada em igual período de 2016 (8,1%), a entidade considera que o resultado de 2017 foi melhor “porque a inflação deste ano foi bem menor que a do ano passado”.

 Segundo a gerente, as redes franqueadoras conseguiram ter um incremento considerável no volume de vendas das operações no período pesquisado. “O aumento do desempenho das operações já abertas puxou de maneira considerável esse resultado”, disse Vanessa. Contribuiu também para o resultado o quadro de inflação sob controle e de juros em queda. Houve ainda uma melhora relativa no Índice de
Confiança do Consumidor, que afetou não só o franchising, como o varejo de uma forma geral. 

Segmentos 

 Um segmento que se destacou no trimestre foi o de hotelaria e turismo, que teve um ano de 2016 difícil e conseguiu se recuperar, crescendo 10,1%. Esse ramo do franchising, segundo a ABF, se adaptou ao novo cenário imposto pela crise econômica e pelos novos modelos de negócio de economia compartilhada, com destaque para as operações virtuais.

 Outro segmento com bom desempenho foi o de saúde, beleza e bem-estar, que mostrou variação de faturamento de 9,4%. Esse segmento tem inovado em modelos de negócios, disse Vanessa Bretas. As redes franqueadoras têm investido na venda direta porta a porta, “sempre conciliando com seus franqueados”.
Fonte: Agência Brasil

Primeiro semestre de 2017 teve mais de 9 milhões de novos deslocados no mundo

Refugiados na fronteira da Grécia

Os conflitos armados, a violência e os desastres naturais causaram mais de nove milhões de novos deslocados no mundo na primeira metade deste ano, segundo dados publicados nesta quarta-feira (16) pelo Centro de Monitoramento do Deslocamento Interno (IDMC, na sigla em inglês), organização ligada ao Conselho Norueguês para Refugiados (NRC – Norwegian Refugee Council).

 De todas essas vítimas, 4,6 milhões fugiram por causa de conflitos, número que no ano passado só foi atingido em setembro. A informação é da agência EFE.

 A República Democrática do Congo (RDC), cuja região central se transformou em um novo foco de violência, é o país que gerou mais novos deslocados, praticamente um milhão apenas nos primeiros seis meses desse ano. Com isso, o número total de deslocados na RDC, onde o conflito já se expandiu para oito das 26 províncias do país, soma cerca de 3,7 milhões de pessoas, o que configura a pior situação da África.

 De volta a Mossul

 No Iraque, onde uma longa ofensiva militar conseguiu retomar a cidade de Mossul após três anos sob controle do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), houve quase 1 milhão de deslocados internos. O IDMC considera que a ampla destruição provocada na parte oeste da cidade atrasará muito o retorno dos que tiveram que fugir. Mais recentemente, os combates em Kirkuk, no norte do Iraque, entre o exército iraquiano e o EI, que mantém o controle de áreas desta província, levaram ao deslocamento de mais 37 mil pessoas.

 Já na Síria foram registrados 692 mil deslocados, pois, apesar de várias tentativas de cessar-fogo negociadas por diferentes atores, os enfrentamentos entre forças governamentais e rebeldes se intensificaram. Além disso, a ofensiva contra o EI continua em Raqqa, cidade que o grupo terrorista declarou como a capital síria do seu autoproclamado califado.

 Segundo o Centro de Monitoramento do Deslocamento Interno, as Filipinas são o quarto país com a situação mais grave, com 466 mil casos, devido ao conflito na ilha de Mindanao, e na cidade de Marawi e arredores, de onde teriam saído 350 mil pessoas.

 Seguem na lista de países com os números mais altos de novos deslocamentos entre janeiro e junho desse ano a Etiópia (213 mil), a República Centro-Africana (206 mil), o Sudão do Sul (163 mil), a Gâmbia (162 mil), o Afeganistão (159 mil), a Nigéria (142 mil), o Iêmen (112 mil) e a Somália (70 mil).

 Por sua vez, 350 desastres, de menor ou maior proporção, causaram 4,5 milhões de novos deslocados e, ainda que este número só represente metade do que foi registrado no ano passado para o mesmo período, não se pode minimizar sua gravidade, já que a época das monções no sul e sudeste da Ásia apenas começou, assim como o período de furacões na América.

 "Portanto, esses números podem aumentar exponencialmente, como em anos anteriores", advertiu o IDMC. As situações mais graves ocorreram em inundações na China e por conta de um ciclone em Bangladesh. Também foram registrados grandes deslocamentos nas Filipinas, no Peru e no Sri Lanka, devido a desastres naturais.

 "Isto nos mostra que os padrões previsíveis do clima podem causar elevados números de novos deslocamentos ano após ano, o que por sua vez indica que não se investe o suficiente para reduzir a vulnerabilidade das populações", comentou a responsável da investigação, Bina Desai.
Fonte: Agência Brasil

Contran antecipa implementação da carteira de motorista eletrônica

Brasília - Contra fraude, a nova Carteira de Habilitação com o QR Code foi divulgada pelo Ministério das Cidades e pelo Departamento Nacional de Trânsito (José Cruz/Agência Brasil)

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu antecipar a implantação, pelos estados, da nova Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). Por meio de uma pequena alteração no texto legal em vigor desde julho deste ano, o conselho responsável por regulamentar as normas de trânsito estabeleceu que os órgãos estaduais devem implantar o novo sistema até 1º de fevereiro.

 Pela Resolução 684, de 25 de julho, os órgãos e entidades de trânsito dos estados e do Distrito Federal deveriam estar aptos a fornecer e fiscalizar a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica a partir de 1º de fevereiro de 2018. Já a Resolução 687, publicada no Diário Oficial da União de hoje (16), estabelece que os estados devem estar aptos a fazê-lo até 1º de fevereiro de 2018.

 Segundo a assessoria do Ministério das Cidades, pasta responsável por coordenar o Sistema Nacional de Trânsito, a antecipação foi aprovada em virtude da conclusão do aplicativo para aparelhos do tipo smartphone. Com a mudança, os departamentos de Trânsito (Detrans) podem começar a testar a emissão do documento digital - que será opcional, uma vez que a habilitação impressa continuará a ser emitida.

