quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 2,5 milhões

A Mega-Sena pode pagar hoje (17) um prêmio estimado pela Caixa em R$ 2,5 milhões para o apostador que acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.088.

O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta-feira, no Caminhão da Sorte estacionado na cidade de Santa Helena de Goiás.

 As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília), em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. A aposta mínima, com seis dezenas, custa R$ 3,50

Agência Brasil

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Bancos já podem receber boletos vencidos acima de R$ 100

Os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida entrou em vigor no último sábado (13) e o primeiro dia útil de compensação dos documentos é hoje (15). A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que começou a ser implementada em julho do ano passado.

 Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito diretamente.

 O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

 As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciadas com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

 Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Agência Brasil

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Enem para privados de liberdade é antecipado para 11 e 12 de dezembro

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pessoas privadas de liberdade mudou de data. O exame que estava agendado para os 18 e 19 de dezembro será aplicado nos dias 11 e 12 de dezembro, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 O exame é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. De acordo como Ineo, os participantes, com idade a partir de 18 anos, poderão utilizar o desempenho no exame como mecanismo único, alternativo ou complementar para acesso à educação superior. Já os participantes menores de 18 anos, considerados treineiros, só poderão utilizar os seus resultados individuais do Exame para a autoavaliação de conhecimentos.

No primeiro dia do Exame, no dia 11 de dezembro, serão aplicadas as provas de linguagens, redação e ciências humanas. A aplicação terá cinco horas e 30 minutos de duração. No segundo dia do Exame, no dia 12 de dezembro, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática. A aplicação terá cinco horas de duração.

 O Enem pode ser usado para pleitear vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para concorrer a bolsas no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

 No caso do Enem PPL, cada Unidade Prisional ou Socioeducativa tem um responsável pedagógico. Ele é responsável pela realização e acompanhamento das inscrições; ensalamento; transferência de participantes entre as unidades, se for o caso, dentro do prazo previsto para inscrição; exclusão de participantes que tiverem sua liberdade decretada.

 O responsável pedagógico também acessa os resultados obtidos pelos participantes, e pode inscrevê-lo nos programas de acesso ao ensino superior.

Agência Brasil

Petrobras anuncia queda de 0,98% no preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (10) uma redução de 0,9% no preço da gasolina vendida em suas refinarias.
 A partir de amanhã (11), o combustível passará a ser negociado a R$ 2,1691, abaixo dos R$ 2,1889 estabelecidos ontem.
Essa é a segunda queda anunciada pela estatal neste mês. O combustível, que começou outubro custando R$ 2,2159 por litro, acumula uma redução de 2,11% em seu preço nas refinarias

Agência Brasil

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 23 milhões

A Mega-Sena pode pagar hoje (10) o prêmio de R$ 23 milhões para o apostador que acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.086.

O sorteio que será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, estacionado em Joaçaba, em Santa Catarina.

 Segundo a Caixa, o valor do prêmio aplicado na poupança poderá render mais de R$ 85 mil por mês.
As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) desta quarta-feira, em qualquer uma das casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. A aposta simples com seis dezenas custa R$ 3,50.

Agência Brasil

Estudante da UFPR é agredido a garrafadas por apoiadores de Bolsonaro

Um jovem universitário de 27 anos foi agredido a golpes de garrafa e chutes por supostos apoiadores do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), no início da noite de ontem (9), nas proximidades da reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), região central de Curitiba. Segundo informações do Diretório Central Estudantil (DCE) da instituição, na hora do ataque, o rapaz, da comunidade acadêmica, utilizava um boné do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

 De acordo com informações da Polícia Militar (PM), tudo indica que os autores pertencem à torcida organizada do Coritiba, clube de futebol paranaense, uma vez que trajavam camisetas do time. Em sua conta no Facebook, o DCE afirma que eles gritavam "Aqui é Bolsonaro!" ao cercar o estudante.

Um funcionário da Biblioteca Central da UFPR, para onde o grupo seguiu, comunicou aos policiais que os agressores danificaram vidros do prédio. Também foi relatada depredação das janelas da Casa da Estudante Universitária, que fica ao lado da biblioteca.

 Apresentando ferimentos cobertos de sangue, a vítima foi levada ao Hospital Universitário Cajuru, em uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).

 Em nota, a UFPR lamentou o ocorrido, destacando que repudia qualquer tipo de violência. "A Universidade Federal do Paraná lamenta profundamente o ato de violência ocorrido em frente às suas dependências. Um membro da comunidade foi vítima de agressão física, aparentemente por seu posicionamento político. Ele já foi encaminhado para atendimento médico e não corre risco de morte", diz o informe.

 A Pró-reitoria de Administração e a Superintendência de Infraestrutura foram acionadas e tomaram providências para garantir a segurança no local. Boletins de ocorrência foram registrados.

 “A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião. Um espaço histórico e simbólico que deve se manter pleno da democracia e de continua resistência à intolerância, à violência e banidas as formas de opressão.

" A Agência Brasil procurou a Polícia Civil para saber das investigações. A assessoria afirmou que prestará as informações na parte da tarde em coletiva para a imprensa. No último domingo (7) um mestre de capoeira foi morto, na Bahia, por um apoiador de Bolsonaro, após uma discussão política. Perguntado sobre o episódio, o candidato disse que lamenta o fato. "Peço ao pessoal que não pratique isso, mas eu não tenho controle sobre milhões e milhões de pessoas que me apoiam", disse.

Agência Brasil

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Mestre de capoeira baiano é morto a facadas após discussão política

O mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, conhecido como Moa do Katendê, foi morto a facadas na noite de ontem (7), após uma discussão política, em Salvador. Germínio do Amor Divino Pereira, 51 anos, parente do mestre de capoeira, também foi atingido e está no Hospital Geral do Estado (HGE) com ferimento no braço.

 O autor do crime, Paulo Sérgio Ferreira de Santana, 36 anos, confessou o assassinato e alegou discussão política como motivação.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Paulo chegou em um bar, na localidade do Dique Pequeno, bairro do Engenho Velho de Brotas, e se envolveu em uma discussão com Moa do Katendê. “Após desentendimento, o autor da agressão saiu do estabelecimento, buscou uma arma branca, na sua residência, e retornou ao bar. No local, Paulo deu facadas, nas costas de Romualdo, que estava sentado, e um golpe com a mesma arma branca, no braço de Germínio”, diz a nota da secretaria.

 Moa do Katendê morreu no local. No Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Paulo Sérgio disse que foi xingado e que estava consumindo bebida alcoólica desde o início da manhã de domingo. Em depoimento, ele confessou estar arrependido.
 O caso está sob responsabilidade da delegada do DHPP, Milena Calmon, que ouvirá outras testemunhas para esclarecer o episódio.

