sexta-feira, 31 de março de 2017

Instituto do Câncer suspende estudo com fosfoetanolamina por falta de eficácia

Fosfoetanolamina

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) suspendeu a inclusão de novos pacientes nos testes com fosfoetanolamina, substância que ficou conhecida com a “pílula do câncer”.

 Segundo o diretor-geral da instituição, o oncologista Paulo Hoff, os testes com 72 voluntários não mostraram evidências de que o produto seja eficiente para combater tumores.

 “Neste momento o estudo tem se revelado muito aquém do que nós desejaríamos em termos de taxa de resposta”, disse em coletiva, ao lado do secretário estadual de Saúde, David Uip.

 Entre os 59 pacientes tratados com as dosagens diárias de fosfoetanolamina, quando reavaliados, apenas um registrou índice de remissão dos tumores maior do que 30%.

 Para dar continuidade aos estudos, a equipe esperava, de acordo com Hoff, que ao menos 20% dos voluntários tivessem resultados semelhantes. Ainda estão sendo ministradas doses a 20 pacientes.

 “Achamos mais prudente suspender a inclusão de novos pacientes no estudo, porque da maneira como está sendo colocado não achamos ético continuar incluindo pacientes nesse estudo”, afirmou o diretor do Icesp.

 Sobre o caso que teve resultados positivos, Hoff disse que a situação será estudada com mais profundidade. “Uma resposta em 59 avaliações pode acontecer por diversas razões. Gostaríamos que fosse pelo efeito benéfico do produto e vamos estudar isso com cuidado”, acrescentou.

 Os pacientes que participaram do estudo tinham 10 tipos diferentes de câncer. Porém, apenas em relação ao câncer colorretal foi alcançada a meta de inclusão de 21 voluntários para uma avaliação conclusiva dos efeitos. Neste grupo, os resultados foram todos insatisfatórios. Apenas um paciente com melanoma atingiu as taxas de sucesso esperadas.

 Histórico 

 Sintetizada há mais de 20 anos, a fosfoetanolamina foi estudada pelo professor aposentado Gilberto Orivaldo Chierice, quando ele era ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos. Algumas pessoas passaram a usar as cápsulas contendo a substância, produzidas pelo professor, como medicamento contra o câncer.

 No Icesp, os testes no Icesp foram feitos a partir das orientações do professor Chierice, desde a sintetização, o encapsulamento até a dosagem oferecida.

 Em junho de 2014, uma portaria da USP determinou que substâncias em fase experimental devem ter todos os registros antes de serem distribuídas à população.

 A partir de então, pacientes que tinham conhecimento das pesquisas passaram a recorrer à Justiça para ter acesso às pílulas. O Tribunal de Justiça (TJSP) de São Paulo chegou a receber centenas de pedidos de liminar para garantir o acesso à substância.

 No dia 22 de março do ano passado, o Senado aprovou o projeto de lei que possibilitou o uso da substância mesmo antes de a fosfoetanolamina ser registrada e regulamentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 No mesmo mês, a USP denunciou o professor Gilberto Chierice por crimes contra a saúde pública e curandeirismo. A universidade também fechou o laboratório onde eram produzidas as pílulas, já que o servidor técnico que produzia a pílula foi cedido à Secretaria Estadual de Saúde para auxiliar na produção da substância para testes sobre seu possível uso terapêutico.

 O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a interrupção do fornecimento da pílula do câncer pela universidade, após o fim do estoque. A Corte analisou um pedido feito pela USP contra uma decisão do TJSP que determinava o fornecimento da substância.
Fonte: Agência Brasil

Fundação Pedro Calmon abre inscrições para oficina de projetos culturais

Com objetivo de capacitar profissionais que atuam em bibliotecas públicas estaduais, municipais e comunitárias e que desenvolvem atividades culturais, a Diretoria de Bibliotecas Públicas, por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, vai realizar a Oficina de Elaboração de Projetos Culturais. As inscrições ​- gratuitas e limitadas - ​acontecem de​ 3 a 7 de abril, por meio de formulário disponível no site de Bibliotecas da Bahia.

 A ação acontece em parceria com o Escritório Bahia Criativa #Incubadora, que integra as ações do Governo do Estado para o desenvolvimento da economia criativa. A oficina será ministrada pela produtora e gestora cultural Luciana Vasconcelos. Ela é coordenadora executiva do Escritório Bahia Criativa #Incubadora e membro da Comissão Gerenciadora do Fazcultura, além de ter larga experiência em elaboração, avaliação e gestão de projetos culturais.

 A oficina tem o propósito de fornecer formação e capacitação para os gestores de bibliotecas, a fim de facilitar o acesso a linhas de fomento – como editais públicos e privados, fundos, prêmios, linhas de crédito – junto a instituições financeiras. O foco é na gestão de empreendimentos e projetos criativos. As aulas acontecerão nos dias 27 e 28 de abril, das 8h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, conhecida como Biblioteca dos Barris – vinculada à Fundação Pedro Calmon (FPC).

Comissão de Turismo do Nordeste prioriza Feira Internacional na Bahia


Com o objetivo de ajustar estratégias de promoção de destinos turísticos, integrantes da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI Nordeste) estiveram reunidos nesta sexta-feira (31), em João Pessoa. Participaram da reunião secretários e representantes de empresas de turismo da Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão e Piauí.

 Entre os instrumentos discutidos pela CTI Nordeste para divulgação dos destinos, o destaque do encontro foi a Feira Internacional de Turismo - Brazil National Tourism Mart (BNTM) -, que será realizada na Bahia, entre os dias 8 e 10 de junho. O presidente da Fundação CTI Nordeste, Lindolfo Pires Neto, propôs ações de planejamento e sinalizou a prioridade da feira para a comissão.

 O secretário do Turismo da Bahia, José Alves, relatou uma série de medidas já adotadas, entre as quais, uma parceria entre o poder público e o setor privado. “Nossa meta é reunir a expertise do setor numa feira que atrai compradores estrangeiros interessados na oferta diversificada de produtos do Nordeste, como ecoturismo, aventura, sol e praia, história, cultura e gastronomia, entre outros itens”, afirmou.

 A Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) articula a colaboração de integrantes do Conselho Baiano de Turismo (CBTur), Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-BA), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (Abih-BA) e o Convention Bureau Salvador e Litoral Norte, entre outras entidades, para o êxito da BNTM, acrescentou José Alves. Integraram a representação da Bahia na reunião o subsecretário do Turismo, Benedito Braga, e o superintendente de Serviços Turísticos, Jorge Ávila.

Detran faz 51 mil abordagens em operação Paz no Trânsito

Nos últimos três meses, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran) intensificou as ações de fiscalização da operação Paz no Trânsito, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e em municípios do interior do estado, como parte das estratégias de segurança viária. Blitzes da Lei Seca realizadas em parceria com a Polícia Militar abordaram 32.717 pessoas e 18.317 veículos. Quase 900 condutores se recusaram a fazer o teste do bafômetro e 250 apresentaram índices de embriaguez.

 No período, mais de 3 mil veículos irregulares foram removidos para os pátios do Detran. “O maior número de infrações continua sendo a falta de documentação e de equipamentos obrigatórios. Apesar de notarmos uma maior consciência do motorista em não dirigir bebendo, ainda é preocupante termos o registro de mais de mil casos, entre recusa e teste positivo de alcoolemia. Por isso, não podemos deixar de atuar com rigor”, relatou o coordenador de Fiscalização do Detran, Márcio Santos.

 O coordenador de Operações e Serviços Extraordinários da PM, tenente-coronel Antônio César Santos, disse que a participação de policiais militares na operação de trânsito é uma ação preventiva de segurança pública. “Nunca podemos descartar que na barreira de uma blitz não possamos flagrar criminosos. Temos 16 roubos de carros por dia, somente em Salvador. Os índices de violência pedem essa ação preventiva da Polícia Militar, para garantir tranquilidade ao grupo do Detran e aos cidadãos”.

Planserv amplia serviços de saúde no interior do Estado

Os beneficiários do Planserv, sobretudo do interior do Estado, terão mais acesso aos serviços de saúde oferecidos por clínicas e laboratórios credenciados ao plano. No total, 139 especialidades foram habilitadas ao credenciamento junto à Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais. Além do ingresso de 24 novos prestadores à rede, outros serviços serão oferecidos por instituições já credenciadas. O resultado do primeiro julgamento para credenciamento ao Planserv de 2017 pode ser conferido no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (31).

 O atendimento dos novos serviços será iniciado no mês de abril. Segundo a Coordenadora Geral do Planserv, Cristina Cardoso, “os novos serviços reduzem as lacunas assistenciais, sobretudo nos municípios mais distantes da capital, e nos ajudam a cumprir nossa meta de expansão da Assistência”, declara.

 Entre as empresas que foram julgadas habilitadas pelo Planserv destacam-se, em Jacobina, a SERMUS - Serviço de Ultra-sonografia e Mamografia, o LA Laboratório de Análises Matos e o HMNL Serviços Médicos, que oferece o serviço de remoção de pacientes entre unidades de saúde. Já em Paulo Afonso, tanto a Clínica Radiológica de Paulo Afonso quanto a Clínica Médica Maria Gleide Batista oferecerão serviços de saúde aos beneficiários do Planserv.

 Alem disso, há ampliação em Serrinha, pelo Centro Médico JC e em Senhor do Bonfim, pela RMS Serviços Médicos. A habilitada em Irecê foi a Diagnomed Lucena e em Seabra a Clinfisio Clínica de Fisioterapia.

 Em breve, consultas médicas e cirurgias em diversas especialidades médicas também poderão ser agendadas nos prestadores credenciados em Cruz das Almas (Clínica Médica Instituto Cardioimagem); e Ilhéus (Amo Ilhéus – Assistência Multidisciplinar em Oncologia de Ilhéus e Gusthavo Pereira Boniares). Em Vitória da Conquista, a Vittasaude – Assistência Multiprofissional a Saúde, Consultoria e Capacitação também foi declarada habilitada pelo Planserv a oferecer os seus serviços.

 Na capital baiana, foram contemplados os distritos sanitários da Boca do Rio (Ismed - Instituto de Saúde Médica); Cajazeiras (Fisiovida Clínica de Fisioterapia e Serviços Médicos); Centro Histórico (TRANS MEDI Serviços Médicos); Itapuã (Clínica Médica Abaeté, Núcleo de Otorrinolaringologia de Alphavylle e Proneuro Assistência Neurológica) e Liberdade (Cliviva Centro Médico da Liberdade e Centro Médico Salvador IAPI).