 O aplicativo desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) permitirá aos motoristas terem acesso ao arquivo digital da CNH por meio de seus próprios telefones celulares. O documento digital terá a mesma validade da habilitação física, que continuará sendo emitida aos condutores que a solicitarem aos departamentos de trânsito estaduais.

 Os agentes de trânsito poderão checar os dados dos documentos por meio do mesmo aplicativo, que fará a leitura do QRCode (do inglês, Código de Resposta Rápida). Assim, o condutor que tiver aderido ao modelo digital poderá apresentá-lo a qualquer autoridade de trânsito, evitando multas caso tenha esquecido ou perdido o documento impresso.

 “Os Detrans que tiverem interesse já podem iniciar seus testes e se adequarem, com antecedência, à data prevista para entrada em vigor da [nova] resolução, 1º de fevereiro”, informou o Ministério das Cidades, acrescentando ainda não ter um diagnóstico sobre os preparativos estaduais para implementar o sistema, ainda em fase de testes.

 Um projeto-piloto começa a funcionar no próximo mês, em Goiás. Escolhido para o desenvolvimento da experiência, o estado deve começar a disponibilizar a CNH-e a todos os motoristas que solicitarem permissão provisória, renovação, adição de categoria e emissão de segunda via a partir do próximo mês. Junto à versão digital, os interessados continuarão recebendo o antigo modelo, impresso. Segundo o Detran-GO, o novo sistema não acarretará qualquer mudança na rotina dos cidadãos, nem gerará custos adicionais aos motoristas.
Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Curso técnico de nível médio em Administração tem aula inaugural


Os 150 alunos do novo curso técnico de nível médio em Administração, ofertado pela rede estadual, participaram da aula inaugural, nesta terça-feira (15), no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Empreende Bahia, no bairro de Água de Meninos, em Salvador, onde foram abertas cinco turmas, no turno vespertino. Os estudantes foram recebidos pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, e pelo superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia (Sebrae), Jorge Khoury. O Sebrae é parceiro da Secretaria da Educação do Estado na promoção do curso, cuja metodologia é a adotada pela Escola de Formação Gerencial (EFG), que visa a formação empreendedora e cidadã do estudante.

 O secretário Walter Pinheiro falou sobre a importância da parceria para o fortalecimento da Educação Profissional e Tecnológica na Bahia, que hoje atende a 160 municípios, com a perspectiva de, até 2018, incluir 50 mil jovens no Programa Jovem Empreendedor. “O mais importante deste processo é a boa parceria com o Sebrae, considerando toda a sua expertise que tem na área, para que a gente possa estabelecer, cada vez mais, esta sinergia entre a escola e o caminho vocacional, a cidade, o traço e a identidade cultural de cada canto, bem como as expectativas das pessoas que frequentam as nossas escolas. Somaremos esforços para que possamos estabelecer no Estado, cada vez mais, cursos como este, com a expectativa de consolidarmos uma política pública inserida no contexto educacional”, afirmou.

 Estudante do curso técnico inaugurado, Rodrigo Silva, 22, conta que concluiu o Ensino Médio e estava desempregado. “Era uma situação que estava me incomodando muito. Então, resolvi me capacitar por meio de um curso técnico para que, em um futuro breve, eu possa colocar o meu próprio negócio e sobreviver dele”. Também presente à aula inaugural, Geisa Cruz, 21, fala sobre a sua expectativa com o curso. “Quero ganhar conhecimentos em empreendedorismo durante o período do curso e, em seguida, fazer vestibular para o curso superior de Administração e me especializar na área”, planeja a estudante.

 Ex-estudante do mesmo curso oferecido pelo Sebrae de Minas Gerais, o hoje empresário Frederico Amorim, 27, convidado a relatar a sua experiência na aula inaugural, disse que, graças à oportunidade que abraçou, conseguiu se afirmar profissionalmente, depois de várias tentativas fracassadas de montar o seu próprio negócio. “Vim da favela, onde perdi muitos amigos para o crime. Não queria isto para mim. Fiz algumas tentativas de sobreviver do meu próprio trabalho, mas, por falta de capacitação, tive três negócios falidos. Decidi, então, procurar o Sebrae para aprender a empreender e transformar a vida. Hoje, sou orgulho na minha casa, porque abri o Mix Lanche, faço coffee break para empresas e me considero estabelecido, graças à Educação, que transforma vidas”.

 O superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, destacou, também, o significado da parceria. “O secretário Walter Pinheiro tem tido uma preocupação de buscar sair um pouco da teoria e criar oportunidades, através de ensinamentos práticos. Não tenho dúvidas de que o Sebrae, pela sua capacitação, sua história e seu objetivo, será um grande parceiro nesta e em outras ações. Estou certo de que esta é a primeira turma de muitas outras que serão criadas, a partir desta parceria”, afirmou, explicando que o método adotado pela Escola de Formação Gerencial (EFG) foi idealizado e implantado há 20 anos pelo SEBRAE de Minas Gerais.

 A diretora do CEEP Empreende Bahia, Salomé Pinto, falou da nova etapa da instituição, a partir do novo curso técnico, entre os já existentes: Cozinha, Alimento, Panificação, Guia Turístico e Nutrição Dietética. “O curso que estreamos agora vai proporcionar ao jovem se inserir no mundo do trabalho, montando o seu próprio negócio e modificando o seu território”. O curso técnico de Administração beneficia pessoas entre 16 e 29 anos, que já concluíram o Ensino Médio.

Ampliação de rede de água em Canarana beneficia 2 mil moradores

Assinatura de OS da Restauração e Pavimentação em TSS da BA 046 – Canarana – Barro Alto

O governador Rui Costa, inaugurou, nesta terça-feira (15), em Canarana, no centro norte baiano, a extensão da rede de água que abastece as localidades de Umburanas do Querer, Lagoa Velha, Lagoa Nova e Lagoa Funda. O investimento foi de R$ 1,7 milhão, em 23,5 quilômetros de rede de distribuição, com execução de 780 ligações domiciliares que levarão água tratada para 2.660 moradores.