Agência Brasil

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro

A um mês das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o governo federal adiou o início do horário de verão para o dia 18 de novembro. O texto com a decisão será publicado no Diário Oficial da União. A data final para o horário de verão foi mantida para o terceiro domingo de fevereiro de 2019. Nas redes sociais, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, comemorou a mudança. “Candidatos terão mais tranquilidade para fazer as provas! Caso o horário de verão iniciasse no primeiro dia de provas do Enem, como estava previsto, muito provavelmente acarretaria prejuízos aos participantes.”

 O pedido para mudar o início do horário de verão foi encaminhado pelo Ministério da Educação à Presidência da República. As provas do Enem estão marcadas para os dias 4 e 11 de novembro em todo o país. A previsão é de que 5,5 milhões de estudantes participem.

 Locais

No início do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora. O horário é adotado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.

 Normalmente, a mudança de horário ocorre em outubro, mas no final do ano passado, o presidente Michel Temer assinou decreto adiando o início para novembro. Também houve uma discussão em torno da mudança de datas em decorrência do período eleitoral – o primeiro turno é no próximo domingo, 7, e o segundo dia 28.

Agência Brasil

CACA LEÃO/ “Lutaremos por mais Institutos Federais de Educação em nosso estado”

 Por: Dilton Santiago

Carlos Felipe Vazquez de Souza Leão, mais conhecido por Cacá Leão, nasceu em Salvador, em 3 de novembro de 1979, formou-se em Administração e Planejamento Municipal pela Faculdade Metropolitana (Polifucs), em Lauro de Freitas, em 2002, é pós-graduado em Gestão Pública. Entre 2001 e 2003, atuou como assessor especial da Prefeitura de Lauro de Freitas, cidade que é o principal reduto eleitoral de seu pai, João Leão que foi prefeito entre o final dos anos 1980 e início da década de 1990. Hoje, vice-governador e secretário de Planejamento da Bahia. Em 2010, Cacá Leão, elegeu-se deputado estadual e, em 2014, foi eleito deputado federal, obtendo 125.605 votos. Filiado ao PP (Partido Progressista), é o atual vice-líder de seu partido na Câmara dos Deputados.

 Deputado, as pesquisas apontam que, na Bahia, não haverá 2o turno, para o cargo de governador do Estado. A que o senhor credita essa larga vantagem do governador Rui Costa, frente ao segundo colocado, o ex-prefeito José Ronaldo?

 Cacá Leão – Ao trabalho. O Brasil vem atravessando um momento muito delicado em todas as áreas, e isso traduz um pouco o descontentamento com a classe política. Mas, particularmente na Bahia, diferente de outros estados, o governador Rui Costa conseguiu implementar uma gestão muito produtiva e, acima de tudo, responsável no limite prudencial de gastos. Enquanto a maioria dos estados está tendo dificuldades para equilibrar suas contas e até parcelando salários, o Governo da Bahia consegue manter sua folha de pagamento em dia e ainda fazer investimentos. Essa vantagem é fruto de uma administração séria que é aprovada pelo povo da Bahia. Por isso, acredito que no domingo, 7 de outubro, o governador vencerá a eleição em 1º turno e provavelmente com a maior votação da história da Bahia.

 E quanto à votação para o Senado, qual o seu palpite?

 Eu também acredito que teremos o nosso ex-governador Jaques Wagner eleito juntamente com Ângelo Coronel, na verdade esse é um projeto que o vice-governador João Leão, juntamente com Jaques Wagner e Otto Alencar, já vinha construindo lá atrás. É importante a gente passar essa consciência de que não são candidaturas avulsas, claro que cada eleição é um caso, mas eu acredito em uma vitória esmagadora da chapa do governo como um todo.

 Apesar de muito jovem, o senhor já liderou importantes comissões no Congresso, quais projetos de sua autoria o senhor considera de extrema relevância para o desenvolvimento da Bahia?

 Eu tive a oportunidade de, pela primeira vez na história da Câmara, um deputado de primeiro mandato ser relator do Orçamento da União e o mais jovem parlamentar a exercer essa função. Investido nesse cargo, tive a oportunidade de trazer muitos benefícios para nosso estado, a exemplo de garantir o pagamento dos recursos para a expansão do Metrô, pude assegurar recursos para a ampliação do Hospital do Oeste, em Barreiras, com a implantação de serviços de cardiologia e de oncologia, que era um pleito antigo da população, através de emendas levamos esses mesmos serviços para o Hospital de Irecê e para o Hospital de Vitória da Conquista. Viabilizamos recursos para a construção do Hospital Regional da Bacia do Rio Corrente, no município de Santa Maria da Vitória, viabilizamos recursos importantes para implantação do Instituto Federal da Bahia (IFBA), no município de Jaguaquara, no município de Campo Formoso, recentemente em Candeias, São Desidério e Camacã. Então, conseguimos fazer uma evolução política muito grande tanto na área da educação como na de infraestrutura, aprovando recursos importantes para a duplicação da BR-101 na Bahia, um trecho de Feira de Santana até o município de Serrinha, na Br-116, assim, fazemos um balanço positivo ao longo de nosso mandato, trazendo recursos importantes e aprovando matérias de interesse do nosso estado. Tenho o orgulho de através de emendas distribuir mais de 70 ambulâncias para diversas prefeituras da Bahia, além de ter conseguido mais de 70 milhões de reais para custear a saúde no estado e em diversos municípios. Então, concluímos que, mesmo com toda a dificuldade por que atravessa o país, com muito trabalho e determinação conseguimos melhorar a qualidade do povo da Bahia, especialmente a população dos mais de 360 municípios baianos que confia em nosso trabalho e nos confere o voto.

O senhor também é autor de um projeto muito importante que visa o atendimento às vítimas de calamidades públicas, nos fale sobre isso.

 Esse projeto ainda está em tramitação na Câmara dos Deputados e partiu de uma conversa com alguns correligionários. Surgiu essa ideia, analisamos que os impostos que são pagos pelos prêmios das loterias possuem pouca finalidade direta, então se você pegar toda a carga tributária que é paga e destinar um percentual para um fundo de assistência de acolhimento às vítimas de enchentes, desabamentos e até mesmo de longos períodos de estiagem, esse projeto vai beneficiar muitas famílias atingidas e desonera as prefeituras que, muitas vezes, não possuem sequer recursos para pagar auxílio-aluguel para os desabrigados desses desastres. Citamos o exemplo do município de Lajedinho em que a cidade ficou completamente destruída, se tivéssemos esse fundo ativo, a cidade hoje já teria se recuperado e não atravessaria as dificuldades que vem passando.

 Por falar em Caixa Econômica, o governo editou um decreto permitindo aos trabalhadores da iniciativa privada darem parte do FGTS como garantia no empréstimo consignado para quitar dívidas, em sua opinião isso não seria desvio de finalidade?