 Segundo o Coordenador de Gestão de Rede do Planserv, Paulo Barbosa, foram priorizados os locais que atendem as premissas do projeto Padrão Assistencial Planserv, o PAP. Segundo elas, os critérios de credenciamento de prestadores do Planserv observam o número de beneficiários residentes em cada localidade. “A ideia é evitar a concentração de serviços de saúde credenciados ao Planserv em determinados polos e ampliar a rede, proporcionando maior comodidade ao beneficiário. Queremos dar acesso aos beneficiários do Planserv ao atendimento em estabelecimentos próximos aos seus domicílios”, explicou.

Caravana da Desenbahia percorre região de Feira de Santana

Com o objetivo de fortalecer parcerias, intensificar relacionamento com clientes e estimular novos empreendimentos, uma Caravana de Negócios da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) vai percorrer diversas cidades da região de Feira de Santana, entre quarta (5) e sexta-feira (7).

 Integram a caravana o presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho, o diretor de negócios, Francisco Miranda, o gerente comercial, Marko Svec, e o gerente de negócios do Sertão (sediado em Feira), Leonardo Bezerra. Além de Feira de Santana, os gestores da agência de fomento visitam Serrinha, Ipirá e Itaberaba.

 Na quarta (5), às 14h30, a comitiva visita o Centro Industrial do Subaé e se reúne com executivos de empresas locais. À noite, os dirigentes da Desenbahia se encontram com lideranças da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), da Associação Comercial, do Centro Industrial de Feira de Santana e do Sebrae.

 Na manhã de quinta (6), a comitiva prossegue a programação de visitas a empresas e, em seguida, no período da tarde, se desloca para Serrinha e Ipirá. Na sexta (7), a Caravana da Desenbahia se desloca para Itaberaba. Na programação constam reuniões com autoridades municipais e líderes empresariais.

HGRS economiza R$ 350 mil com uso consciente de antibióticos


Mais de R$ 350 mil foram economizados no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, com a redução do consumo de antibióticos no ano de 2016. O desempenho é resultado de um ano de trabalho da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) da instituição, que implantou nas unidades de terapia intensiva (UTIs) um projeto de controle de bactérias multidrogaressistentes (MDR) – aquelas que resistem a todos os tipos de antibióticos – e também diminuiu os casos de infecções no hospital (na hemodiálise, por exemplo, a taxa de infecção caiu 30%).

 A economia, na análise do diretor-geral do Roberto Santos, José Admirço Lima Filho, é importante, principalmente se comparada a outros números destinados à saúde. “Para se ter ideia, uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] que funciona 24 horas, com nove médicos, cinco diurnos e quatro noturnos, recebe do Ministério da Saúde o valor mensal de R$ 300. É claro que existem os outros custeios. Não há como esse tipo de unidade se manter apenas com o repasse federal, mas o que quero dizer é que nós deixamos de gastar R$ 350 mil só com antibióticos. Ou seja, nossa economia faria uma diferença enorme para a UPA”.

 Comuns em hospitais, as infecções por bactérias estafilococos resistentes demandam tratamento com basicamente três tipos de antibióticos. Ao intensificar a política de uso consciente dessas drogas, o HGRS deixou de gastar R$ 150 mil apenas com elas. Outros medicamentos com menor número de prescrições foram os utilizados para o tratamento de fungos, gerando economia de R$ 57 mil. Para tratamento de pés diabéticos, a economia de antibióticos foi em R$ 142 mil. Ao reduzir antibióticos, o HGRS diminuiu, em paralelo, a taxa de mortalidade na Emergência.

 "A eliminação do uso desnecessário de antibióticos diminuiu ainda os efeitos colaterais dos medicamentos nos pacientes, como insuficiência renal e diarreia”, enfatiza o infectologista Thiago Cavalcanti, coordenador da CCIH - HGRS. Segundo ele, o trabalho desenvolvido pela comissão contou com o apoio da farmácia e do serviço de higienização - “fizemos visitas diárias aos diversos setores para orientar médicos e oferecemos aulas para médicos residentes. Junto a isso, aconteceram reformas importantes nas UTIs”.

 Também da CCIH, a infectologista Verônica Rocha diz que, em hospitais públicos e privados, muitos pacientes recebem antibióticos por tempo prolongado além do necessário ou pode acontecer de o antibiótico escolhido não ser o mais adequado para aquela infecção. “A presença do infectologista em uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar ativa é essencial para corrigir os erros nas prescrições de antibióticos, permitindo melhor tratamento dos pacientes". Ela já iniciou, com a equipe, o cronograma de 2017. “A ideia é investir ainda mais em medidas de prevenção de infecções hospitalares, em conjunto com os projetos da direção do hospital”.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Estado intensifica ações de controle do vírus da febre amarela

Estado intensifica ações de controle do vírus da febre amarela

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e a Secretaria da Saúde de Salvador intensificaram as ações de controle do vírus da febre amarela na capital baiana. Cerca de 400 mil doses extras da vacina foram liberadas nesta quarta-feira (29), a fim de imunizar os indivíduos que não possuem duas doses registradas no cartão de vacinação.

 Devido à confirmação de casos de febre amarela em quatro macacos, nos bairros da Vila Laura, Paripe e Itaigara, em Salvador, detectados precocemente pela vigilância epidemiológica estadual e municipal, o processo de vacinação foi intensificado. No total, serão disponibilizadas 2 milhões de doses para atingir a cobertura vacinal de 100% da população que ainda não está imunizada. Considerando que quem tomou uma dose da vacina nos últimos 10 anos encontra-se imunizado contra a doença.

 Na avaliação do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a cooperação entre Estado e municípios é fundamental para garantir que a febre amarela não contamine humanos na Bahia. "Não temos nenhum caso confirmado em seres humanos em nosso estado e um dos motivos é que estamos atuando de modo preventivo. O governador Rui Costa determinou, desde janeiro, um bloqueio vacinal nas regiões oeste, Extremo Sul e sudoeste do estado, em virtude da situação epidemiológica da febre amarela no país, com a ocorrência de óbitos em São Paulo, Goiás e Minas Gerais, incluindo regiões que fazem divisa com a Bahia”, destaca Vilas-Boas.

O secretário aponta ainda que, desde janeiro, a vigilância epidemiológica do estado vem executando o plano de ação elaborado para a prevenção da febre amarela nos municípios com epizootias (morte de macacos), com o objetivo de adotar precocemente medidas para evitar a ocorrência da doença em humanos, como aquelas realizadas atualmente na capital baiana.

 Ações 

 A Sesab, em sintonia com a Secretaria da Saúde do Município de Salvador, foi além da vacinação. A busca ativa de casos suspeitos em toda a área delimitada e a aplicação de inseticida utilizando o UBV (Ultra Baixo Volume) costal na área da epizootia e o UBV veicular na sede são exemplos das intervenções das equipes de vigilância epidemiológica.

 Com o objetivo de intensificar o monitoramento da área, foi implantada a notificação negativa diária de febre amarela, estabelecendo, assim, um fluxo de informação entre as unidades de saúde do município com o estado. Além disso, foi recomendada a implementação da Sala Municipal de Coordenação e Controle com a participação das diversas secretarias municipais, sob a coordenação do Estado, para estabelecer e realizar ações intersetoriais de combate ao Aedes aegypti.

 Boletim 

 Na Bahia, em 2017, até o dia 28 de março, foram notificados 16 casos suspeitos em humanos de febre amarela em oito municípios. São eles: Coribe (4), Feira de Santana (1), Ilhéus (1); Itamaraju (2), Itiúba (1), Mucuri (1), Nova Viçosa (1), Teixeira de Freitas (3) e 2 casos com pessoas residentes no estado de Alagoas (que passaram por vários locais na Bahia). Destes, sete casos foram descartados laboratorialmente (Coribe - 4; Mucuri – 1; Teixeira de Freitas – 2) e nove casos permanecem em investigação, aguardando resultados laboratoriais.

 Quanto às epizootias, até o dia 28 de março, foram notificadas 104 epizootias de Primatas Não Humanos (PNH) em 42 municípios do estado. Foram encaminhadas 51 amostras/animais em condições de análise para o Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen). Destes, 23 PNH foram positivos para febre amarela silvestre, nos municípios de Alagoinhas, Camaçari, Catu, Cordeiros, Feira de Santana, Ituberá, Nova Viçosa, Ouriçangas, Pedrão, Salvador, Santa Rita de Cássia, São Felipe e São Miguel das Matas.

 Cobertura vacinal 

 Os municípios que já tinham recomendação permanente de vacinação contra febre amarela estão com 68% da população vacinada. São eles: Angical, Baianópolis, Barra, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Buritirama, Campo Alegre de Lourdes, Canápolis, Carinhanha, Casa Nova, Catolândia, Cocos, Coribe, Correntina, Cotegipe, Cristópolis, Feira da Mata, Formosa do Rio Preto, Ibotirama, Itaguaçu da Bahia, Iuiú, Jaborandi, Luiz Eduardo Magalhães, Malhada, Mansidão, Morpará, Muquém de São Francisco, Paratinga, Pilão Arcado, Remanso, Riachão das Neves, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, Santana, São Desidério, São Félix do Coribe, Sento Sé, Serra do Ramalho, Serra Dourada, Sítio do Mato, Sobradinho, Tabocas do Brejo Velho, Wanderley e Xique-Xique.

 Nos municípios do extremo-sul do estado que estão com recomendação temporária para a vacinação contra a doença, a cobertura já chega a 76%. Na área ampliada da cobertura vacinal, que inclui municípios do extremo-sul e sudoeste, 74% da população está imunizada. Em Alagoinhas, onde a recomendação foi feita recentemente, a cobertura está em 64%. Na capital baiana e em Feira de Santana, há uma necessidade de imunizar, respectivamente, 1,7 milhão e 355 mil pessoas. Para os municípios de Camaçari, Catu, Cordeiros, Ituberá, Ouriçangas, Pedrão, Santa Rita de Cássia, São Felipe e São Miguel das Matas, cerca de 250 mil pessoas deve se vacinar.

Defesa pessoal reforça segurança das mulheres da Polícia Militar

Centro Maria Felipa oferece treinamento de defesa pessoal a policiais militares femininas

Para proteger as profissionais responsáveis pela segurança pública dos baianos, o Centro de Referência da Mulher Policial Militar - Centro Maria Felipa promoveu um seminário sobre defesa pessoal no Ginásio de Esportes do Clube dos Oficiais, na Avenida Dendezeiros, em Salvador, nesta quarta-feira (29). A modalidade de luta escolhida foi a Krav magá, utilizada pelo Exército israelense.

 Entre as participantes do seminário, a cabo Edilma Ferreira tem mais de 20 anos de PM e já precisou de força, agilidade e técnica durante o trabalho. “Uma vez, em serviço no Centro de Abastecimento em Camaçari, fomos solicitados a comparecer a um local onde estava ocorrendo uma agressão. O agressor estava com uma arma branca e nós tivemos que usar a força. Eu imobilizei o agressor, algemei e solicitei a presença da viatura para conduzi-lo até a delegacia”. Outra situação, acrescenta Edilma, “foi para separar a briga entre duas mulheres. A população não estava disposta a ajudar e eu tive que usar a força também, para conduzi-las até a delegacia”.