 Na ocasião, o governador também anunciou a licitação para construção do sistema de esgotamento sanitário. "Assim como eu entendo que água é vida, esgoto também, apesar de ter sido ignorada por outros governantes, por ficar escondida embaixo da terra, é uma obra essencial", afirmou Rui. O investimento da obra será de R$14 milhões.

 Segundo o titular da Secretaria de Infraestrutura e Saneamento (Sihs), Cássio Peixoto, “o sistema de esgotamento é um projeto elaborado pela embasa e em até seis meses daremos início a essa obra tão importante para a cidade. Acredito que trabalhando com a oferta de água e de esgotamento, estamos levando saúde para a população.

 Ainda em Canarana, Rui Costa assinou ordem de serviço para o início das obras de restauração e pavimentação da BA-046, no trecho que vai até o município de Barro Alto. Serão investidos R$ 3 milhões em 18,5 quilômetros de rodovia, que beneficiarão 110 mil habitantes das duas cidades, além dos municípios de Barra do Mendes, Ibipeba, Lapão e Souto Soares.

 A recuperação da rodovia deve ser concluído em quatro meses. "Esse investimento vai melhorar as condições de trafegabilidade da rodovia e trazer mais conforto para a população", destacou o governador, após assistir à missa em homenagem à Nossa Senhora do Patrocínio, padroeira de Canarana.

 “Esta é uma obra que já havíamos começado e a empresa licitada reincidiu o contrato. Agora, vamos reiniciar o processo, que já contou com a construção de uma ponte na entrada de Canarana. Daqui a quatro meses, a rodovia será entregue toda restaurada para a população. É mais uma obra do programa de estradas do governador Rui Costa. No próximo ano, teremos cinco mil quilômetros de estrada já recuperadas e em recuperação”, afirmou o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.

 Mais ações 

 Rui celebrou ainda dois convênios na área agrícola, no valor de R$ 338 mil e participou da inauguração da obra de ampliação e reforma do Hospital Municipal. A unidade ganhou oito novos leitos, passando a disponibilizar 32 no total. Também foram entregues um centro cirúrgico, novos equipamentos hospitalares e uma nova sala de Raio-X.

Agentes que irão atuar no Pelc-Bahia passam por capacitação


Com a participação de 12 coordenadores e 84 agentes sociais, teve início, na manhã desta terça-feira (15), a formação da segunda turma que irá trabalhar na execução do Programa de Esporte e Lazer da Cidade (PELC), lançado na segunda (14), pelo governador Rui Costa. A capacitação desse grupo, feita por três professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), segue até esta quinta (18), no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas (Praia de Ipitanga), na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 Os coordenadores e agentes sociais integram núcleos que irão funcionar em Salvador e nos municípios metropolitanos de Lauro de Freitas, Camaçari, São Sebastião do Passé e também Alagoinhas. Ao todo, serão 12 espaços instalados no polo denominado Salvador B e RMS, sendo cinco na capital (nos bairros Fazenda Coutos, Uruguai, Liberdade, Vale do Matatu e Vasco da Gama), três em Lauro de Freitas e as demais localidades com um núcleo cada.

 Entre os dias 10 e 12 deste mês, aconteceu, também no CPJ, a formação da primeira turma de profissionais que irão atuar em outros 12 núcleos exclusivamente em Salvador, nos bairros Alto do Peru, Aflitos, Campinas de Brotas, Cosme de Farias, Engenho Velho da Federação, São Gonçalo, Cajazeiras, Lobato, Mata Escura, Santo Inácio e Plataforma, este último com atendimento em dois núcleos.

Pelc-Bahia

 Realizado pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre), por meio da Superintendência de Desporto da Bahia (Sudesb), em parceria com o Ministério do Esporte, via convênio no valor de R$ 18,2 milhões, o Programa Esporte e Lazer da Cidade tem o objetivo de oferecer a prática de atividades físicas, culturais e de lazer a 40 mil pessoas de todas as faixas etárias, em 100 núcleos distribuídos em 78 municípios baianos.

 A ação vai proporcionar aos participantes, durante 20 meses, atividades esportivas, culturais de lazer, atendendo pessoas com ou sem deficiência, buscando estimular a convivência social nas comunidades e municípios. O Pelc contempla atividades de alongamento, caminhada, ginástica; vôlei, handebol, basquete, futebol e futsal; karatê, judô, jiu-jitsu, hapkido, natação e canoagem;música, coral teatro, artesanato, filmes/fotografia, dança, capoeira, leitura infantil e brinquedoteca; recreação, dama e xadrez.

 Cada um dos 100 núcleos do programa atenderá a 400 pessoas. As atividades com a população iniciam logo após o encerramento da capacitação dos 712 profissionais envolvidos. Ao todo, serão dez blocos de formação, estando o último programado para o município de Itabuna e região, entre os dias 16 e 18 de setembro. Saiba mais no site da Sudesb.

Indústria cacaueira amplia atividades na Bahia e gera 500 empregos


A Bahia é o único estado brasileiro no qual se processa o cacau. Por isso, é atrativa para grandes empresas como a Olam, que opera em mais de 70 países e anunciou, nesta terça-feira (15), a ampliação das atividades em Ilhéus. Serão R$ 150 milhões em novos investimentos, que vão gerar mais 75 novos empregos, totalizando cerca de 500 no estado.

 Para firmar parceria entre o Governo do Estado e a indústria, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner e o vice-presidente da Olam, Srinivasan Kimdambi, assinaram o protocolo de intenções que dobra a produção atual. Serão mais de 80 mil toneladas por ano de cacau, que deverão ser distribuídas no Brasil e no mundo, em produtos variados como o líquor, torta, manteiga e pó de cacau.