 Olha, a gente vive em um momento econômico-financeiro muito difícil em nosso país, eu vejo que o intuito dessa medida foi realmente fazer com que se movimente a economia. O Governo Federal tem feito algumas trapalhadas, outras decisões acertadas como a liberação dos valores das contas inativas. Eu não concordo muito com desvio de finalidade, acho que a lei, quando ele é feita, deve ser cumprida.

 Não poderia ser criado um dispositivo de lei para que os trabalhadores pudessem dispor da aplicação do FGTS para quitar dívidas de condomínio ou até mesmo as prestações do financiamento atrasado, evitando, assim, a perda do imóvel?

Na verdade, foi baixado um decreto e decreto tem força de lei, depois é que ele entra na pauta de discussões, como estamos no período eleitoral, não há tempo legal para as discussões, finalizado esse período a gente retorna com força total e discutiremos situações como essas.

 Voltando ao plano político nacional, o senhor acredita em um suposto apoio do candidato Ciro Gomes para o Fernando Hadad, em caso de 2o turno?

 Eu acredito que a eleição está se desenhando para um 2o turno entre o Fernando Hadad e o Jair Bolsonaro, a gente precisa aguardar os resultados das urnas, possa ser que haja alguma surpresa, mas eu também acredito que o candidato do PT possa atrair um maior número de forças nesse processo.

Deputado, o senhor é um jovem parlamentar, como vê o desinteresse dos jovens pelo modelo de ensino aplicado principalmente nas escolas públicas?

 Olha, a gente precisa dirigir um olhar mais firme para essa questão, se eu tivesse que reescrever minha trajetória estudantil eu teria optado pelo curso técnico.
 Eu gosto muito da política educacional dos institutos federais, fazem um grande trabalho e eu acredito muito nesse formato e modelo de formação técnica, é claro que precisamos elevar a qualidade do ensino nas escolas públicas para que os alunos possam competir de forma mais justa com os alunos da rede particular, e isso passa pelo fortalecimento da política estudantil. Eu mesmo tive oportunidade de fazer política quando estudante universitário e logrei um grande aprendizado, a questão é que os grêmios escolares que geravam grandes líderes estudantis e políticos se tornaram partidários, o que culminou com a banalização da política estudantil e, consequentemente, o desinteresse dos jovens.

Inclusive o senhor é autor de uma emenda que altera a Lei no 9.096 nesse sentido, como essa emenda beneficiará os jovens estudantes?

Esse é um belo projeto que vai ajudar a oxigenar a política brasileira no sentido em que apoia a renovação de novos talentos políticos, esse projeto altera a Lei 9.096 de setembro de 1995 e passa a estabelecer a aplicação de, no mínimo, 5% (cinco por cento) dos recursos do Fundo Partidário em programas de promoção e difusão política de jovens, política partidária para que tenhamos renovação nos quadros políticos.

 O senhor já estabeleceu quais áreas ou segmentos terão prioridades no seu próximo mandato sendo reeleito no próximo dia 7 de outubro?

 Como eu falei anteriormente, se eu pudesse, com a experiência adquirida no exercício dos meus mandatos, eu reescreveria minha história. E uma das prioridades do meu próximo mandato é lutar para ampliar a instalação de mais institutos Federais de Educação em nosso estado. Eu quero e vou lutar para levar verbas para viabilização desses equipamentos em todos os mais de 50 municípios que eu represento, há campus do Instituto Federal da Bahia e Instituto Federal Baiano. Muitas vezes, o prefeito consegue trazer uma empresa ou uma indústria para seu município e não se preocupa em qualificar a mão de obra da população, aí essas empresas chegam, se instalam e acabam tendo que “importar” pessoal qualificado de outros lugares, porque a população local não tem a qualificação necessária. Então, para mim, é de extrema importância a viabilização dos Institutos Federais e Baianos em diversos municípios do nosso estado. Outra área em que iremos implementar maiores esforços é no campo das políticas públicas para melhoria da saúde dos baianos, me orgulha muito o fato de ter destinado repasses de mais de 400 milhões para a saúde e assim ter ajudado o governador a realizar obras estruturantes nesta área, a exemplo do Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas, ampliando, assim, a capacidade de leitos nos hospitais de nosso estado. Enfim, a função nossa é procurar trabalhar para melhorar a vida do povo.

 Finalizando, que mensagem o senhor gostaria de deixar para seus eleitores, que, por certo, aprovaram seu trabalho e querem a continuação do seu mandato?

 Primeiramente, agradecer pelo carinho e pelo acolhimento que tenho recebido durante esses quatro anos. Graças a Deus, posso caminhar pela Bahia de cabeça erguida, principalmente agora no pleito eleitoral de 2018, saber que todos os compromissos que assumi na eleição de 2014 foram cumpridos, principalmente sabendo que, nesse momento, muitos parlamentares voltam ao seu reduto eleitoral justificando-se da crise, tendo que se desculpar com aqueles que lhes confiaram o voto, me desperta orgulho em saber que nosso mandato distribuiu mais de 700 milhões de reais por todo o estado, portanto é muito gratificante ter a certeza de termos feito o nosso melhor e poder olhar nos olhos das pessoas e compartilhar da satisfação do dever cumprido e renovar os compromissos. Por isso pode ter a certeza que, se no dia 7 de outubro o povo nos der a oportunidade de continuar na Câmara dos Deputados, a Bahia continuará tendo um parlamentar lutador e que trabalha para colocar nosso estado no lugar de destaque que sempre mereceu.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Enem: MEC aguarda decisão sobre adiamento do horário de verão

O Ministério da Educação (MEC) aguarda resposta do presidente Michel Temer sobre a possibilidade de adiar o início do horário de verão por conta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O horário de verão está previsto para começar no dia 4 de novembro próximo, data do primeiro domingo de provas do exame. “O presidente ficou muito sensibilizado, entendeu que é muito importante. [Ele] está recebendo os estudos técnicos do Ministério de Minas e Energia sobre o impacto disso e, quando tiver todas as informações, vai tomar a decisão. A gente espera que seja nos próximos dias”, disse ontem  (2), à Agência Brasil, o ministro da Educação, Rossieli Soares.

 Com o início do horário de verão, os relógios em dez estados e no Distrito Federal devem ser adiantados em uma hora. Soares diz que conversou com o presidente e com os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, de Minas e Energia. “A demanda foi muito bem compreendida”, diz.

 Como será

 O Enem será aplicado nos dias 4 e 11 de novembro. A aplicação do exame segue o horário de Brasília, onde há horário de verão. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. As provas começam a ser feitas às 13h30.

 “Temos situações de mudança de horário que podem acarretar prejuízo para os alunos da Região Norte, que ficam com fuso horário de três horas de diferença, o que dificulta ainda mais a alimentação e outras coisas”, ressalta o ministro da Educação.