 O Centro Maria Felipa foi criado no dia 10 de março de 2006. De acordo com a coordenadora da unidade, capitã Edilânia Aguiar, o seminário faz parte das comemorações do Mês da Mulher e do aniversário do centro. “É também para a comunidade saber que a mulher tem força para se defender e para defender o cidadão que precisa da atuação da Polícia Militar”, afirma.

 A unidade oferece atividades de valorização da mulher e cursos para gestantes, entre outras. “Temos uma sala de cuidados para trabalhar a autoestima da mulher. Muitas delas se masculinizam para trabalhar na PM e, como Maria Felipa não se masculinizou para defender a Bahia, nós levamos para as policiais femininas cabeleireiros, manicures, maquiadores. Elas também assistem palestras de discussão de gênero e fazem exame de mama no Outubro Rosa, além de outras atividades”, explica a capitã.

 Homenagem 

 Maria Felipa de Oliveira, que inspirou o nome do Centro de Referência da Mulher na Polícia Militar da Bahia, nasceu em data não registrada pela história, em Gameleira, no povoado de Ponta das Baleias, na Ilha de Itaparica. Morreu em 24 de janeiro de 1873. Mulher simples, do povo, ela liderou, em 1823, dezenas de homens, índios e mulheres na queima das 42 embarcações de guerra que estavam aportadas na Praia do Convento, prontas para atacar Salvador. Maria Felipa ecoou o grito da vitória ao lado dos guerreiros itaparicanos. Nascia assim, a primeira heroína negra da Independência da Bahia.

Secretaria da Educação mobiliza estudantes para o Enem

Secretaria da Educação mobiliza estudantes para o Enem

Com o objetivo de estimular a participação dos estudantes da rede estadual de ensino no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017), professores, gestores e estudantes receberam informações sobre o exame nesta quarta-feira (29), por meio da videoconferência 'Enem 100%', no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. No encontro, retransmitido para os 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), os participantes tiraram dúvidas e compartilharam experiências. Neste ano, as provas do exame serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. O período de inscrição ocorre de 8 a 19 de maio.

 De acordo com o superintendente de Políticas para a Educação Básica, da Secretaria da Educação do Estado, Ney Campello, o encontro foi uma primeira chamada de diálogo com os estudantes, tendo em vista as mudanças de regras para o exame, que deixa de ser realizado por amostragem. “Estamos chamando esta ação de Enem 100% para que mais de 123 mil estudantes da rede estadual se inscrevam no Enem, se preparem e realizem efetivamente o exame. E para que, em 2018, tenhamos esses estudantes habilitados a escolherem os seus caminhos, seja nas universidades ou no mundo do trabalho”, afirma.

 Durante a videoconferência, a professora Maribel Berreto, que coordena os Núcleos de Estudo sobre a Consciência em cinco escolas da rede estadual, falou sobre 'Consciência, autoconhecimento e a importância dos projetos de vida individuais e coletivos', motivando os estudantes a terem disciplina, determinação e organização nas rotinas de estudos.

 Preparação

 O estudante Paulo Fernando da Silva Junior, 17 anos, que faz o curso técnico em Eletroeletrônica no Centro Territorial de Educação Profissional de Itaparica (Cetep), em Paulo Afonso, acompanhou a videoconferência. “Vou fazer o exame pela terceira vez, gostei muito das informações passadas que serão importantes para as provas”, comenta o estudante, que pretende cursar a faculdade de Sistema de Informação.

 Para auxiliar os estudantes na preparação para o Enem, além das salas de aula, a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza mais de 4 mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.

Governo intensifica campanha de conscientização sobre a água

Itapé SIHS

Em meio às comemorações pelo Dia Mundial da Água (22 de março), o Governo do Estado, via Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), intensifica ações de conscientização, por meio do projeto Amigos da Água. A primeira localidade visitada, esta semana, foi a Comunidade de Estiva, no município de Itapé, no sul da Bahia, que vem enfrentando crise hídrica.

 De acordo com o secretário Cássio Peixoto, a ideia é orientar a população, "que já vem sofrendo, em diversas partes do estado, com a pior seca dos últimos 100 anos, a refletir e construir novos hábitos, uma nova consciência, de forma a obter um novo olhar referente ao uso desse bem, que é vital para todas as atividades humana”. As visitas vão acontecer até esta sexta-feira (31).

 A ação foi realizada utilizando atividades lúdicas de Educação Sócio Ambiental e Sanitária, envolvendo educadores e alunos, os poderes públicos e a sociedade em geral. Nesse contexto, o técnico Armando Campos Júnior enfatizou que “sem água não há vida. O equilíbrio e o futuro de nosso Planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos”.

 A coordenadora do projeto, Ruth Viera, enfatizou o alerta da Organização das Nações Unidas (ONU) de que, até 2030, a demanda por água deve aumentar 50%, o que exigirá mais esforços para melhorar os sistemas de coleta e tratamento de águas residuais e garantir água tratada. Essa campanha envolvendo tantos segmentos é de extrema importância”.

 Técnicos da SIHS, juntamente com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), realizaram ações de capacitação para os integrantes da comissão de acompanhamento de obras na Barragem do Rio Colônia, que garantirá o abastecimento de água de qualidade por muitas décadas para mais de 350 mil moradores do município de Itabuna e região sul.

Greenpeace faz ato no Rio em defesa dos corais da Amazônia

O Greenpeace organizou, nesta quarta-feira, na Praia de Copacabana, zona sul do Rio, uma exposição interativa criada pelo artista norte-americano John Quigley.

 A ação faz parte da campanha “Defenda os corais da Amazônia”. O objetivo é celebrar a recente descoberta de corais próximos à foz do Rio Amazonas e alertar para a preservação da espécie.

 Cerca de mil pessoas se reuniram para formar um desenho de tecido na areia representando um peixe-borboleta, nativo da região. O público também participou ao compor a mensagem “Defenda os corais da Amazônia”.

 Duas empresas estrangeiras planejam perfurar a região em busca de petróleo a partir deste ano. Segundo o especialista em Energia do Greenpeace, Thiago Almeida, a exploração na foz do Rio Amazonas pode causar derramamento de óleo.

 O processo de licenciamento ambiental para perfuração de poços de petróleo está em análise pelo Ibama, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.
Fonte: Agência Brasil

Faturamento do setor de máquinas e equipamentos cresce 14,5% em fevereiro

O faturamento do setor de máquinas e equipamentos somou R$ 4,86 bilhões de receita líquida em fevereiro, o que significou crescimento de 14,5% na comparação com janeiro, informou hoje (29) a Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Na comparação com fevereiro do ano passado, no entanto, o faturamento do setor registrou queda de 17%.

 As exportações do setor em fevereiro somaram US$ 607,2 milhões, aumento de 36,2% em relação a janeiro e resultado 4,2% superior ao do mesmo mês do ano passado. As importações caíram 21,1% em relação a janeiro e 14% na comparação com fevereiro de 2016, alcançando US$ 887,7 milhões. Com isso, o saldo da balança comercial ficou negativo em US$ 280,4 milhões, recuo de 37,5% ante o mesmo período do ano passado e de 58,7% em relação a janeiro.

 Quanto ao número de pessoas ocupadas no setor em fevereiro, não houve alteração em relação a janeiro, segundo a Abimaq, com 292,6 mil trabalhadores nos dois meses. Na comparação com fevereiro do ano passado, no entanto, houve redução de 18,3 mil postos de trabalho, queda de 5,9%.
Fonte: Agência Brasil

terça-feira, 28 de março de 2017

Cerb ensina a estudantes da Ufba técnicas de perfuração de poços

cerb

O Departamento de Hidrogeologia da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado (SIHS), vem realizando intercâmbio com as universidades baianas, buscando divulgar os trabalhos que desenvolve na área de hidrogeologia e de perfuração e poços.

 Na semana passada, os alunos do curso de Graduação em Geologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), acompanhados pelo professor Cristovaldo Bispo, visitaram a sonda PR 22, no município de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), onde os assistiram aula prática ministrada pelo geólogo Jaime Matos, especialista na área de sedimento do Departamento de Hidrogeologia (DHID). Os alunos se informaram sobre a metodologia de locação de poços na bacia sedimentar e dos ferramentais utilizados pela Cerb na construção de poços tubulares no sedimento.

Piscicultores do Baixo-Sul recebem equipamentos e insumos

Piscicultores do Baixo-Sul recebem equipamentos e insumos

Os produtores da região Baixo-Sul da Bahia serão beneficiados, nesta quarta-feira (29), com a doação de insumos e equipamentos para aumentar a produção de peixes na região. Os piscicultores da Cooperativa de Águas Continentais (Coopecon) receberão 100 mil alevinos de tilápias e 70 bolsões para o cultivo de peixes. Cerca de 100 famílias de seis cidades da região serão beneficiadas com a ação. A doação será feita pela Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), durante o lançamento do Plano de Apoio aos Empreendedores do Território do Baixo Sul, em Valença, no Centro de Cultura Olívia Barradas (rua Maestro Barrinha), a partir das 8h30.

 Os produtores receberão assistência técnica da Bahia Pesca para aperfeiçoar a utilização dos recursos e garantir o aumento na produção e na renda. A empresa também vai fornecer a 19 produtores da região as Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP), documento imprescindível para acesso a políticas públicas como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Programa de Aquisição de Alimentos e o de Habitação Popular.

 “Com a DAP o pescador é reconhecido como produtor rural e pode acessar diversos programas do governo federal para desenvolvimento da pesca e aquicultura, como financiamentos com baixa taxa de juros. Desta forma, ele pode garantir os recursos para investir na piscicultura e, com a assistência técnica adequada, gerar alimento, emprego e renda para si e para sua comunidade”, explica o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

Primeiro trimestre tem redução de 25% no índice de roubo a banco

Primeiro trimestre tem redução de 25% no índice de roubo a banco

A Bahia já apresenta uma redução de 25% no número de roubo a bancos, comparando os períodos entre 1 de janeiro e 26 de março dos anos de 2017 e 2016. No total, são 21 casos este ano, contra 28 do ano passado. Os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira (28), pelo secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, aos integrantes da Comissão de Segurança e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, durante reunião no Centro de Operações e Inteligência, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

 Esta modalidade de crime - que também teve queda no ano de 2016 em relação a 2015, com 137 casos a menos - foi uma das que mais reduziram ao longo dos últimos três anos. "Nós entendemos que ações como a que aconteceu em Irecê assustam a população e causam a sensação de insegurança. No entanto, garantimos que o número de crimes deste tipo está com diminuição expressiva em todo estado, mostrando que os esforços das polícias estão surtindo efeito. Só nos últimos cinco anos, mais de 800 integrantes de quadrilhas especializadas foram presos", destacou Maurício Barbosa.