 “Temos recebidos diversos empresários dispostos a investir na Bahia, ampliando ou instalando novos empreendimentos, porque enxergam o potencial econômico do Estado. Estamos trabalhando para duplicar estradas e construir novos portos de escoamento”, explicou Wagner.

 A Olam possui diversos negócios na Bahia, como a maior fazenda de pimenta do reino do mundo, em Porto Seguro, e também assume mundialmente a vice-liderança nas exportações de café, com a fazenda sediada em Luís Eduardo Magalhães. A intenção da empresa é expandir e diversificar produtos. “Para isso investimos R$ 5 milhões em um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos em Ilhéus", comentou o vice -presidente da multinacional, Kimdambi.

 Em 2016, o país produziu 146.998 toneladas de cacau e, desse total, 68,9% foi frutificado no sul da Bahia, o que representa 101,308 toneladas, segundo a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). A expectativa é chegar a 274 mil toneladas em 2017, 28% a mais que a safra de 2016. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Inscrições abertas para oficinas gratuitas da Escola Olodum em Candeias

Estão abertas as inscrições para oficinas gratuitas da Escola Olodum, para os jovens do município de Candeias. Jovens de 15 a 21 anos podem se inscrever para cursos de percussão samba-reggae, dança afro, tranças e turbantes. A Oficina faz parte do Projeto Escola Olodum: Pela Paz e Pela Vida - Educação, Cultura e Cidadania nas Comunidades.

 Uma iniciativa da Secretaria de Justiça Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com o bloco afro Olodum, as oficinas serão para 120 jovens, sendo 60 vagas para percussão, 30 para tranças e turbantes e mais 30 para dança afro. As aulas acontecerão entre os dias 21 e 23 de agosto, com carga horária de 12h.

 Para se matricular, os interessados devem se dirigir à Secretaria de Cultura e Turismo do município, situada na Rua Wanderley Araújo Pinho, s/nº, Bairro Pitanga, das 09h às 16h, portando original e cópia do RG e CPF do candidato e do responsável (no caso de menor de 18 anos), foto 3x4, comprovante de residência e comprovante de matrícula ou boletim da rede pública de ensino. As inscrições vão até essa sexta-feira (18).

 A ação da SJDHDS, que integra o Programa Pacto pela Vida, é promovida por meio do Estatuto da Igualdade Racial, em articulação com a Casa Civil e a Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi). O projeto utilizará o poder da mobilização e conscientização dos tambores do Olodum como ferramenta estratégica para fornecer noções sobre cultura, cidadania, autoestima e defesa de direitos, também integra as ações da campanha Paz Absoluta (Olodum) e do Plano Juventude Viva.

Agricultura estima em R$ 535,4 bilhões valor bruto da produção agropecuária

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2017 está estimado em R$ 535,4 bilhões, segundo novo estudo da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), divulgado hoje (15). O valor, calculado com base nas informações de julho, é 4,5% maior do obtido no mesmo mês em 2016, de R$ 512,5 bilhões.

 Segundo o Mapa, o resultado das lavouras corresponde a R$ 367,9 bilhões, o que representa um aumento de 10,2% em relação a 2016. Já a pecuária, com R$ 167,5 bilhões, teve um recuo de 6,3% em relação ao ano passado.

 O valor final de 2017 deve ser próximo a esta estimativa já que o ano agrícola está quase encerrado para a maior parte das lavouras.

 Na agricultura, o destaque este ano é para a safra recorde de grãos, estimada em 238,2 milhões de toneladas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e de 242,1 milhões segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O VPB, na análise do ministério, deve-se mais à produtividade do que aos preços ou aumento de área plantada.

 Entre os produtos que com resultados mais favoráveis, destacam-se o algodão, com aumento real de 75,6%, cana de açúcar (46,4%), laranja (25,2%), milho (19,3%) e soja (2,3%). O valor da produção de soja, de R$ 115,6 bilhões, corresponde a 31,4% do VBP total, mas, segundo o estudo, houve anos em que a participação foi maior, como em 2015 e 2016.

 Banana, batata-inglesa, cacau, cebola, feijão e maçã vêm apresentando desempenho menos favorável na comparação com o ano passado, com preços menores na comparação com 2016. Em alguns, como café e trigo, há uma combinação de preços mais baixos e quantidades também menores.

 Na pecuária, carne bovina, frango e ovos registraram queda de preços, o que resulta em uma redução do faturamento dessas atividades. Suínos e leite são os principais destaques. Eles têm se beneficiado de aumento de preços ao produtor.
Fonte: Agência Brasil

Cientistas descobrem substância que pode bloquear produção do vírus Zika

Pesquisa Zika Culex Fiocruz

Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco descobriram uma substância que pode bloquear a produção do vírus Zika em células epiteliais e neurais. O estudo a respeito da 6-metilmercaptopurina ribosídica (6MMPr) foi publicado na última sexta-feira (11) na revista International Jornal of Antimicrobial Agents, mas a instituição divulgou hoje (15) a descoberta.

 A substância atua contra o tipo de zika que circula no Brasil. Os testes foram realizados in vitro pelo Departamento de Virologia e Terapia Experimental da Fiocruz Pernambuco. Em mais de 99% dos testes a produção do vírus diminuiu com a 6MMPr, usando diferentes dosagens e tempos de reação. 

O estudo também identificou que a 6MMPr é menos tóxica para as células neurais, uma boa notícia para futuros tratamentos de infecções no sistema nervoso. “Diante das manifestações neurológicas associadas ao vírus Zika e os defeitos congênitos provocados pelo mesmo, o desenvolvimento de antivirais seguros e efetivos são de extrema urgência e importância”, afirma o coordenador da pesquisa, Lindomar Pena, conforme texto enviado pela Fiocruz.