 “Tenho certeza que ele [Temer] terá um olhar especial para que os alunos tenham mais tranquilidade para fazer a prova. É uma prova sempre que traz muita tensão para o estudante”.

 Caso o pedido não seja acatado, o horário de verão começará à 0h do dia 4 de novembro e terminará em 16 de fevereiro de 2019.

Durante o período, os relógios serão adiantados em uma hora nos municípios dos estados de Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul , Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.

 Enem

 Neste ano, 5,5 milhões de pessoas em todo o país farão o Enem. O exame seleciona os estudantes para vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No primeiro dia do exame, no dia 4, serão aplicadas as provas de linguagens, ciências humanas e redação. A aplicação terá 5h30 de duração. No segundo dia, dia 11, haverá provas de ciências da natureza e matemática. Os estudantes terão cinco horas para resolver as questões.

Agência Brasil

Receita envia carta para 383 mil contribuintes corrigirem declaração

A partir desta semana, a Receita Federal enviará cartas a cerca de 383 mil contribuintes em todo o país para corrigirem erros nas Declarações de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF), relativas ao exercício 2018, ano-calendário 2017.

 Segundo a Receita, essas declarações apresentam indícios de inconsistências que podem resultar em autuações futuras.

De acordo com o órgão, as cartas somente são enviadas a contribuintes que podem se autorregularizar, isto é, contribuintes não intimados nem notificados pela Fiscalização da Receita Federal.

 Para saber a situação da DIRPF apresentada, é preciso consultar as informações disponíveis no site da Receita Federal, serviço “Extrato da DIRPF”, utilizando código de acesso ou certificado digital. A declaração retida em alguma malha da Receita apresenta sempre mensagem de “pendência”. Junto com a pendência, são fornecidas orientações de como proceder no caso de erro na declaração apresentada.

Não é necessário comparecer à Receita Federal para fazer as correções.

 A sugestão da Receita para quem retificar a declaração é acompanhar o seu processamento por meio do serviço disponível na internet - Extrato da DIRPF.

A Receita Federal adverte que, caso o contribuinte não aproveite a oportunidade de se autorregularizar, poderá ser intimado formalmente para comprovação das divergências.

 Após receber a intimação, não será mais possível fazer qualquer correção na declaração, e qualquer exigência de imposto pelo Fisco será acrescida de multa de ofício de, no mínimo, 75% do valor do imposto que não foi pago pelo contribuinte, ou que foi pago em valor menor do que o devido.

Agência Brasil

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Bahia tem o maior número de títulos eleitorais cancelados: 586 mil

Metade dos títulos de eleitor cancelados no país está concentrada em cinco estados. Só na Bahia foram 586.333. Na sequência, aparecem São Paulo (375.169), Paraná (257.941), Ceará (234.487) e Goiás (219.426).

Com menos eleitores, os estados da Região Norte foram os que menos registraram problemas desse tipo. Roraima, por exemplo, teve 12.214 cancelamentos, seguido do Acre com 13.564 títulos anulados.

 De acordo com a Justiça Eleitoral, no total, 3 milhões 368 mil 447 eleitores não vão votar nas eleições de outubro porque não compareceram aos cartórios eleitorais nos municípios em que houve o recadastramento para identificação biométrica ou devido a outras restrições.

STF rejeita pedido de liminar

 Ontem (26), por 7 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu rejeitar pedido de liminar feito pelo PSB para evitar o cancelamento desses títulos.

 A maioria acompanhou voto do ministro relator, Luís Roberto Barroso.

 Para ele, não há inconstitucionalidade nas normas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que disciplinaram as regras de alistamento eleitoral.

Segundo o ministro, a atualização do cadastro de eleitores é necessária para manter a higidez das eleições.

 Na ação, o PSB alegou que são inconstitucionais as resoluções do TSE que disciplinaram o cancelamento de títulos como penalidade ao eleitor que não realizou o cadastro biométrico obrigatório dentro do prazo, porque resultaram no indevido cerceamento do direito de votar.

 O PT e o PCdoB também participaram do processo. Para os partidos, a maioria desses títulos é de cidadãos humildes que não tiveram acesso à informação para cumprir a formalidade.

Agência Brasil

Governo libera R$ 1 bilhão para projeto de inovação em municípios

O governo federal disponibilizará R$ 1 bilhão para o financiamento de projetos de inovação visando ao desenvolvimento das cidades brasileiras. O anúncio de lançamento do programa Cidades Inovadoras foi feito hoje (27) pelo presidente Michel Temer.

 “Hoje, damos mais um passo que coloca o Brasil no século 21: lançamos o Cidades Inovadoras. São R$ 1 bilhão, nos próximos dois anos, para projetos que transformarão nossas cidades. É uma conquista para a ciência brasileira”, disse o presidente na cerimônia de lançamento do programa, no Palácio do Planalto.

 De acordo com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, o programa tem o objetivo de descentralizar, por meio de parceria com agentes financeiros credenciados – bancos de desenvolvimento, agências de fomento e outras instituições financeiras –, os financiamentos de atividades de inovação e, dessa forma, expandir a atuação da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) no país.

 Quatro setores receberão apoio de forma prioritária: saneamento e recursos hídricos (tratamento, compostagem, aproveitamento de água de chuva); mobilidade urbana (sistemas de transporte e circulação visando à eficiência e redução de emissões); eficiência energética; e energias renováveis (tecnologias e sistemas para energias fotovoltaica, eólica e de biomassa).

 O foco do programa serão os bancos de desenvolvimento, agências de fomento e outras instituições financeiras, que repassarão recursos a prefeituras, governos estaduais e empresas de economia mista ou empresas privadas interessadas em desenvolver projetos de inovação que beneficiem suas áreas de influência local/regional.

 O presidente da Finep, Ronaldo Camargo, explicou que o financiamento de infraestruturas em geral é feito por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e que à Finep cabe financiar projetos que tragam inovação a essas infraestruturas e aos serviços fornecidos por ela.

 “O que a Finep faz é inovação”, disse ele. “Por exemplo, há um projeto no Pará que busca controlar a perda de água. Com uma tecnologia inovadora será possível reduzir em 50% a água perdida. É esse tipo de projeto que a Finep tem condições de financiar”, acrescentou

 Os recursos a serem usados pelo Cidades Inovadoras serão disponibilizados a agentes financeiros. Em conjunto com a Finep e as prefeituras, esses agentes analisam os projetos, tendo como critério a inovação. "“São recursos grandes [volumosos], com baixo custo e carência de 2 a 5 anos, para serem pagos em um prazo que vai de 8 a 10 anos. O importante é que esse dinheiro estará disponível já no início da operação”, detalhou Camargo.