 Na reunião, onde também foram apresentados os planos da segurança pública da Bahia para os próximos anos, os deputados esclareceram dúvidas sobre os investimentos do Governo do Estado no setor, bem como os principais indicadores criminais. Barbosa ressaltou ainda a importância do envolvimento dos diversos setores da sociedade para a prevenção à violência.

 Presidente da comissão, o deputado Marcelino Galo aprovou a iniciativa da SSP de promover o encontro - o primeiro realizado no Centro de Operações - e destacou a importância do engajamento de todos para que os baianos se empenhem em prol da segurança no estado. Também participaram da reunião o subsecretário da Segurança Pública, Ary Pereira de Oliveira, o comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, o delegado-geral da Polícia Civil, delegado Bernardino Brito, o diretor do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffesson, e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Francisco Telles.

Inscrições para o Mais Futuro seguem até a sexta-feira


Nesta sexta-feira (31) encerra o prazo limite do período de inscrição no Programa Mais Futuro, do Governo do Estado. Estudantes das quatro universidades estaduais devem ficar atentos para não perderem a oportunidade de receber bolsa auxílio permanência e ter prioridade em vagas de estágio na área dos cursos que escolheram. O programa de assistência estudantil - o primeiro desenvolvido pelo Governo do Estado na história da Bahia - atende somente quem está com dados atualizados no CadÚnico, e que tenha renda familiar mensal de até três salários mínimos. Para participar, o interessado também não pode possuir vínculo empregatício e não deve ter concluído qualquer outro curso de nível superior.

 “Não se trata de uma seleção. Basta o estudante preencher os requisitos que poderá realizar as inscrições para receber os benefícios. A meta do programa é atender cerca de nove mil estudantes, independente da idade e do curso escolhido. Esta é uma maneira de incentivar o estudo superior e evitar a evasão”, explica o pró-reitor de Assistência Estudantil da Uneb, Ubiratan Azevedo de Menezes.

 Natural da região de Irecê, a estudante de fonoaudiologia da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Vitória Sarmento, já está inscrita no programa. Para a garota de 18 anos, de família humilde, e que mora em Salvador de aluguel, a ajuda chegou em boa hora. “As vezes é mais fácil entrar na faculdade do que continuar. Aqui em Salvador o custo de vida é alto. São muitas as despesas. Esse programa veio ajudar quem tem vontade de estudar e crescer profissionalmente. Isso é muito importante”, afirma.

 Para realizar a inscrição, o estudante deverá manifestar formalmente o interesse de participar do programa por meio da página na internet. O próximo passo é se cadastrar na unidade de ensino, apresentando documentos como RG, CPF, comprovante de residência, folha de resumo do CadÚnico e termo de aceite e compromisso do aluno, encontrado no edital. O pagamento das bolsas será feito diretamente ao próprio estudante, através de cartão, em conta bancária criada exclusivamente para esta finalidade.

O Mais Futuro é um programa de assistência estudantil criado pelo Governo do Estado para garantir a permanência dos estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica, nas universidades públicas estaduais (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc). A iniciativa, que terá investimento de R$ 50 milhões até o final de 2018, integra o Programa Educar para Transformar.

 Benefícios 

 O auxílio permanência tem valor de R$ 300 ou R$ 600 mensais. O primeiro valor é destinado a universitários que estudam a até 100 quilômetros da sua cidade de origem. Já o segundo é para aqueles que moram em cidades a mais de 100 quilômetros de distância do campus onde estão matriculados. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio desde o primeiro semestre até completar dois terços do curso.

 No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado. Os estudantes que já estão na fase final do curso e atendem os critérios também podem ingressar no programa, já na fase do estágio.

Salvador sedia encontro sobre modernização da gestão fazendária

Na próxima quinta (30) e sexta-feira (31), Salvador vai sediar a 34ª Reunião da Comissão de Modernização da Gestão Fazendária (Cogef), grupo técnico vinculado ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Organizado pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), o encontro acontece no Hotel Sol Vitória Marina, localizado na Avenida Sete de Setembro.

 No primeiro dia, o programa inclui a realização de um seminário sobre administração financeira, que terá quatro painéis sobre os temas: modernização da gestão da dívida pública, parcerias público-privadas (PPPs), modernização da gestão contábil e qualidade do gasto e gestão de custos. Representantes da Sefaz-BA apresentarão os resultados obtidos pela Bahia nas áreas de PPP e de qualidade do gasto público.

 Referência em gestão de contratos de parcerias público-privadas e concentrando 30% das PPPs na área de saúde no Brasil, a Bahia reúne seis contratos em execução e um em fase de consulta pública para a elaboração de edital, com vistas à implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). No que diz respeito à qualidade do gasto, o Governo da Bahia conseguiu obter, no biênio 2015-2016, uma economia real de R$ 1,2 bilhão nas despesas com custeio. O controle de gastos reverteu o padrão histórico de crescimento desse tipo de gasto no estado, em geral equivalente à inflação ou acima desta.

 Modernização 

 Na sexta (31), o encontro do Cogef terá reuniões técnicas para discutir a situação dos programas de modernização dos estados e do Distrito Federal e também a formalização de novos programas voltados para promover melhorias na gestão fiscal, entre outros assuntos. A Bahia, como estado anfitrião, terá espaço para apresentar um painel sobre 'Melhoria da Produtividade da Fiscalização Tributária'.

 Criada em 2008, por deliberação do Confaz, a Cogef tem como atribuições coordenar e harmonizar os aspectos técnicos dos programas de modernização da gestão fiscal dos estados e do Distrito Federal, promover e articular o desenvolvimento de ações de cooperação e integração entre os fiscos. Também promove o compartilhamento de soluções e produtos e a gestão do conhecimento.

Consumidores de energia elétrica terão desconto na tarifa em abril

Conta de luz (Arquivo/Agência Brasil)

Em abril, os consumidores de energia elétrica terão um desconto na tarifa, por causa da devolução dos valores cobrados a mais no ano passado. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (28) o processo extraordinário de ajuste nas tarifas de 90 distribuidoras do país. Os percentuais de redução na tarifa que será aplicada em abril variam de 0,95% a 19,47%.

 Vai haver devolução porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. O valor total a ser devolvido será de R$ 900 milhões.

 Anteriormente, a Aneel havia dito que o valor da devolução poderia chegar a R$ 1,8 bilhão, mas o cálculo foi reduzido porque nem todas as distribuidoras haviam cobrado os valores a mais em 2016, já que o montante foi incluído no processo de reajuste de cada concessionária, de acordo com o seu aniversário tarifário.

 Como será a devolução 

 O procedimento de devolução dos recursos terá duas etapas. Na primeira, durante o mês de abril, a tarifa será reduzida para reverter os valores de Angra 3 incluídos desde o processo tarifário anterior e, ao mesmo tempo, deixará de considerar o custo futuro do Encargo de Energia de Reserva (EER) desta usina.

 Na segunda etapa, que começa em 1º de maio e permanece até o próximo processo tarifário de cada distribuidora, a tarifa apenas deixará de incluir o EER de Angra 3.

 A Aneel também determinou que as distribuidoras incluam um texto padronizado nas faturas de abril e maio de 2017 para informar os consumidores sobre o processo de ajuste. As concessionárias também devem usar outros meios de comunicação para divulgar o movimento tarifário.
Fonte: Agência Brasil

“Feira em Flores” chega a quinta edição em Feira de Santana

A magia, as cores e as várias formas das flores vão embelezar Feira de Santana através da “Feira em Flores de Holambra”, um evento beneficente que tem como objetivo principal arrecadar fundos para as obras do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal. Em sua quinta edição no município, a feira acontece de 30 de março a 09 de abril no estacionamento da Prefeitura. A cidade já abraçou o evento que nas primeiras edições atraiu a participação de milhares de pessoas por dia de realização.

 Além de atrair a participação da comunidade pela beleza das flores, a feira também chama a atenção para a conscientização de todos quanto ao cuidado e a preservação da natureza. Plantas como orquídeas, mine-rosas, bromélias, pata-de-elefante, lírios, pinheiros, violetas, girassóis e bonsais de várias espécies, fazem parte da exposição. Ao todo, são em média 200 espécies diferentes que chegam às feiras a cada três dias, distribuídas em aproximadamente cinco mil vasos. Outra característica do evento são os preços bastante acessíveis.

 Holambra é uma pequena cidade do estado de São Paulo, conhecida nacionalmente como “Cidade das Flores”. Sua produção de flores e plantas ornamentais é responsável por cerca de 50% da produção nacional e emprega 45% da população da cidade. As primeiras plantações na cidade, datam dos anos 40 com a chegada de três famílias de agricultores holandeses na região.

 Atualmente, a produção conta com equipamentos modernos, um rigoroso sistema de controle de qualidade e uma complexa logística para assegurar flores e plantas sempre lindas e frescas aos mais diversos cantos do país. Desde o seu primeiro ano de realização em Salvador (2009), atraiu cerca de 100 mil visitantes, segundo dados fornecidos pelo Salvador Shopping - local onde a feira é realizada em Salvador.

 A cada ano o evento ultrapassa o número de pessoas em circulação. Em 2011, a feira foi expandida e além de acontecer em Salvador, passou a integrar o calendário de eventos de outras cidades como: Vitória da Conquista, Ilhéus, Santo Antônio de Jesus, Fortaleza, Caruaru, Campo Grande, dentre outros. A feira acontece das 08 as 19 horas.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Patrimônios materiais e imateriais guardam memória da Bahia

Museu Solar do Ferrão

Entre a conservação de imóveis, administração de museus, dinamização de espaços públicos, apoio a projetos sociais e muitas outras ações, os patrimônios culturais materiais e imateriais sob responsabilidade do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) guardam a memória e contam a história do baiano. Tanto na capital, quanto no interior do estado, o órgão é também responsável por restaurações, consultorias, inventários, documentos históricos, tudo que guarde uma íntima relação com a Bahia ou ainda com a formação de seu povo. São inúmeras e muito diversas as atribuições do instituto que, neste ano, completa cinquenta anos de funcionamento.

 Segundo o diretor geral do Ipac, João Carlos de Oliveira, o aniversário da instituição remete a novos desafios para o futuro. “A preservação da cultura é uma política bastante ampla e, depois de cinco décadas de história, hoje temos que pensar em estratégia e gestão para os próximos 50 ou 100 anos. Entendemos que o processo de restauração não tem resultado se não houver um plano de gestão estratégica pensado para cada lugar, para cada museu, ou imóvel. E por isto queremos apresentar, ainda neste ano, como política pública, um projeto de distrito de economia criativa para ocupar estes lugares. Também devemos fortalecer as políticas no interior, nos aproximando das prefeituras, para elaborar estratégias para cada região”, contou o diretor geral.