 A investigação da substância começou há um ano, financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe). O próximo passo da pesquisa é uma avaliação in vivo, ou seja, feita em um organismo vivo.
Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Estudantes expõem obras de arte em shopping center


A arte ultrapassou os muros do Colégio Estadual Daniel Lisboa, localizado no bairro de Pau da Lima, em Salvador. Estudantes da 5ª a 8ª série apresentam 38 pinturas na Expo Arte Biomas Brasileiros, na loja 116, no primeiro andar do Shopping Center Lapa, na Piedade, das 9h às 21h, até sábado (19). A mostra é composta por quadros que remontam à arte rupestre (representações artísticas pré-históricas realizadas em paredes e tetos de cavernas) até expressões mais contemporâneas da pintura. Os trabalhos foram realizados durante a primeira unidade, dentro do Programa Mais Educação. 

Empolgados, os estudantes destacam a emoção de, pela primeira vez, terem as suas obras expostas em um lugar público, com direito à visitação de pessoas que não fazem parte do universo escolar. “É uma sensação muito boa saber que os frequentadores de um shopping estão visitando a nossa exposição de arte. É um reconhecimento importante do nosso trabalho, o que me deixa muito feliz e animada para produzir outros quadros”, conta Marcele Pereira, 13 anos, estudante da 6ª série. Ela acrescenta a grande flor vermelha, protagonizando a tela, tem um significado voltado ao seu interesse pela preservação da natureza e suas belezas.

 A professora de Arte, Lívia Maria dos Santos, atesta a empolgação dos estudantes e explica o objetivo da exposição. “Este trabalho de arte contribuiu para que nossos estudantes abrissem os horizontes para ampliar o seu repertório artístico e a exposição, por sua vez, está proporcionando a eles um aumento de autoestima. Através das pinturas, eles abordam diversas temáticas, sempre buscando o olhar crítico e sensível, explorando as possibilidades de expressão e interpretação da nossa diversidade cultural”, ressalta.

 Já diretora do colégio, Rany Carneiro, comenta que os visitantes estão tão encantados com as obras que chegam a perguntar o valor, achando que estão sendo comercializadas. “Diante disso, nos empolgamos e vamos levar uma urna para o local da exposição para que os visitantes para que eles escolham as obras que deverão ser inscritas na próxima edição do projeto estruturante Artes Visuais Estudantis [AVE], da Secretaria da Educação do Estado”, revela. Além da mostra de pintura, os estudantes estão realizando uma exposição de fotografias para contar a história da unidade escolar, que atualmente está “reformada e mais bonita”, como disse a gestora.

Feira leva serviços de cidadania às pessoas em situação de rua em Feira de Santana

O Programa Corra pro Abraço realiza na próxima sexta-feira (18), no âmbito do 19 de agosto, Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, a feira 'Saúde e Cidadania em Feira de Santana'. Das 9h às 16h, na praça Kalilândia, no centro de Feira de Santana, a atividade levará às pessoas em situação de rua diversos serviços de saúde, justiça, assistência social, entre outros.

 A feira tem como objetivo dar visibilidade à luta da população em situação de rua, buscando denunciar as políticas higienistas, assim como as violações de direitos que acometem estas pessoas. “O evento partiu da oportunidade de aproveitar a data marco para construir esta proposta com os equipamentos que atuam com pessoas em situação de rua, no intuito de fortalecer os trabalhos conjuntos e dar visibilidade para estas pessoas invisibilizadas em níveis local e nacional. Participam organizações da rede de atenção e cuidado do estado, município, sociedade civil organizada e acadêmica”, destaca o supervisor do Corra pro Abraço em Feira de Santana, Matheus Barros.

 Serão oferecidos os seguintes serviços: distribuição de insumos e explicações sobre saúde bucal; teste rápido para HIV, sífilis e hepatites virais e tuberculose; distribuição de panfletos sobre saúde materna e prevenção de DSTs; aferição de pressão e glicemia, aplicação de vacinas e realização de curativos; apresentações dos serviços municipais voltados para pessoas em situação de rua; apresentações teatrais, musicais e jogos de tabuleiro e atendimento e orientações jurídicas.

 A atividade ocorre ainda em memória ao 'Massacre da Sé', em que 15 pessoas foram atacadas enquanto dormiam nas ruas da praça da Sé, em São Paulo, em 2004; sete delas morreram. Posteriormente, em 23 de maio de 2005, uma testemunha do massacre foi morta por policiais militares.

 O Corra pro Abraço é uma iniciativa coordenada pela Superintendência de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (Suprad), da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Tem como objetivo promover cidadania e garantir direitos de pessoas que fazem uso abusivo de drogas em contextos de vulnerabilidade, ou afetadas por problemas relacionados a criminalização das drogas, baseado nas estratégias de Redução de Danos físicas e sociais.

Bahia comemora saldo positivo na geração de empregos em julho

A Bahia apresentou resultado positivo na geração de empregos formais no mês de julho. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (Sei), o estado criou 847 postos de trabalho com carteira assinada durante o período, com 45.302 admissões.

 Para a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, o desempenho é animador e teve a contribuição decisiva do Governo do Estado, que vem realizando grandes investimentos públicos e fortalecendo serviços essenciais, como o da rede SineBahia. “O governador Rui Costa tem sido muito determinado no sentido de erguer a Bahia, de abrir novas oportunidades para as trabalhadoras e os trabalhadores do estado. Portanto, nós estamos celebrando essa conquista e aceitando o desafio de continuar trabalhando para manter e ampliar os postos de trabalho para a população baiana”, destacou a gestora.

 Os cinco segmentos que contabilizaram saldos positivos foram: Serviços, com mais 1.726 postos, Indústria de Transformação, com novos 918 postos de trabalho, Construção Civil, com mais 590 postos, Administração Pública, com mais 202 postos e Extrativa Mineral, com novos 62 postos.

Hackathon apresenta soluções tecnológicas para mobilidade urbana e trabalho


Realizada pela primeira vez na Bahia, a Campus Party, que terminou neste domingo (13), rendeu bons frutos. Entre os destaques, soluções inovadoras para as áreas de mobilidade urbana e trabalho que foram desenvolvidas no Hackathon Desafios Bahia, maratona tecnológica realizada pelo Governo do Estado dentro da programação do evento.