 Ele disse que financiamentos desse tipo levavam até mais de 300 dias para ser aprovados. “Agora durará entre 90 e 120 dias”, informou. A perspectiva da Finep é de que, no primeiro ano, sejam apresentados, para análise, entre 200 e 300 projetos.

Agência Brasil

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Caixa disponibiliza consignado com garantia do FGTS a partir de hoje

Os trabalhadores do setor privado poderão contar com uma nova opção de crédito a partir de hoje (26), o empréstimo consignado com uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia. De acordo com o Ministério do Trabalho, por enquanto, apenas a Caixa Econômica Federal oferece a linha de crédito, que poderá ser solicitada em qualquer agência do banco público.

 Outras instituições financeiras também poderão disponibilizar a nova linha de crédito, desde que sigam as regras estabelecidas.

 O crédito está disponível para 36,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Os juros não poderão ultrapassar 3,5% ao mês, percentual até 50% menor do que o de outras operações de crédito disponíveis no mercado, informou o ministério. O prazo de pagamento será de até 48 meses (quatro anos).

 O uso do FGTS como garantia para o crédito consignado proporciona juros mais baixos para os tomadores, porque os recursos da conta do trabalhador no fundo cobrirão eventuais calotes, o que reduz o risco para os bancos e permite à Caixa oferecer empréstimos com taxas menores.

 Segundo o ministério, os valores emprestados dependerão do quanto os trabalhadores têm depositado na conta vinculada do FGTS. Pelas regras, eles podem dar como garantia até 10% do saldo da conta e a totalidade da multa em caso de demissão sem justa causa, valores que podem ser retidos pelo banco no momento em que o trabalhador perder o vínculo com a empresa em que estava quando fez o empréstimo consignado.

 Desde 2016, a Lei 13.313 previa o uso de parte do saldo do FGTS como garantia nas operações de crédito consignado. A modalidade, no entanto, não deslanchou porque a falta de regulamentação não trazia segurança para os bancos. As instituições financeiras só eram informadas do saldo do Fundo de Garantia do trabalhador no caso de um eventual desligamento da empresa. A possibilidade de que o funcionário, durante a vigência do crédito consignado, sacasse parte do FGTS para comprar um imóvel reduziria a quantia que poderia servir de garantia.

 Mudança

 Para dar maior garantia aos bancos, no mês passado foi feita uma nova regulamentação da modalidade de crédito e a Caixa criou um sistema que permite fazer a reserva de valores da conta do FGTS como garantia ao contrato consignado.

 O valor reservado como garantia do empréstimo permanecerá na conta do FGTS do trabalhador, rendendo normalmente, até a quitação do empréstimo. A garantia será usada caso o empregado seja demitido sem justa causa e o banco não tenha mais como descontar as parcelas do crédito consignado do salário.

Agência Brasil

Ministros do STF devem analisar recurso contra condenação de Lula

Os ministros do Supremo Tribunal Federal devem analisar hoje (26) recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a decisão que o condenou. No plenário virtual, o placar está 7 a 1 contra Lula. Mas o ministro Ricardo Lewandowski pediu vista e levou o julgamento para o plenário físico.

 Preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Lula cumpre pena de 12 anos e um mês, determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) no caso do triplex no Guarujá, em São Paulo.

 Placar

O placar do julgamento está em 7 a 1, formando maioria contra Lula, sendo realizado em ambiente virtual, quando os ministros do STF podem decidir remotamente sobre uma questão que trate de temas com jurisprudência já consolidada.
 Segundo assessores de Lewandowski, o pedido de vista foi feito diante da divergência apresentada pelo ministro Marco Aurélio Mello, que votou pela soltura de Lula. Coube ao presidente da Corte, Dias Toffoli, marcar a data de apreciação do recurso.

 O recurso protocolado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é contra a decisão do plenário da Corte que negou um habeas corpus antes de ele ser preso, em abril. Já votaram sobre a questão os ministros Edson Fachin, relator; Alexandre de Moraes; Dias Toffoli; Luís Roberto Barroso; Gilmar Mendes e Rosa Weber.

Agência Brasil

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Cotistas com menos de 60 anos têm última semana para sacar PIS/Pasep

Esta é a última semana para que todos os cotistas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) saquem o benefício fora dos critérios previstos em lei. O prazo termina na sexta-feira (28).

Conforme determina a Lei 13.677/2018, a partir do dia 29 de setembro os saques voltarão a ser permitidos somente para os cotistas que atendam a um dos critérios habituais: pessoas com 60 anos ou mais, aposentados, herdeiros de cotistas, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por doenças específicas.

 Cerca de R$ 17 bilhões já foram pagos aos trabalhadores que atuaram entre 1971 e 1988 na iniciativa privada (com carteira assinada) ou no serviço público, desde o início do processo de flexibilização dos saques do Fundo PIS/Pasep, em outubro de 2017, até agora. Do público potencial de 28,5 milhões de pessoas que havia em 2017, mais de 15,5 milhões de trabalhadores já receberam os recursos, ou seja, 55% do total.

 As pessoas com menos de 60 anos representavam, em outubro de 2017, a maior parte dos cotistas do Fundo PIS/Pasep, somando 16,3 milhões de trabalhadores. De acordo com os últimos dados do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, até o último dia 16 cerca de 5,7 milhões de cotistas nessa faixa etária ainda não haviam se dirigido às agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil para buscar o benefício.

Divergências no cadastro

 Dos R$ 17 bilhões já pagos aos cotistas, cerca de 8,5 R$ bilhões foram entregues aos trabalhadores por meio de depósito automático na conta corrente, ou seja, sem a necessidade de ir à agência bancária. De acordo com o Ministério do Planejamento, isso foi possível devido aos créditos feitos pelo Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal aos seus correntistas e a uma parceria envolvendo a Febraban, a Caixa, o Banco do Brasil e mais oito instituições: Bradesco, Itaú, Santander, Bancoob, Sicredi, Banestes, BRB e Mercantil.

 Devido a questões de segurança e a divergências cadastrais, cerca de 5 milhões de cotistas com CPFs válidos não receberão os depósitos automáticos. Por isso, o ministério alerta que cotistas com menos de 60 anos, interessados em ter acesso imediato ao dinheiro, devem procurar as agências da Caixa e do Banco do Brasil até a próxima sexta-feira (28).

 Quem tem direito

 Para saber o saldo e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sitesdo PIS e do Pasep. Para os cotistas do PIS, também é possível consultar a Caixa Econômica Federal no telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No caso do Pasep, a consulta é feita ao Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 ou 0800-729-0001.

 Têm direito ao saque as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. As cotas são os rendimentos anuais depositados nas contas de trabalhadores, instituídas entre 1971, ano da criação do PIS/Pasep, e 1988.

 Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Agencia  Brasil

Caixa começa a cobrar juros menores para financiamento imobiliário

Começam a valer hoje (24) as novas taxas de juros de financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal.