 Ocupação de imóveis 

 Somente no Centro Histórico, em Salvador, cerca de quatrocentos imóveis estão sob responsabilidade do Ipac, utilizados para os mais diferentes objetivos. É o caso do casarão nº 22, na rua das Laranjeiras, no Pelourinho. O local passa por uma reforma para se transformar no Pouso das Artes, uma residência temporária para receber artistas do interior, de outros estados e estrangeiros que venham a trabalho para Salvador e não tenham hospedagem. Serão dois apartamentos prontos para abrigar quem esteja em atividades como intercâmbio, formação, criação, difusão, pesquisa e memória das artes. Com uma equipe de dez pessoas tem trabalhado diariamente para deixar tudo pronto, a obra está em fase de ajustes, como pintura, colocação de portas e recuperação de parapeitos. Resultado de uma parceria com a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), a previsão é que a casa esteja pronta em julho deste ano.

 Em frente ao Pouso das Artes, outro imóvel que pertence ao instituto também está ocupado, funcionando com a sede do Projeto Axé no Pelourinho, ação do projeto “Dei Valor!”, do Ipac. No casarão a organização não-governamental atende, diariamente, cerca de duzentos jovens para aulas de música, artes plásticas, artes visuais, informática, tudo gratuitamente. Para a gerente pedagógica e administrativa do projeto, Luciana Xavier, ter o apoio do Instituto é fundamental para a manutenção das atividades. “Como não temos fins lucrativos, sem esse espaço cedido, não teríamos como pagar por uma estrutura física como essa. Atendemos jovens aqui em situação de vulnerabilidade social e se não fosse por este prédio não conseguiríamos atender a quantidade de meninos e meninas que temos aqui hoje”, contou Luciana.

 Restauração 

 Segundo o diretor geral do Ipac, João Carlos, a atividade de conservação dos imóveis é a mais lembrada pela população baiana, mas os trabalhos não se resumem a ela. “As pessoas estão muito acostumadas a pensar em prédios e edificações tombadas quando se fala em conservação, a pensar em móveis e artes antigas quando falamos em restauração, mas existe uma outra vertente que é do patrimônio imaterial. São aquelas manifestações culturais que fazem parte da construção identitária da sociedade, e tudo isso também está sob responsabilidade do Ipac.

 Especificamente para a conservação das riquezas materiais, a Coordenação de Restauro de Elementos Artísticos (Cores) mantem, também no Pelourinho, ateliês que cuidam de móveis, pinturas, esculturas, arte em papel, documentos, lustres, fachadas, arquiteturas. O trabalho, que envolve cerca de quarenta profissionais, é para manter a ideia e forma original dos artistas, independentemente da idade das peças. Para a coordenadora da Cores, Kátia Berbert, a tarefa vai muito além da restauração. “Trabalhamos aqui principalmente com a conservação, a preservação e temos a restauração como última instância para nossas atividades, porque temos apostado num trabalho preventivo. O ideal é que cuidemos dos nossos patrimônios para que eles não tenham que ser restaurados. Mas, para todos aqueles que tiverem que passar por restauração, estamos prontos para recuperar e cuidar de nossas riquezas materiais”, contou a coordenadora.

 Administração de museus 

 O Ipac também responde pela administração de largos, praças, e museus como o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), Museu de Arte da Bahia (MAB), Palacete das Artes, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Museu Tempostal e Centro Cultural Solar Ferrão, na capital. No interior do estado, responde pelos museus dos Humildes, em Santo Amaro, do Recôncavo em Candeias, e pelo Parque Castro Alves, em Cabaceiras do Paraguaçu.

 No Centro Cultural Solar Ferrão, localizado em um casarão tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), estão a Galeria Solar Ferrão, o Museu Abelardo Rodrigues e três coleções: a de Arte Africana Claudio Masella, a de Arte Popular e a de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi. Este mês, em homenagem ao aniversário de 468 anos de Salvador, o destaque do acervo do Abelardo Rodrigues é uma imagem do padroeiro da cidade, São Francisco de Xavier. Segundo a museóloga e responsável técnica pela coleção do museu, Jorma Souza, conhecer os acervos é também conhecer a própria história. “As pessoas costumam pensar à imagem de Senhor do Bonfim, mas não é. O São Francisco de Xavier que, no século XVII, foi considerado o responsável por livrar a cidade de Salvador de uma série de doenças, pois ele havia morrido de febre amarela”, explicou a museóloga.

Teatro Castro Alves comemora o mês do teatro e do circo

Na semana em que se comemoram o Dia Internacional do Circo e o Dia Mundial do Teatro (27), o Teatro Castro Alves convida o público a participar de uma programação especial que inclui a estreia de peças, oficinas para atores, bate-papo com um convidado ilustre e também um festival.

 A primeira atração é o projeto “Conversas Plugadas” com Jorginho de Carvalho, considerado o maior iluminador da história do teatro brasileiro e pioneiro da iluminação moderna no país. Natural do Rio de Janeiro, Jorginho, 70 anos, possui um currículo que reúne mais de 500 “desenhos de luz” para espetáculos de teatro, ópera, dança, shows, desfiles de moda, museus e exposições. O bate-papo com o público será na terça-feira (28), às 19h, na Sala Principal do TCA com a plateia no palco. A entrada é gratuita, sujeita à lotação do espaço (250 pessoas).

 Na quarta (29) e quinta-feira (30), também na Sala Principal acontece a estreia nacional do primeiro monólogo escrito e interpretado pelo ator baiano Caco Monteiro, “Godó, O Mensageiro do Vale”, com direção do inglês John Mowat. A peça é uma ficção inspirada em fatos reais, acontecidos no Vale do Paty, na Chapada Diamantina, Bahia, entre os anos de 1937 e 1985, quando os moradores foram obrigados a deixar o local após um decreto governamental que proibiu o cultivo do café. A apresentação – com a plateia no palco – começa às 20h com ingressos a R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).

 Também estreando em Salvador, o espetáculo “2 x 2 = 5 - O Homem do Subsolo”, que traz de volta ao TCA o ator paraense radicado em São Paulo Cacá Carvalho. Desta vez, ele interpreta um homem em estágio terminal de miséria moral que adquire tamanha consciência de mundo, passando a rir de si mesmo e da humanidade. A montagem é inspirada no romance “Memórias do Subsolo”, do escritor russo Dostoiévski (1821-1881). Serão três apresentações no mesmo final de semana: sexta (31), às 20h30; e sábado (01) às 19h, com ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Já no domingo (02), pelo projeto Domingo no TCA, haverá sessão às 11h, com ingressos a R$ 1 (inteira) e R$ 0, 50 (meia).

O Teatro Castro Alves também está apoiando O IV Festival Maré de Março (de 25 de março a 02 de abril) que vai apresentar 29 espetáculos de rua em espaços alternativos de Salvador, em bairros como Rio Vermelho, Pituba, Amaralina, Barbalho, Dois de Julho, Pelourinho, Candeal, Ribeira e Centro. Nesta edição, o Festival dedica parte da sua programação ao público infantil e lança a PLATEIA - Plataforma de Teatro Para a Infância e Adolescência. No próprio TCA, acontecem de 27 a 29, das 10h às 13h, a oficina Circulação Nacional e Internacional, com Marcelo Bones; no dia 30, das 10h às 13h, tem bate-papo com Francis Wilker e Marcelo Sousa Brito e ainda, no dia 31, também das 10h às 13h, mais bate-papo com Bernhard Bub.

Desenbahia enfrenta a crise e apresenta lucro

Mesmo impactada pela grave crise econômica do Brasil, a Desenbahia contabilizou um lucro líquido de R$ 17,5 milhões em 2016. “Nossa estratégia incluiu ações visando reduzir distorções no mercado de crédito,a mitigar os efeitos recessivos da crise de liquidez e concentrando financiamentos a projetos com efeitos multiplicadores do desenvolvimento da economia e com grande capacidade de geração de riqueza”, ressaltou Otto Alencar Filho, presidente da Agência de Fomento. No período, as operações alavancaram investimentos da ordem de R$ 592,13 milhões, que representaram a criação ou a manutenção de mais de 19 mil postos de trabalho.

 Ao longo do ano, a Desenbahia liberou cerca de R$ 310 milhões em financiamentos, distribuídos por 20,2 mil operações. Com recursos de repasses do BNDES/Finame/BNB/FNE e com a utilização de Recursos Próprios, a instituição liberou R$ 218,7 milhões em 11,1 mil operações. Os recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social - Fundese complementaram as liberações realizadas pela Agência, uma vez que lastrearam operações de financiamento que somaram R$ 91,2 milhões, distribuídos em 9,1 mil contratos.

 Parte significativa desses recursos - R$ 133 milhões - destinou-se a municípios baianos, o que permitiu que a Agência atingisse a marca de mais de R$ 300 milhões em contratos assinados com prefeituras do Estado da Bahia. Nesse caso, o foco das operações são investimentos em infraestrutura, equipamentos e máquinas, que geram melhorias na vida da população.

 Apoio ao agronegócio 

 Outro segmento que recebeu forte apoio da Agência de Fomento foi o agronegócio. Pelo terceiro ano consecutivo, a Desenbahia liderou a captação de negócios de crédito no maior evento estadual de agronegócio - a Bahia Farm Show. A participação do segmento rural na carteira da Desenbahia fechou o ano em 41%, em função do significado dos contratos com o setor, na casa dos R$ 243,2 milhões, no conjunto da carteira gerida pela Agência.

 O Presidente da Desenbahia, Otto Alencar Filho, destaca que “O resultado positivo foi fruto de muita determinação em atingir as metas e os objetivos pactuados, foco no Planejamento Estratégico e trabalho em equipe, buscando sempre atendimento de excelência ao Cliente, fomento de empresas produtivas e bons projetos com alto valor agregado, fortalecimento da recuperação de crédito e gestão austera do orçamento”. As despesas administrativas cresceram menos de 3% no ano, muito abaixo de qualquer indicador de inflação, e as reversões de provisão para operações de crédito cresceram quase que 90%.

 Inclusão social

 Ciente da importância do crédito nos programas de inclusão social, a Desenbahia contribui com a política de inclusão social e geração de renda do Governo Estadual através do Programa de Microcrédito - Credibahia, do apoio às atividades econômicas na Região do Semiárido e, ainda, por meio do programa de financiamento a táxis – o Protaxi. Em 2016, através do Credibahia, a Desenbahia beneficiou diretamente pequenos negócios localizados em 177 municípios, sendo 50% desses munícipios situados na Região Semiárida. O número de municípios beneficiados com o Programa de Microcrédito sobe para 248, ao serem computados financiamentos às cooperativas de crédito.