 De acordo com a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, as propostas elaboradas durante o concurso vão qualificar as políticas públicas em execução. “O hackathon foi uma experiência muito bacana, uma oportunidade para a juventude apresentar alternativas que melhorem efetivamente o trabalho do Sinebahia, nosso sistema de intermediação de mão de obra, unindo tecnologia, inovação e muita criatividade. Estamos muito satisfeitos com as soluções apresentadas”, destacou Olívia.

 As melhores soluções da competição foram premiadas na noite de sábado (12). Dentro da temática do trabalho, o primeiro lugar na disputa foi para a plataforma ‘Emprega’, criada pelo grupo de estudantes de Sistema de Informação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), composta por Icaro Leite, José Diogo, Kevin Oliveira, Juliana Santana e a designer Ana Amélia Campos. Eles criaram uma plataforma web para o SineBahia e para empresas que buscam profissionais, e outra mobile para as pessoas que procuram uma vaga no mercado. “O nosso diferencial foi que a gente não pensou como uma empresa, mas buscamos uma solução social que tornasse o processo de intermediação mais integrado, ágil e eficaz, utilizando o conceito de match, semelhante ao aplicativo Tinder. É a primeira experiência em um hackathon para todos os integrantes da equipe e estamos muito felizes com o resultado”, destacou Icaro Leite.

 Intitulado ‘Vagas Fácil’, o aplicativo do grupo do desenvolvedor web, Gabriel Garcia, de Vitória, no Espírito Santo, conquistou o segundo lugar na maratona. “A gente virou a noite trabalhando para apresentar uma alternativa com uma métrica mais eficaz de combinação entre empregado e empregador, evitando assim a reprovação e dispersão dos candidatos por conta da incompatibilidade de informações”, explicou Gabriel, que elaborou a proposta em conjunto com Davi Peyroton, Cimara Souza, Abdias Montalvão e Daniel Peixoto.

 Também estreante em hackathons, a equipe formada pelos estudantes de Engenharia da Computação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Gabriel Miranda, Ricardo Nogueira, Ícaro Reis e Cleybson Cardoso, levou o terceiro lugar com o aplicativo ‘Bahia Empregos’. A solução permite ao empregador ranquear as qualidades mais importantes para determinada vaga e aos candidatos detalhar informações de relevância, como certificações e experiências profissionais. “O aplicativo faz o cruzamento dessas informações e com isso é possível realizar encaminhamentos mais assertivos. Em caso de reprovação, a empresa também precisa dar um feedback para que o profissional possa identificar suas deficiências e buscar aprimoramento”, contou Gabriel Miranda.

 Premiação

 Na área de mobilidade, os primeiros colocados foram, respectivamente, os projetos BusApp, Move e GoBahia. Os três projetos vencedores de cada um dos temas (trabalho e mobilidade urbana) foram premiados com ingressos e camping para a edição nacional da Campus Party, que acontecerá em São Paulo, incluindo o custeio das passagens aéreas.

 Os participantes que ficaram com o primeiro lugar também foram contemplados com mentoria, coworking e aceleração, oferecidos por instituições e empresas parceiras da maratona de programação. As equipes classificadas em segundo e terceiro lugar foram premiadas conforme previsto no regulamento.

Saúde no interior é reforçada com a entrega de 22 ambulâncias


Vinte e duas novas ambulâncias vão reforçar a saúde pública no interior da Bahia. Nesta segunda-feira (14), o governador Rui Costa realizou a entrega das chaves dos veículos para os prefeitos dos municípios contemplados. Realizada no estacionamento da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, a cerimônia reuniu autoridades das esferas municipal e estadual.

 De acordo com Rui, as ambulâncias reforçam outros investimentos do governo no interior do estado. “Esse é um apoio do Governo do Estado, por meio dos nossos deputados, que colocaram emendas parlamentares para ajudar os municípios. As entregas reforçam a saúde, assim como os consórcios de saúde firmados para a construção de policlínicas, os apoios que estamos dando para os postos de saúde e a montagem dos consultórios dentários. É uma corrente do bem a favor da saúde”, afirmou. 

Foram beneficiados os municípios de Anguera, Apuarema, Cabaceiras do Paraguaçu, Caém, Camacan , Caravelas, Carinhanha, Cícero Dantas, Cipó, Conde, Itatim, Ibicaraí, Ipecaetá, Itacaré, Itaetê, Jandaíra, Mulungu do Morro, Nazaré, Nova Fátima, Ponto Novo, Seabra e Tanque Novo.

 No evento, o governador ainda enumerou ações de saúde previstas para setembro. “Vamos inaugurar as primeiras policlínicas regionais – nas regiões de Guanambi, Irecê, Jequié e Teixeira de Freitas – e também os dois grandes hospitais regionais. Primeiro, será o Hospital da Chapada Diamantina, que fica em Seabra, onde já estamos instalando os primeiros equipamentos, e o Hospital Regional da Costa do Cacau fica na cidade de Ilhéus”, informou.

 As 22 ambulâncias representam um investimento de R$ 1,8 milhão, com recursos estaduais. A iniciativa é resultado de emenda dos deputados Alan Castro, Alex Lima, Ângela Sousa, Eduardo Salles, Euclides Fernandes, Fabíola Mansur, Jânio Natal, Joseildo Ramos, Luiz Augusto, Manassés, Marcelino Galo, Marcelo Nilo, Maria Del Carmen, Nelson Leal, Neusa Cadore, Paulo Rangel, Reinaldo Braga, Robinho, Rogério Andrade, Vitor Bonfim, Zé Neto e Zé Raimundo.

 Com a cerimônia desta segunda (14), chega a 183 o número de veículos para a saúde entregues pelo Governo do Estado em 2017.