No último dia 14, o banco informou que reduziu em 0,75 ponto percentual as taxas de juros do crédito para compra de imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

 A redução vale para imóvel de até R$ 1,5 milhão. As taxas mínimas do SFI passam de 9,5% ao ano para 8,75% ao ano. E a taxa máxima cai de 11% para 10,25% ao ano.

A Caixa também informou também que, a partir de novembro, oferecerá um novo serviço de avaliações de imóveis, disponibilizando laudo diretamente para pessoas físicas e jurídicas.

 Segundo o banco, o Caixa Avalia é uma plataforma que vai permitir a venda de avaliações pelo site com contratação 100% digital.

 Reduções de juros

Em abril, a Caixa reduziu em até 1,25 ponto percentual as taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

 O limite de cota de financiamento do imóvel usado subiu de 50% para 70%. A Caixa também retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%.

 Em julho, o banco reduziu em média de 1 a 2 pontos percentuais ao ano as taxas do crédito imobiliário para pessoa jurídica.

Em agosto, promoveu uma redução de até 0,5 ponto percentual das taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do SBPE.

O limite de cota de financiamento de imóveis usados para pessoa física subiu de 70% para 80%.

 A Caixa tem R$ 85 bilhões disponíveis para o crédito habitacional este ano. No primeiro semestre, foram contratados mais de R$ 40 bilhões.

 O banco tem cerca de 70% das operações para aquisição da casa própria.

 Operado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o SFH financia imóveis de até R$ 800 mil em todo o país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o teto corresponde a R$ 950 mil.

 Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI, que financia imóveis com recursos de poupança.

Agencia Brasil

Fies abre inscrições para vagas remanescentes

Estão abertas, a partir de hoje (24), as inscrições para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referentes ao segundo semestre de 2018. Para concorrer, os interessados devem fazer um cadastro no site doprograma. 

Podem disputar as vagas remanescentes candidatos que tenham participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010 e tenham obtido a nota mínima de 450 pontos nas provas e acima de zero na redação. Além disso, é necessário comprovar renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

 Uma vez pré-selecionados, eles terão um prazo de dois dias úteis para complementar os dados solicitados pelo FiesSeleção e, em seguida, três dias úteis para comparecer à instituição onde serão validadas as informações inseridas. Com a validação dos dados, os candidatos poderão comparecer ao banco para efetivar a contratação do financiamento.

 Prazos de inscrição

As datas para a inscrição, tanto de início quanto finais, variam de acordo com o perfil do estudante. A prioridade é dos estudantes que participaram do processo seletivo regular do Fies do segundo semestre de 2018 e se inscreveram em cursos nos quais não houve formação de turma no período inicial. Para esses, o prazo de inscrição termina na quinta-feira (27).

 O prazo de inscrição para os candidatos que desejam concorrer a vaga em instituições nas quais não estão matriculados termina no dia 1º de outubro e, para aqueles que querem concorrer a financiamentos nas instituições nas quais já estão matriculados, no dia 9 de novembro.

 O cronograma detalhado dos períodos de inscrição está disponível na página do Fies.

Cursos superiores

 O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação (MEC).

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos.

 Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil.

 A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos.

 Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito, que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Ag. Brasil

domingo, 23 de setembro de 2018

Gasolina e etanol registram alta na semana, segundo pesquisa da ANP

Brasilienses enfrentam até 4km de filas para abastecer em posto de combustíveis que vende gasolina a R$ 2,98 como parte do Dia da Liberdade de Impostos (DLI).

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) registrou, na última semana, alta no preço do litro da gasolina e do etanol vendido nos postos em todo país.

 De acordo com dados colhidos pelo órgão regulador em aproximadamente 5,7 mil postos, a gasolina encerrou a semana com valor médio de R$ 4,65 por litro. Na semana anterior, o preço médio foi de R$ 4,62. Durante a pesquisa, a ANP chegou a encontrar estabelecimentos vendendo o combustível a R$ 6,29. A pesquisa abrange o período entre 16 a 22 de setembro.

 No mesmo período, o preço do etanol ficou em R$ 2,83. Na semana anterior, entre 9 e 15 de novembro, o valor do litro foi de R$ 2,80.

 O diesel comum teve média de preço de R$ 3,64, valor está estável em relação à semana anterior, quando ficou em R$ 3,63. No entanto, o combustível iniciou o mês custando R$ 3,37.
Fonte: Agência Brasil

Em meio à crise, Venezuela recebe navio-hospital chinês

Em meio à crise econômica, política, social e humanitária, a Venezuela vai receber um navio-escola da China que é um hospital ambulante. A informação foi confirmada pela vice-presidente da República, Delcy Rodríguez.

 A chamada Arca da Paz é um navio-escola da Marinha chinesa. Segundo a vice-presidente, o envio do hospital é uma demonstração do fortalecimento entre Venezuela e China.

 O navio-escola reúne 549 pessoas treinadas a bordo, incluindo aspirantes, oficiais da marinha e marinheiros. No local, há cerca de 500 leitos de enfermaria, salas de cirurgia e uma unidade de terapia intensiva (UTI).

 A chegada do navio-escola ocorre no momento em que há um êxodo causado pela crise migratória de venezuelanos. A estimativa é que mais de 2 milhões de imigrantes tenham deixado a Venezuela nos últimos anos.

 Com a crise, foi aberta uma discussão internacional, pois houve momentos de tensão no Brasil, na Colômbia, no Peru e no Equador – países mais procuradores pelos imigrantes na região.
Fonte: Agência Brasil

Brasil condena atentado que deixou 25 mortos no Irã

O governo brasileiro repudiou, em nota, o ataque terrorista de ontem (22) em Ahvaz, no sudoeste do Irã. O comunicado do Ministério das Relações Exteriores rechaça a motivação da ação e diz que nada justifica os atos. O atentado provocou 25 mortos até o momento, além de 60 feridos.

 “O governo brasileiro condena com veemência o atentado ocorrido”, diz a nota. “Ao expressar suas condolências às famílias das vítimas, seus votos de plena recuperação aos feridos e sua solidariedade com o povo e o governo do Irã, o Brasil reitera seu repúdio a todo e qualquer ato de terrorismo, independentemente de sua motivação.”

 A Agência EFE informou hoje (23) que o presidente do Irã, Hassan Rohani, disse que os os autores do atentado de ontem são ligados a um grupo separatista árabe apoiado pela Arábia Saudita. "Sabemos quem são os autores e instrutores e, sem dúvidas, o Irã não deixará este derramamento de sangue sem resposta", advertiu Rohani em Teerã antes de viajar para Nova York para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York.

 O atentado contra um desfile militar na cidade de Ahvaz, no sudoeste do país foi reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), mas as autoridades iranianas responsabilizaram o movimento separatista árabe Alahvazie.