 Pelo programa Protaxi, a Agência liberou cerca de R$ 35 milhões, o que beneficiou 1.295 motoristas autônomos espalhados nos principais polos turísticos da Bahia.Com vistas a contribuir para o fortalecimento das micro, pequenas e médias empresas, a Desenbahia contratou 74 operações de crédito que somaram liberações da ordem de R$ 54 milhões. Esse valor liberado representou 28% a mais que o montante liberado em 2015. Todos os Territórios de Identidade do estado da Bahia se beneficiaram com os financiamentos concedidos pela Desenbahia em 2016. Somente para a Região Semiárida, a Agência destinou R$ 87 milhões em liberações de operações de crédito, cerca de 31% a mais que o valor liberado em 2015.

Nas operações com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social (Fundese), R$ 13,4 milhões foram destinados a micro e pequena empresas, R$ 10 milhões foram para empresas de médio porte e R$ 10,4 milhões foram para empresas de grande porte. Ainda com recursos do Fundese, foram liberados R$ 25 milhões para empreendimentos privados do Programa Vida Melhor e R$ 68 milhões no Programa Desenvolvimento Produtivo.

Professora de História cria versão virtual de museu do século 19

video escola 3D

Para proporcionar que os estudantes, pesquisadores e o público em geral conheçam um pouco mais sobre Salvador, a professora e historiadora Maria Antônia Lima Gomes, docente do Colégio Estadual Alfredo Magalhães, no bairro do Rio Vermelho, na capital, desenvolveu um museu virtual em 3D. Nele, é possível explorar o interior do Teatro São João da Bahia, onde atualmente funciona o Teatro dos Esportes, e também passear por locais do centro da cidade, a exemplo da Praça Castro Alves e da Freguesia da Sé.

 Para poder viajar no tempo e vivenciar a antiga Salvador, que neste quarta-feira (29) completa 468 anos - o interessado deve acessar o site do projeto e fazer o download gratuito do software na versão indicada para o computador a ser instalado. Com apenas alguns cliques, o usuário poderá visualizar objetos antigos e interagir com personagens históricos, como o imperador Dom Pedro II, o poeta Castro Alves, o maestro Carlos Gomes, o cantor Xisto Bahia e o jurista Rui Barbosa, que poderão fazer perguntas aos visitantes sobre assuntos da época.

 A iniciativa é resultado da tese de doutorado em Educação e Contemporaneidade, que a professora está fazendo na Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Segundo ela, o projeto serve como fonte de pesquisa para estudantes e interessados por História da Bahia. “Os visitantes podem aprender, de forma dinâmica, sobre a nossa História, Geografia, Arte, Música e Cultura em geral. Em breve, a experiência será levada para a sala de aula para que os estudantes da rede estadual possam relacionar o passado com o presente, fazendo um resgate histórico de sua cidade”.

 O Teatro São João da Bahia foi construído em 1806, seguindo o padrão arquitetônico do Teatro São João de Lisboa, localizado em Portugal. O espaço cultural, inaugurado em 1912, foi o primeiro grande teatro de ópera do Brasil e possuía uma capacidade para até duas mil pessoas. O prédio foi desativado em 1923, após um incêndio.

Rui assina contrato de R$ 18 mi para obras de infraestrutura em Barreiras

O governador Rui Costa assina, na tarde desta segunda-feira (27), às 14h, na Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), contrato de financiamento de infraestrutura com o município de Barreiras, no valor de R$ 18,23 milhões, para a realização de obras de pavimentação e drenagem de logradouros situados no bairro Morada da Lua, no Loteamento São Paulo.

 O financiamento será concedido por meio da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia).

Museu da Escravidão e Liberdade deve ser aberto ao público até 2020, no Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro iniciou o projeto para a construção e inauguração do Museu da Escravidão e Liberdade. O local onde o novo museu ficará deve ser anunciado daqui a dois meses, mas será na região portuária, próximo de outros espaços, que compõe a região chamada de Pequena África.

 O museu, que de acordo com o planejamento será aberto ao público em julho de 2020, vai entrar na rota de turismo histórico que já inclui espaços como o Cais do Valongo, por onde cerca de 500 mil africanos escravizados entraram no Brasil, e o Cemitério dos Pretos Novos, onde aqueles que morriam logo após a chegada eram enterrados.

 Mas de acordo com a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira, o museu também vai registrar a primordial contribuição dos povos africanos para a construção da cultura brasileira.

 A primeira iniciativa para a criação do museu foi a criação de um grupo de trabalho, composto por funcionários de várias secretarias da Prefeitura, que no futuro vai incorporar também um conselho da comunidade.

 Em seguida, o grupo vai elaborar os projetos de conteúdo e de arquitetura do museu, que deve abrigar peças e fomentar projetos escolhidos por um conselho curador. Mas a primeira aquisição já foi apresentada: um cadeado de ferro, que era utilizado para acorrentar escravos em uma fazenda de café demolida no município de Vassouras. A peça foi doada por Marconi Andrade, integrante do Conselho Municipal de Cultura.

 Por enquanto, o cadeado está exposto no Centro Cultural José Bonifácio, construído em 1877 para abrigar uma escola e reinaugurado em 2013 para sediar eventos relacionados à valorização da cultura negra.
Fonte: Agência Brasil

domingo, 26 de março de 2017

Oficina de artesanato capacita mulheres assistidas pela Ronda Maria da Penha


Cada dia mais presente na vida de centenas de mulheres, a Operação Ronda Maria da Penha (ORMP) desenvolve ações para combater o ciclo de violência doméstica. É o caso do projeto ‘Mulheres de Coragem’, realizado neste sábado (25), no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) instalado no bairro de Periperi, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, que promoveu oficinas de artesanato para as vítimas obterem uma renda e se tornarem mais atuantes e independentes em seu cotidiano.

 De acordo com a comandante das ações na ORMP, major Denice Santiago, a iniciativa dá suporte para que as vítimas não voltem a conviver com seus agressores. “Em muitos casos, precisamos lidar com uma situação de dependência econômica. Com essa oficina, estamos alimentando o empreendedorismo dessas mulheres. Trouxemos artesãos para ensinar o oficio e a intenção é que elas possam produzir peças e melhorarem seus recursos financeiros”.

 As mulheres que participam do projeto se sentem mais confiantes para iniciar uma nova etapa de vida. “Eu saí de um relacionamento abusivo, sem nenhuma perspectiva de futuro. Minha vida estava atrelada de uma maneira que não tinha como buscar meu sustento. Por isso, essas oficinas são tão importantes para todas nós. Aqui, aprendemos como nos mantermos nesse recomeço de vida. Agora, me sinto mais confiante para o que o futuro irá me trazer”, afirmou uma das vítimas assistidas pela operação.

 Para a capitã Paula Queirós, uma das organizadoras da ação, o projeto tem um impacto muito grande na autoestima das mulheres. “Além do aspecto econômico, aqui elas trabalham com arte, o que lhes dá uma oportunidade de buscar um novo significado de vida. Elas trabalham com produção de beleza e isso, sem dúvida nenhuma, reflete em suas rotinas diárias, como elas se aproximam das coisas cotidianas”.

 Solidariedade

 Com apoio do Instituto Avon e da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM), o projeto ganhou suporte também de voluntários. O departamento de ações sociais da torcida organizada Bamor fez a entrega de cestas básicas e kits de higiene para as assistidas em situação de maior vulnerabilidade social. Para o presidente da organização, Luciano Venâncio, todos devem abraçar a causa.

 “Temos feito ações desde o dia 1º de março, espalhando uma palavra de conscientização. Vimos as notícias sobre a operação e entramos em contato com a major para puder participar e ajudar essas mulheres em situação de risco.. Esse projeto tem uma importância grande, quanto mais pessoas puderem participar, melhor. É nosso papel como cidadãos”, enfatizou Venâncio.

Mais de 30 novas viaturas reforçam segurança em 16 municípios

segurança

Mais 16 municípios baianos receberam novas viaturas e equipamentos para as Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros Militares da Bahia. Um reforço no trabalho e aumento na agilidade do atendimento à população do interior do estado. Foram mais de R$ 3,5 milhões investidos em veículos novos e mais modernos, de modelos como Rangers, Spins, motocicletas, além de Base Móvel da PM. A entrega aos delegados titulares do interior e de comandantes de companhias, batalhões e grupamentos beneficiados foi realizada pelo governador Rui Costa, na manhã deste sábado (25), durante sua passagem pelo município de Cícero Dantas, no nordeste baiano.

 Ao todo, foram 21 viaturas para a Polícia Civil e 12 para a PM, além de veículos para os Grupamentos de Bombeiros Militares (GBM) de Juazeiro (9º GBM) e Paulo Afonso (15º GBM), incluindo equipamentos para salvamento e resgate de vítimas, aumentando a qualidade do serviço em cidades como Cícero Dantas, Cipó, Jeremoabo, Parapiranga, Canudos, Juazeiro, Sobradinho, Uauá, Monte Santo, Euclides da Cunha, Paulo Afonso e Rodelas.

 Pouco depois de entregar as chaves das viaturas, o governador falou sobre uma das prioridades de sua gestão, que é a segurança pública. "Para melhorar a eficiência e produtividade das forças policiais é necessário investir em novos equipamentos, que proporcionem mais conforto e mais agilidade. Precisamos valorizar também o trabalho de homens e mulheres que todos os dias colocam suas vidas em risco para proteger a nossa sociedade", enfatizou Rui.

 Para o comandante da 96ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM Sobradinho), os novos equipamentos melhoram a segurança pública no interior. "Nós vamos ter uma melhoria significativa na prestação de serviço à população de Sobradinho e Sento Sé. Com certeza, o combate à criminalidade vai ser muito mais eficaz, já que o novo veículo oferece mais mobilidade aos policiais, por ser de grande porte, permitindo chegar a localidades mais distantes e mais difíceis de acesso".

 Os investimentos se integram às outras entregas realizadas pelo governador em viagens pelo interior baiano. Esses equipamentos somam-se às mais de 1.500 viaturas que já foram entregues em todo o estado, desde 2015. Com a aplicação de R$ 201 milhões, nos últimos dois anos, o total de viaturas devem chegar a mais de duas mil.

 Infraestrutura e agricultura familiar 

 Além dos investimentos em segurança, a população de Cícero Dantas ainda comemorou a inauguração da nova pavimentação de um trecho da BR-110, que dá acesso ao município. Depois de serem investidos cerca de R$ 1,5 milhão, foram recuperados 3,7 quilômetros, beneficiando mais de 32 mil habitantes da cidade, que trafegam diariamente pelo trecho, e também de facilitando o escoamento da produção de grãos e da pecuária da região.