Vendas para o Dia dos Pais crescem 2,5% após dois anos de queda, indica Serasa

As vendas realizadas na semana do Dia dos Pais deste ano (de 7 a 13 de agosto) cresceram 2,5% em 2017 em relação à semana do mesmo feriado do ano passado (8 a 14 de agosto), após dois anos consecutivos de queda, segundo a Serasa Experian. Considerando apenas o período de sexta a domingo, a alta foi de 1,3% em todo o país, na comparação com o ano de 2016.

 Na cidade de São Paulo, as vendas realizadas na semana do Dia dos Pais subiram 1% ante a mesma semana do ano passado. Entre a sexta e o domingo deste ano, a alta foi de 3,9%, em relação ao período equivalente do ano passado.

 Segundo avaliação dos economistas da Serasa Experian, a queda na inflação, a redução dos juros e o ingresso dos recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) contribuíram para o resultado positivo nas vendas do Dia dos Pais após dois anos de retração.
Fonte: Agência Brasil

Superávit recorde é sinal de recuperação econômica, diz ministro

O ministro da Indústria e Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, disse hoje (14) que os resultados da balança comercial brasileira mostram que a economia está melhorando. No último mês de julho, o Brasil teve o maior superávit da série histórica, de US$ 6,3 bilhões. No acumulado dos primeiros sete meses do ano, a balança teve superávit de US$ 42,5 bilhões.

 Pereira destacou que os números, de janeiro a julho, estão em contexto de aumento de 19% nas importações e de 7% nas exportações. “O que mostra, claramente, que a economia volta a reagir e crescer”, afirmou o ministro, durante evento na Confederação Nacional da Indústria, em São Paulo.

 A partir dos resultados, o governo elevou de US$ 55 bilhões para mais de US$ 60 bilhões a estimativa de superávit da balança comercial para 2017. Caso se confirme, o resultado será o maior anual da série histórica, superando o saldo positivo recorde de US$ 47,5 bilhões verificado em 2016. 

Para fortalecer o comércio exterior, Pereira disse que o Brasil está investindo em acordos comerciais, como a tentativa de “reaproximação” com os países da Aliança do Pacífico (México, Colômbia, Peru e Chile) e uma negoaciação para ampliar as parcerias com a Índia.

 Desburocratização

 O ministro disse ainda que espera consolidar o processo para reduzir o tempo de abertura de empresas nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro e, então, expadir a proposta para outras partes do país.

 “Estamos trabalhando para que, em São Paulo e no Rio de Janeiro – que são as duas cidades onde o banco mundial faz a aferição do relatório do e-business – possamos diminuir o tempo de abertura de empresas de, na média, 117 dias para 7 dias. Isso já é uma realidade em ambas as cidades e, depois, vamos estender isso para as demais unidades da federação”, afirmou Pereira.
Fonte: Agência Brasil

Mercado financeiro eleva para 3,5% projeção de inflação este ano

dinheiro

O mercado financeiro aumentou pela quarta semana seguida a projeção para a inflação este ano, após o aumento da tributação sobre combustíveis. Desta vez, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,45% para 3,5%. A estimativa consta do boletim Focus, uma publicação divulgada no site do Banco Central (BC) todas as semanas, com projeções para os principais indicadores econômicos.

 Para 2018, a projeção para o IPCA é mantida de 4,2%, há quatro semanas consecutivas. As estimativas para os dois anos permanecem abaixo do centro da meta de 4,5%, que deve ser perseguida pelo BC. Essa meta tem ainda um intervalo de tolerância entre 3% e 6%.

 Selic 

 Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 9,25% ao ano. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

 Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

 A expectativa do mercado financeiro para a Selic ao final de 2017 e de 2018 segue em 7,50% ao ano. A estimativa do mercado financeiro para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi mantida em 0,34%, este ano, e em 2%, em 2018.
Fonte: Agência Brasil

Operadoras de planos de saúde querem discutir custos do novo rol da ANS

A inclusão de novas tecnologias no rol de procedimentos obrigatórios da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir de 2018, pode gerar custo adicional de pelo menos R$ 5,4 bilhões, e quem vai arcar com esse custo será o beneficiário. O alerta está no estudo Estimativas de Custo e Impacto de Tecnologias na Despesa Assistencial, divulgado hoje (14) pela Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), que representa as empresas operadoras de planos de saúde.

 O levantamento tem como base 16 das 26 novas tecnologias (medicamentos, terapias e exames) propostas para a incorporação após consulta pública feita em junho e julho.

 Segundo a presidente da FenaSaúde, Solange Beatriz Palheiro Mendes, o custo adicional equivale a aproximadamente 4% do total das despesas assistenciais em 2016. Ela reclama que no grupo de trabalho que discutiu as propostas de incorporação, não houve discussão sobre os custos que a medida implicaria.

 “A Agência não faz estudo de impacto, não faz estudo de custo. Sempre quem paga é quem compra o serviço, então são as empresas empregadoras e os beneficiários, as famílias. Esses são sempre aqueles que pagam pelo serviço de assistência à saúde”, disse Solange. De acordo com ela, a discussão deve envolver toda a sociedade.

 “Esse debate tem que existir e para ele existir a gente precisa ter informação. A nossa contribuição, nesse primeiro momento, foi dar a informação. Eu acho que precisa, sim, que se implemente o processo de priorização de incorporação de tecnologia, porque a renda da população não é suficiente para fazer frente a toda essa ilimitação que a indústria da assistência médica promove. Nós estamos antevendo é que, se aprovadas essas 26 tecnologias, com certeza isso será repassado ao preço e, com certeza, mais pessoas deixarão de comprar planos de saúde, por uma impossibilidade no preço desses planos”.

 Solange disse que não foi feito o levantamento de quanto a inclusão desses procedimentos aumentaria no custo para o beneficiário. Entre os procedimentos previstos na consulta pública estão a cirurgia laparoscópica para tratamento de câncer de ovário e para desobstrução das tubas uterinas; terapia imunoprofilática contra o vírus sincicial respiratório em crianças; radiação para tratamento de ceratocone, no campo oftalmológico; e medicamento imunobiológico para tratamento de esclerose múltipla.