 Sobre a resposta do Irã, o presidente explicou que esta será "dentro da lei e dos interesses do país". Segundo ele, durante a guerra entre Irã e Iraque (1980-1988) esse grupo separatista apoiou o regime iraquiano de Saddam Hussein contra Teerã e cometeu crimes. "Até Saddam morrer, foram seus mercenários, e depois mudaram de senhores e um país do golfo Pérsico assumiu seus assuntos financeiros, de armas e políticos", disse em referência à Arábia Saudita.
Fonte: Agência Brasil

Apostador de Itaguara leva R$ 21,7 milhões na Mega-Sena

Mega-Sena, loterias, lotéricas

Um apostador de Itaguara (MG) acertou sozinho os números sorteados ontem (21) na Mega-Sena. O prêmio é de R$ 21.763.750,54.

 O sorteio foi realizado no município de Oliveira (MG). As dezenas sorteadas foram: 13 - 18 - 35 - 40 - 41 - 42.

 A quina teve 128 ganhadores, e cada um receberá R$ 15.918,03. Outras 4.287 pessoas acertaram a quadra, com prêmio de R$ 678,96 cada. 

O próximo sorteio da Mega-Sena será realizado na quarta-feira (26), com prêmio estimado em R$ 2,5 milhões.
Fonte: Agência Brasil

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Margareth Menezes participa da Flifs através do projeto “O Violão e a Palavra”

Quem curte literatura e música poderá desfrutar de um encontro de cultura e arte na próxima terça-feira (25), às 18h30, no Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). Uma nova edição do projeto “O Violão e a Palavra”, desta vez com a cantora Margareth Menezes, vai integrar a programação da Feira do Livro de Feira de Santana (Flifs), que este ano acontece na Praça Padre Ovídio. A atividade será uma conversa onde o violão se une à poesia para mostrar a força da palavra cantada. Como o espaço tem limite de lotação, serão liberadas 230 cédulas de entrada, a partir das 17h30, na portaria do Cuca, situada na Rua Conselheiro Franco. O acesso do público será apenas pela entrada principal do local. Projeto “O Violão e a Palavra”: saiba mais

O projeto O Violão e a Palavra, criado e desenvolvido pela Fundação Pedro Calmon (FPC), é uma conversa sobre a relação das palavras e da música que visa estreitar o diálogo entre as pessoas e a literatura. A iniciativa integra a estratégia da Fundação de aliar atividades de estímulo e sensibilização do público em geral e a população jovem, em particular, para a leitura e a escrita. O espetáculo, de gênero híbrido, pode variar entre o debate e a aula-show, a depender do efeito que o encontro tenha.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Exposição no Museu Regional reúne a arte das ruas e do atelier

O Museu Regional de Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana (MRA/Uefs) realiza, no dia 19 de setembro (quarta-feira), a partir das 19h30, o vernissage das exposições “Atelier Galeano” e “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese”. As propostas expositivas fazem parte da 12º Edição do Aberto do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA), que acontece no dia 20 (quinta-feira).
 Na mostra “Atelier Galeano” o artista ocupa fisicamente as salas do MRA, propondo dinâmicas de interação entre a arte, o público e seu cotidiano, para assim, transcender a lógica de “atelier” enquanto momento de imersão do artista no isolamento, para a de momentos de inspiração, compartilhados enquanto fontes educativas e culturais que incentivem o despertar de novos talentos. Argentino de Concordia, Galeano estudou na Escola de Belas Artes de Buenos Aires, e é reconhecido internacionalmente como artista multifacetado que dialoga com elementos naturais sertanejos e andinos, pautando composições características por cores vibrantes e a possibilidade de imersões cognitivas.

 A exposição “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese” é resultado do convite a artistas que trabalham os espaços de Feira de Santana através do grafite. O grupo é composto por nomes como Júlio Firmo, Coelho, Charles Mendes, Kbça, Kaique Oliveira, dentre outros. Artistas que apresentam composição coletiva de painéis reflexivos sobre o patrimônio da cidade, cujo principal objetivo é enfatizar a valorização da identidade cultural do grafite convertendo os espaços públicos em palco de reflexão estética.

Aberto do Cuca reúne a diversidade cultural de Feira de Santana

Oficinas, workshops, apresentações musicais, dança, teatro, circo, poesia, cordel, artesanato e artes plásticas. Essas são opções para quem se dirigir ao Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), nesta quinta-feira (20), para prestigiar a 12ª edição do “Aberto”. O objetivo é oportunizar, evidenciando a diversidade de linguagens, a divulgação das produções de quem trabalha com arte e cultura na cidade de Feira de Santana. As atividades estão programadas para começar às 8h e englobarão mais de 100 apresentações ao longo do dia. O encerramento do evento contará com a presença de dois renomados artistas feirenses: Cecé e Paulinho Jequié, com o show "Contaria Brasileira".

De acordo com a diretora do Cuca, professora Rosa Eugenia Vilas Boas, a diversidade, que é uma característica do evento, que abrange um público bem heterogêneo: crianças, jovens, adultos e pessoas da terceira idade. Todos os anos, o Aberto costuma reunir um público aproximado de três mil pessoas ao longo do dia. O Aberto, que tem entrada franca, acontece em comemoração ao aniversário do Cuca. A programação inclui as exposições “Atelier Galeano” e “Feira na Lata: Grafite Arte e Memória Urbana em Síntese” que ficarão em cartaz no Museu Regional de Arte (MRA/Uefs). O vernissage acontece no dia 19 de setembro (quarta-feira), a partir das 19h30. O Cuca fica localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Correios relançam programa de renegociação para devedores

Os Correios relançaram o programa de renegociação de dívidas contraídas com a empresa, para pessoas físicas ou jurídicas. Podem aderir ao Programa de Realização de Acordos da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Praect), também conhecido como Refis Postal, aqueles que têm dívidas já judicializadas com os Correios, cujos valores até 6 de abril de 2017 não tenham ultrapassado R$ 5 milhões.

De acordo com a estatal, entre as vantagens do Praect, estão o abatimento de parte dos débitos e a possibilidade de parcelamento, com redução dos juros. Aqueles que optarem pelo pagamento da dívida em apenas uma vez terão o desconto de 90% dos juros de mora. O pagamento também poderá ser parcelado em até 60 vezes, com desconto de 50% nos juros, ou em até 120 vezes, com redução de 25%.

 A adesão pode ser feita até o dia 4 de dezembro, 90 dias a contar da publicação do Praect no Diário Oficial da União, do dia 6 de setembro. O prazo poderá ser prorrogado por igual período, a critério dos Correios.

 A primeira etapa do programa, lançada em dezembro de 2017, recuperou apenas 1,15% do total das dívidas referentes aos 11 mil processos em andamento, que somam quase R$ 1,2 bilhão. Segundo os Correios, a estatal é a primeira empresa pública a lançar um programa desse tipo, inspirado no programa de parcelamento de tributos do governo federal.