 Para o representante comercial Renato Tranquilli para quem trabalha viajando, a mova pavimentação ainda melhora a qualidade de vida das pessoas também. "Antes era muito esburacada, sem sinalização, sem iluminação, chegava a ser perigoso. Agora, não. A gente e economiza tempo e dinheiro, e também o corpo fica outra coisa. Eu, que trabalho dirigindo, ficava todo dolorido de passar nos buracos. Agora está um tapete. Obras assim têm que chegar no estado todo". Além desse trecho de rodovia, foi autorizada a pavimentação em paralelepípedos em sete ruas da cidade de Cícero Dantas, beneficiando duas mil famílias.

 Para a agricultura familiar, o governador assinou autorização de convênio do Programa Bahia Produtiva com a Cooperativa dos Apicultores do Sertão (Coapis). Serão fornecidos equipamentos, veículo e recursos para assessoria técnica que beneficiarão 36 famílias da região. Além destas, comunidades rurais de Cícero Dantas e Sítio do Quinto receberam, por meio de doação do Governo do Estado, dois carros pipas para abastecer os moradores.

 "Apoiamos agricultura familiar porque entendemos que o produtor produzindo mais e com melhor qualidade, vai vender mais, vai melhorar a renda dele. Movimenta a economia de todas as regiões e cidades onde moram esses produtores", afirmou o governador.

Bahia se prepara para sediar o Virtual Educa 2018

A Bahia já se prepara para sediar, em 2018, um dos maiores eventos mundiais na área de Educação. Nesta sexta-feira (24), foi realizada uma reunião de alinhamento com o objetivo de integrar as secretarias e órgãos do Governo do Estado na realização do Encontro Internacional Virtual Educa 2018. A cada ano, o evento é realizado em um país membro da Organização dos Estados Americanos (OEA) e visa difundir projetos inovadores voltados para a área da educação. Este ano, será realizado em Bogotá, na Colômbia.

 O secretário da Educação, Walter Pinheiro, falou sobre a importância do Virtual Educa ser sediado na Bahia e, também, destacou o potencial dos estudantes da rede estadual de ensino. “Muito mais do que um evento, este é um programa de grande porte no qual teremos a oportunidade de mostrar para o mundo o que a Bahia tem feito para atender às metas do milênio, através das experiências pedagógicas que estão sendo desenvolvidas nas escolas estaduais. Também será uma oportunidade para novas parcerias e para ampliar o acesso dos nossos professores, gestores e estudantes a iniciativas inovadoras de outros países”, destacou Pinheiro.

 De acordo com o secretário geral do Virtual Educa, José María Antón, a Bahia foi escolhida por diversos fatores preponderantes, a exemplo da diversidade cultural, localização, destaque em projetos educacionais e a vinculação com a África, que pela primeira vez participará do evento. “Em cada edição é dada ênfase às questões que as instituições educativas do país sede consideram estratégicas, fatores que contribuem para a melhoria de resultados na educação, bem como a apresentação de experiências e modelos de boas práticas, a exemplo de projetos de inovação e conectividades escolar”, afirmou.

 Em dezembro do ano passado, Pinheiro e o secretário estadual de Turismo, José Alves, participaram da reunião preparatória do Conselho Diretor do Virtual Educa, na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington (EUA). No evento deste ano, na Colômbia, a Bahia será anunciada como sede da próxima edição.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Donos de veículos com placa de final 2 têm até dia 28 para pagar IPVA com 5% de desconto

Vence na próxima terça-feira (28) o prazo para os proprietários de veículos com placa de final 2 pagarem o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de desconto, em cota única. Estes contribuintes têm ainda a opção de efetuar o pagamento em três parcelas mensais, sendo a primeira com vencimento também no dia 28 de março, ficando as demais agendadas para 28 de abril e 29 de maio. Outra possibilidade é pagar o valor total do tributo, sem desconto, até 29 de maio. 

 Também em março, os contribuintes com veículos de placa final 1 que optaram pelo parcelamento devem estar atentos ao pagamento da segunda cota, que vence no dia 27. As datas de vencimento podem ser consultadas no calendário do IPVA 2017, disponível no site da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz). 

 O proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter direito ao parcelamento. O pagamento é integrado: é necessário quitar ainda a taxa de licenciamento e eventuais multas relacionadas ao Renavan informado. Os débitos referentes a estes itens também podem ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. É possível ainda fazer parcelamento em até três parcelas dos débitos anteriores do imposto, para pagamento junto com o IPVA 2017.

 Fonte: Ascom/ Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz)

Investimento de R$ 9 milhões recupera rodovia na região sisaleira

Os mais de 55 mil moradores de Riachão do Jacuípe e região podem trafegar com segurança pelos 28 quilômetros da nova pavimentação da BA-120, no trecho entre o município e Conceição do Coité. Foram investidos R$ 9,3 milhões na recuperação da estrada por onde passam 375 veículos por dia. A via também facilita o transporte de moradores de Serra Preta e Tanquinho. A entrega da pavimentação foi realizada pelo governador Rui Costa nesta sexta-feira (24).

 Durante a passagem pela cidade, Rui ainda autorizou o lançamento do edital de licitação para restauração do entroncamento das rodovias BA-409 e BA-233, no trecho entre Conceição do Coité, Serrinha e Biritinga, com a extensão de 57,9 quilômetros. Na ocasião, ele agradeceu o carinho com que foi recebido em Riachão do Jacuípe e ressaltou a importância de obras como as que foram entregues e autorizadas nesta sexta (24). 

 "Esta é uma entrega importante. Os moradores de Riachão do Jacuípe e Conceição do Coité usam muito esta rodovia. São quase R$ 10 milhões investidos na estrada, para melhorar a vida das pessoas. Além disso, autorizamos a licitação da estrada de Coité até Serrinha e a de Serrinha até Biritinga. A licitação sai na semana que vem, para que a gente também possa realizar este desejo da região do sisal", afirmou Rui.
O novo trecho da BA-120 foi comemorado por moradores de Riachão do Jacuípe, como a assistente social Mara Araújo. "A estrada estava muito esburacada. A gente chegava a fazer esse trecho, de quase 30 quilômetros, em uma hora. Agora ficou muito mais rápido, mais seguro e sobra tempo para não se atrasar para os compromissos. Sem contar a economia que faremos. Uma via ruim faz a gente gastar mais com manutenção do carro e combustível, porque parávamos para trocar de marchas o tempo inteiro. A rodovia ficou bem melhor. O povo de Riachão e região agradece", destacou a assistente social. 

 Já a restauração do entroncamento entre a BA-409 e a BA-233 vai beneficiar 180 mil moradores de Serrinha, Conceição do Coité, Valente, Santaluz, Biritinga, São Domingos, Nova Soure, Lamarão e Água Fria. Além de melhorar a qualidade de vida e a segurança das pessoas, a obra vai reforçar o escoamento da produção agropecuária, de grãos e de sisal.

Novas viaturas

 Nesta sexta (24), as cidades da região sisaleira ainda receberam reforço na área de segurança pública, com a entrega de 20 viaturas para renovação da frota das polícias Civil e Militar. Com o investimento de R$ 1,6 milhão, cinco veículos vão para a PM e 15 para a Polícia Civil.

 Para o delegado titular de Riachão do Jacuípe, Danilo Ribeiro, o novo equipamento proporciona mais agilidade no processo de investigação. "A viatura traz mais dinâmica à Polícia Civil, possibilitando a prestação de um serviço melhor para a sociedade. Passamos por um período sem viatura e esse novo equipamento era o que precisávamos", explicou.

 Os veículos somam-se às mais de 1,5 mil viaturas que já foram entregues em todo o estado desde 2015. Com a aplicação de R$ 201 milhões, nos últimos dois anos, o total de viaturas entregues deve chegar a mais de 2 mil. Segundo o comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar (Senhor do Bonfim), tenente-coronel José Carlos Soares, as novas viaturas incentivam o trabalho do efetivo. "Ter novos equipamentos é sempre importante, porque podemos expandir e dinamizar o nosso policiamento ostensivo. Além disso, o policial se sente mais motivado e mais compromissado com o trabalho, já que ele tem um material novo e mais moderno à disposição".

 Bahia Produtiva

 A agricultura familiar da região também foi beneficiada com a celebração de convênios do Programa Bahia Produtiva, executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A ação financia projetos de inclusão produtiva, promovendo acesso a mercados e apoio à atividade dos pequenos produtores. Somente nos dois convênios assinados em Riachão do Jacuípe, 1.098 famílias foram diretamente beneficiadas, nas áreas de apicultura e caprinovinocultura. 

 "Estamos investindo na agricultura familiar com os convênios do Bahia Produtiva. Queremos que as pessoas, através da tecnologia, com equipamentos e infraestrutura, possam produzir o ano inteiro. Se o produtor produzir mais, com uma qualidade melhor, ele vai ganhar mais, fazendo a economia circular, fortalecendo o comércio e aumentando a arrecadação dos municípios. Assim, todo mundo ganha", comentou Rui. 

 O governador ainda autorizou a construção de cinco barreiros em comunidades rurais do município, por meio do programa Água para Todos, com o objetivo de suprir a necessidade de água para a produção.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Secretaria de Justiça vence concurso nacional de fotografia sobre trabalho escravo

concurso

A Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo da Bahia (Coetrae-BA), vinculada à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), foi premiada em concurso nacional de fotografia sobre trabalho escravo. Com o tema ‘Trabalho Escravo na Atualidade - Retratos de um cotidiano de exploração’, o concurso foi promovido pela Comissão de Recepção dos Ingressantes do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. As três fotos vencedoras, selecionadas pelo juri popular, são de autoria do conselheiro da entidade, Osvaldo Duarte Myles Neto.

A mostra tem como intenção retratar a realidade de trabalhadores submetidos a trabalhos forçados, jornadas exaustivas, condições degradantes, aliciamento, tráfico de pessoas e restrição da liberdade por qualquer meio. Outras dez fotos foram selecionadas por uma comissão da Unicamp e serão expostas na biblioteca do campus, de 27 a 31 deste mês, durante a recepção dos calouros dos cursos de Ciências Sociais, Filosofia e História. Após a exposição, as fotos vão para o Arquivo Edgard Leuenroth, onde se incorporam ao acervo da instituição.

 Por meio da Coetrae-BA, a SJDHDS também está concorrendo ao Prêmio das Nações Unidas para o Serviço Público (UNPSA), o mais prestigioso reconhecimento internacional para a excelência no serviço público. O intuito da UNPSA é premiar as realizações criativas e contribuições de instituições de serviço público que levam a uma administração pública mais eficiente, inovadora e sensível em países em todo o mundo.