 A reportagem pediu um posicionamento da ANS sobre a consulta pública e o estudo da FenaSaúde e aguarda resposta.
Fonte: Agência Brasil

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Tecnologia é usada para divulgar atrativos turísticos na Campus Party


A aventura de um voo de asa-delta na Chapada Diamantina ou uma inusitada montanha russa em meio ao casario colonial do Pelourinho, em Salvador. Essas experiências, que unem tecnologia a atrativos turísticos por meio de simuladores de realidade virtual, estão disponíveis para os participantes da Campus Party, até sábado (12), das 10h às 18h, na Arena Fonte Nova.

 Iniciativa da Secretaria do Turismo do Estado (Setur), os simuladores têm atraído grande público ao estande do Governo da Bahia na área Open da feira tecnológica. O sobrevoo na Chapada Diamantina foi a escolha da sergipana Dailane Viana, que mora na Bahia há dois anos, mas nunca visitou a região de Lençóis. “Quis me testar em relação à aventura. Essa experiência é mágica para os adultos, imagina para as crianças. Só aumentou a minha vontade de viajar até lá”, disse.

 Já Carlos Junior, de Santo Antônio de Jesus, experimentou a aventura da montanha russa no Centro Histórico de Salvador. "Conheço pouco de Salvador e a experiência tecnológica da simulação despertou a vontade de conhecer o Pelourinho", destacou o estudante universitário, que pretende planejar nova viagem à capital.

 Público nordestino

 Junto com outros amigos, o pernambucano Marcos Carvalho e o cearense Alex Melo, que estudam em cursos de tecnologia, também aproveitaram. "Nesta viagem já visitamos o Pelourinho e o Elevador Lacerda. Na simulação buscamos identificar os atrativos que vimos", comentou Marcos, que pretende visitar o Farol da Barra ainda nesta sexta (11).

 Alex Melo, que também vai conhecer mais atrativos da capital baiana, elogiou a realização da Campus Party na Bahia, que possibilitou maior participação do público nordestino. Além dos baianos de Salvador e do interior, o evento tem participantes de estados como Sergipe, Rio Grande do Norte e Alagoas.

 Campus Party 

 A Campus Party reúne jovens em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital. Realizada pela primeira vez em 1997, na Espanha, ela já produziu edições em países como Holanda, Alemanha, Reino Unido, Argentina e Equador. O evento está no Brasil há dez anos, com edições em São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, entre outros.

Voluntárias Sociais levam mil crianças ao circo


A magia da arte circense provocou sorrisos e prendeu a atenção em cerca de mil crianças de 14 creches e escolas de Salvador, que foram levadas pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), nesta sexta-feira (11), para assistir ao espetáculo do Le Cirque, na Avenida Paralela. O governador Rui Costa e a primeira-dama do Estado e presidente das VSBA, Aline Peixoto, acompanharam a apresentação.

 De acordo com Aline Peixoto, a intenção era proporcionar um dia diferente, levando “um pouco de cultura para as crianças das creches, que têm realidades bem difíceis. Fico muito feliz porque conseguimos trazer mil crianças e deu tudo certo”.

 Para a diretora de uma das creches, Vera Hilenfieldt, a oportunidade foi única. “Este é um grande presente que as crianças receberam hoje, no Dia do Estudante. Elas não teriam como vir”, afirmou Vera.

 O espetáculo da solidariedade não pode parar. Para que isso seja possível, um dos caminhos é a parceria entre as Voluntárias Sociais da Bahia e a iniciativa privada, como a realizada com o diretor do Le Cirque, George Stevanovich.

 “É uma emoção muito grande para essas crianças. É uma coisa inédita. O circo está fazendo a sua parte social junto com o Governo do Estado, mostrando para essas crianças o palhaço e o mágico. Isso não tem dinheiro que pague”, destacou Stevanovich.

Abertura do Projeto Áfricas na Gente reúne artistas em Cajazeiras


Shows gratuitos, neste sábado (12) das 16 às 20h, na Praça Regina Guimarães em Fazenda Grande III, abre, em Cajazeiras, na capital, o projeto ‘Áfricas na Gente - Festival de Música nas Escolas’, que foi selecionado pelo Edital Setorial de Música e tem apoio Fundo do Cultura da Bahia (FCBA). A iniciativa de democratização cultural, musicalização e cultura afro-brasileira realizará festivais de música com atividades de arte educação em 20 escolas públicas estaduais do bairro e adjacência.

 O projeto, que será coloca em prática durante este segundo semestre, foi criado pela Rede Somus - Música Bahia, tendo o respaldo das leis nº 10.639/03 (que estabelece a obrigatoriedade do ensino da história e cultura afro-brasileira e africana) e 11.769/08 (que determina a música como conteúdo obrigatório do componente curricular em todas as escolas).

 O evento terá show de abertura com Mateus Aleluia e apresentações de alguns artistas da Rede Somus, como Estevam Dantas, Danilo Fonseca, Thaíse Maciel, Ramon Lima, Áurea Semiséria, Filipe Lorenzo, Fábio Haendel e Victor Badaró. Neste projeto a Rede Somus, apresentará aos jovens parte de seus artistas que passeia por diversos estilos musicais para despertar conhecimento e novas possibilidades de enxergar o mundo.

 Para isso, também acontecerão oficinas artísticas e rodas de conversa. A iniciativa ocupará cada escola durante um dia com oito oficinas, exemplo de quadrinhos, canto, iniciação a teoria musical, som, ritmo e movimento, contrabaixo básico, criação de histórias, rádio web e violão básico. Haverá ainda uma Roda de Conversa sobre Cultura Afro-brasileira com um estudioso da área e shows com artistas da Rede Somus.

 Rede Somus- A Rede Somus é um grupo colaborativo com cerca de mil profissionais criado em 2014, que busca a criação de novas oportunidades de atuação no setor cultural, e aspira formar plateia para os diversos estilos musicais realizados e movimentar o cenário musical da Bahia.