 “Somos a única comissão de erradicação do trabalho escravo que junta todos os serviços públicos em uma junta, desde o enfrentamento na prevenção, passando pelo atendimento às vítimas, com operação envolvendo diferentes órgãos, e o pós, com a assistência. Nenhuma outra comissão de enfrentamento faz isso. Esse é o nosso diferencial”, destaca o coordenador do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo da SJDHDS, Admar Fontes.

 Em 2015, o Hospital do Subúrbio, administrado pelo Governo do Estado foi vencedor do prêmio na categoria 'Melhoria na prestação de serviços públicos', após uma disputa que envolveu mais de quatro mil experiências de todo o mundo. O UNPSA 2017 possui três categorias - ‘Alcance os mais pobres e mais vulneráveis através de serviços inclusivos e participação’; ‘Promoção da transparência, responsabilização e integridade no serviço público’; ‘Inovação e excelência na prestação de serviços de saúde’. As iniciativas devem precisam ter sido implementadas há, pelo menos, dois anos com impactos demonstráveis e devidamente documentados.

Bahiatursa apresenta destinos turísticos no Rio Grande do Sul

Foto: Tatiana Azeviche/Setur

Uma feira com exposição e palestras que têm o objetivo de divulgar produtos e serviços para um público especializado em turismo. Assim será a 32ª Feira de Negócios Turísticos da Ugart/Braztoa, realizada nos dias 24 e 25, em Porto Alegre, com a participação da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), vinculada à Secretaria de Turismo do Estado (Setur).

 Um público estimado em 800 visitantes, entre agentes de viagens, operadoras, jornalistas do setor e formadores de opinião, deve participar do evento. “Assim podemos fortalecer a imagem do estado como destino rico em atrativos e produtos junto aos agentes de viagens, sobretudo atrair turistas para conhecer nossa diversidade”, afirma o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado.

O estande da superintendência servirá de apoio aos hoteleiros e empresas de turismo da Bahia que pretendem realizar negócios durante o evento. “Será uma excelente oportunidade para a Bahiatursa apresentar as belezas baianas aos sulistas e aproveitar a temporada de frio no local para mostrar as praias do litoral e o calor da Bahia, além de realizar contatos e parcerias e capacitar os profissionais”, afirma a diretora de promoções, Regina Ahmed.

 A feira tem marcado presença no calendário do Rio Grande do Sul. Hoje é considerada um dos eventos de maior produtividade em negócios do setor no sul do Brasil. Segundo a Pesquisa Fipe de 2015, com dados coletados em 2014, o estado de São Paulo e a região Sul representam 37% do fluxo turístico nacional para a Bahia (sem considerar os próprios baianos que viajam internamente).

"Teremos a melhor mobilidade urbana do país”, afirma governador

metro

O governador Rui Costa visitou, nesta quinta-feira (23), as obras da Linha 2 do metrô, na Avenida Paralela. Rui iniciou a visita técnica no Terminal de Ônibus de Pituaçu, que será o maior desse segundo trecho do sistema metroviário. Em seguida, o governador foi ao elevado de Alphaville. Depois, conheceu as obras do retorno de Stella Maris, passou pelo Terminal de Mussurunga e finalizou no retorno da Avenida Paralela, em frente ao Instituto Anísio Teixeira (IAT).

 Passando por reforma, que deve ser concluída em agosto, o Terminal de Mussurunga terá sua área ampliada em 23%, oferecendo mais conforto para os usuários. Futuramente interligado à Estação Pituaçu do Metrô por meio de passarela, o terminal terá 43,9 mil metros quartados de área construída distribuídos em quatro pavimentos.

 “Eu posso afirmar que nós teremos a melhor mobilidade urbana do país, após a conclusão dessas obras. O prazo tanto do metrô quanto do sistema viário está antecipado. Nós vamos continuar com esse ritmo. O compromisso da concessionária é concluir o Terminal de Pituaçu em julho, assim como o trecho da [Avenida] Gal Costa que vai até a rotatória. Além disso, são três novos viadutos na Avenida Paralela, para dar mais mobilidade, ou seja, facilitar o tráfego e também viabilizar a obras do metrô”, comentou Rui.

 O Terminal de Mussurunga será interligado à estação do metrô por meio de passarela, que poderá ser acessada por escada rolante, escada fixa ou elevador. Trinta e duas câmeras integradas ao Centro de Controle Operacional (CCO) da CCR Metrô Bahia farão o monitoramento contínuo do espaço, com incremento de quase 60% no número atual de câmeras. Operando de forma totalmente integrada, a estação e o terminal atenderão aos moradores de Mussurunga, São Cristóvão, Jardim das Margaridas, Itinga, Itapuã e outras localidades do entorno.

 Seguindo o padrão dos terminais administrados pela CCR, o espaço terá piso tátil, guaritas de entrada e saída, sala de primeiros socorros e sanitários para pessoas com deficiência (PCD), além de sanitários comuns. A dona de casa, Balbina Santos, que é cadeirante, aguarda entusiasmada para utilizar os serviços. Para ela, que faz o trajeto Mussurunga-Pirajá para realizar sessões de fisioterapia, o novo modal deve proporcionar mais conforto e segurança nas viagens.

 “Vai ser muito bom para as pessoas porque reduz o tempo de viagem. Para uma pessoa que utiliza cadeira de rodas, como eu, vai representar ainda mais. O metrô têm menos obstáculos e ainda conta com uma equipe de profissionais que nos garante assistência”, afirma Balbina.

Rede de Educação Profissional terá curso para formação empreendedora


A Rede Estadual de Educação Profissional terá um novo curso técnico de nível médio, baseado na experiência da Escola de Formação Gerencial (EFG), que alia formação técnica ao conhecimento empreendedor e cidadão. As bases para a oferta do curso, do Eixo Tecnológico em Gestão e Negócios, estão sendo discutidas entre a Secretaria da Educação do Estado e técnicos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Minas Gerais, idealizador da EFG.

 Nesta quinta-feira (23), a equipe do Sebrae/MG realizou uma visita técnica ao Centro Estadual de Educação Profissional da Bahia, localizado em Água de Meninos, unidade onde o curso deve ser oferecido como projeto piloto. O gerente de Sistema de Informação Gerencial do Sebrae-MG, Ricardo Pereira, explicou o diferencial deste curso em Administração. “Já temos 12 escolas espalhadas pelo Brasil que focam no lado da formação do cidadão empreendedor. O que isso significa? Se amanhã o aluno quiser ser um médico, político, advogado ou seguir qualquer profissão, ele vai estar com um olhar mais empreendedor em termos de desenvolvimento, cooperação e resultados".

 Ricardo Pereira também contou detalhes sobre a metodologia aplicada em Minas Gerais e que já formou mais de 12 mil estudantes. “A ideia é que adotemos na Bahia essa metodologia que é formatada e direcionada para o aluno da escola pública. A gente percebe que vários ex-alunos são empresários e muitos estão no mercado de trabalho, além daqueles que assumem cargos de liderança. Então, o curso traz uma série de itens e conhecimentos que fazem o aluno, por exemplo, entender como funciona uma startup ou como ele pode mudar a comunidade em que vive”.

 Já a coordenadora de currículos e projetos, Enimara Lins, da Superintendência da Educação Profissional e Tecnológica, comentou sobre esta fase de alinhamento das ações. “Essa visita do Sebrae, que segue até esta sexta-feira [24], serve para alinharmos a questão pedagógica e estrutural para a implantação do projeto EFG com os alunos do Ceep. Então, juntamente com os profissionais do Sebrae, estamos analisando o que precisa ser viabilizado na estrutura física, assim como, no plano de cursos, nos ajustes ao projeto políticos pedagógicos e na formação de professores”, destacou.

Bahia busca reduzir amputações de diabéticos em 16 municípios


Mais de sete mil pacientes diabéticos de 16 municípios baianos participarão de um programa internacional desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio do Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba), em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e a World Diabetes Fundation (WDF). A iniciativa busca desenvolver ações de prevenção primária e evitar complicações macro vasculares até 2019 e também qualificar mais de 800 profissionais de saúde.

 O termo de compromisso para a implantação do programa, que terá um investimento de mais de R$1,5 milhão, foi assinado na quarta-feira (22), em cerimônia com a presença do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, da diretora geral do Cedeba, Reine Chaves, e de representantes dos 16 municípios.

 “Entendemos que o caminho para a redução do diabetes passa pelo controle dos fatores de risco - obesidade, sedentarismo, alimentação inadequada e o consumo de álcool. Já para os pacientes diagnosticados é importante garantir o acesso ao tratamento para evitar as complicações que reduzem a qualidade de vida do paciente - cegueira, amputações, doenças renais - e trazem problemas para a família, além de terem um custo muito alto”, afirmou o secretário, ao apontar os benefícios da iniciativa estadual.

 Entre os critérios de seleção dos municípios, destacam-se a necessidade de cobertura maior que 50% do Programa de Saúde da Família, cobertura de 100% do Programa de Agentes Comunitários de Saúde, população com grande vulnerabilidade social concentrada em áreas urbanas e a existência de uma rede de saúde que fortaleça a política de atenção ao diabetes. São eles - Rodelas, Abaré, Macururé, Chorrochó, Paulo Afonso, Glória, Santa Brígida, Pedro Alexandre, Jeremoabo, Cícero Dantas, Dias D’Ávila, Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Alagoinhas e Ribeira do Pombal.

 Reine Chaves disse que um projeto como este busca diminuir os indicadores de complicações por conta das diabetes. “Quando capacitamos os profissionais, eles atuam de melhor forma com o paciente diabético, indicando o tratamento correto com base em protocolos clínicos”. Ela ainda enfatizou ser possível reduzir internações quando o paciente é acompanhando de forma adequada.

 O treinamento dos profissionais começa no mês de maio próximo, em Salvador, e em julho, na regional de Paulo Afonso (Vale do São Francisco). É uma capacitação de cinco dias. Uma equipe do Cedeba também irá monitorar os profissionais para avaliar os resultados alcançados pelo projeto. Ao longo do tempo, a ideia é que haja expansão para outros municípios.

 Risco de amputação 

 Nos pacientes diabéticos, a incidência de ulceração é de 25%, em razão do pé diabético (definido como infecção, ulceração e/ou destruição de tecidos moles associados a alterações neurológicas e a vários graus de doença arterial periférica nos membros inferiores). E 85% das úlceras precedem as amputações, caracterizando importante problema de saúde pública.

 Uma das principais complicações do diabetes sem controle, o pé diabético responde por 40 a 60% das amputações não – traumáticas. Quando os pacientes diabéticos sofrem amputações são encaminhados para o Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação de Deficiências (Cepred), unidade da Sesab. A demanda por próteses no Cepred reflete o número de amputações tendo como causa o pé diabético.