 Os Correios alertam ainda que não regularizar pendências administrativas leva à inclusão do nome do contribuinte ou da empresa no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (CADIN), o que gera consequências negativas e impeditivos junto a esferas de governo.

 No caso de empresas públicas ou prefeituras, elas deixam de receber repasse de verbas do governo federal. Já empresas fornecedoras ficam impedidas de participar de processos licitatórios. E tanto pessoas físicas quanto jurídicas não conseguem realizar empréstimo em bancos públicos.

 Para aderir ao Praect, é necessário protocolar o Termo de Adesão e Instrumento de Acordo na sede regional dos Correios do juízo onde tramita o processo.

Agência Brasil

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Feira Palace Hotel

Em nossa cidade ninguém nunca ligou para o patrimônio histórico a exceção do Casarão Froes da Mota, que não se sabe por qual graça divina foi conservado. Mas nessa levada já se foram prédios como a casa da família Portugal, a casa de Chico Pinto, a residência de João Marinho Falcão, o abrigo Nordestino, cedido para uma loja ridícula, a praça Bernardino Bahia, abandonada dentre outros. O Feira Palace Hotel, que embora não seja um estabelecimento publico, já foi um dos marcos da cidade princesa. O visitante chegando a esta cidade tinha o Palace como um ponto de referencia e ainda hoje esse imóvel tem um significado importante, mesmo já não estando no melhor momento da sua existência. Sem querer comparar vale lembrar o Copacabana Palace Hotel, patrimônio do Rio de Janeiro, onde se hospedaram figuras imortais como Santos Dumont, o príncipe Charles, a princesa Diana, alem de feirenses do glamour de Antonio José Larangeira e Zequinha do Ponto do Zequinha!

Parada Gay de Feira de Santana

Até o momento não ouvimos qualquer comentário sobre a realização da já tradicional Parada Gay de Feira de Santana, que surgiu graças ao incentivo desta coluna há mais de 10 anos e que tanto bem já fez a pessoas que se escondiam em armários e hoje são bem sucedidos e felizes. Vale lembrar que foi na gestão do saudoso Rafael Carvalho que o Grupo Gay de Feira, promoveu a I Parada Gay, mas o fato é que coincidência ou não, este ano estando na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, o ex-baterista dos Beatles de Alagoinhas, Edson Borges ,(foto no alto de oculos) que nada se fala sobre o assunto. A razão do silêncio não sabemos. Alguém deve se pronunciar porque o assunto é de interesse público e a Secretaria tem de se pronunciar!

Hotel Caroá

E Hotel Caroá no centro da cidade, constitui-se hoje em um exemplar ponto de criação de ratos que ali proliferam e se espalham para outros locais. Nada é feito pela saúde publica que parece ignorar um fato desses. Alias muitas coisas na cidade princesa estão assim abandonadas e não é de agora. Esperamos que com nova direção, o palácio de Maria Quitéria desperte da letargia, da sonolência, e ataque os problemas existentes que são muitos e faça o melhor.

Correios e Telégrafos

Desde o ano passado denunciamos aqui o abandono do enorme deposito da empresa de Correios e Telégrafos na rua Tupinambá entrada do bairro Mangabeira. A situação permanece e o local serve de abrigo para desocupados, usuários de drogas, alem disso há o risco de um incêndio que poderia comprometer outros prédios próximos. Alias já houve ate uma tentativa de incêndio no local. O que não se entende é como a ECT abandona um prédio daquele porte para locar outros naturalmente com gastos elevados. Não se entende também é que as autoridades permitam que o imóvel continue abandonado causando inquietação e sobressalto aos moradores do bairro e aos que por ali transitam . ABSURDO!

Celebração de triunfo marca posse dos novos servidores da Uefs


“A universidade pública é do povo, é da sociedade e por isso deve produzir conhecimento e promover o desenvolvimento humano. Se quisermos um país melhor para as futuras gerações, temos que combater barbáries como a opressão e a discriminação. Esse é o papel da universidade pública que defendemos aqui e estamos construindo historicamente. Vocês, a partir de agora, estão convidados a fazerem parte deste histórico conosco”. Com esse chamamento, o reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), professor Evandro do Nascimento, deu as boas-vindas aos novos servidores docentes e técnicos da Instituição.

 Revestida de significados, a posse dos 7 docentes para 6 departamentos e 25 servidores técnicos para 16 setores diferentes da Uefs, concretizou sonhos e conquistas de batalhas árduas. Segundo Camila Dourado, empossada como docente do Departamento de Saúde (DSAU), “esse é um momento de extrema relevância da trajetória profissional. É a realização de um sonho e estou muito feliz por isso. Escolhi a Uefs por ser uma universidade consolidada e com larga experiência em pesquisas. Tenho as melhores expectativas”.

 Para Kleiton Costa, que assume a vaga de técnico-administrativo no Departamento de Ciências Exatas (Dexa), ser empossado “é a realização de um sonho. Apesar de todos os problemas que enfrenta o serviço público, é um espaço que oferece uma estabilidade profissional. Escolhi a Uefs por ser um ambiente acadêmico e uma instituição de referência. Sempre tive identificação com a universidade pública, de onde vim”.

 Também participaram da cerimônia, a vice-reitora da Uefs, professora Norma Lúcia Fernandes, pró-reitores e chefes de unidades da Instituição, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau do Estado da Bahia (Sintest) e da Associação dos Docentes da Uefs (Adufs), além de familiares e amigos dos novos concursados. O evento aconteceu ontem  quinta (13), no Auditório 5 do Módulo 7 do campus universitário.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

MEC adia para sexta-feira fim de prazo para lista de espera do Fies

O Ministério da Educação (MEC) adiou para sexta-feira (14) o fim do prazo para os estudantes pré-selecionados na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fornecerem os dados necessários para contratar o financiamento. O prazo terminaria no último dia 9. A lista de espera vale para os estudantes que se inscreveram no Fies do segundo semestre e não foram selecionados no processo regular. Segundo a pasta, o objetivo do adiamento é “ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos”.

 Pelas regras do Fies, quem está na lista dos pré-selecionados deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema. Os nomes dos pré-selecionados foram divulgados aos poucos, desde o dia 6 de agosto. Nesta sexta-feira, terminam os últimos prazos para os estudantes complementarem as inscrições.

 Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até cinco dias.

 O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de 0 na redação.

 O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil. A lista de espera vale para esta modalidade.

 A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. O P-Fies não tem lista de espera.

Agencia / Brasil 

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 28 milhões

Quem acertar sozinho o prêmio principal da Mega-Sena poderá ganhar hoje (12) um prêmio de R$ 28 milhões. Caso aplicado na poupança o valor renderia cerca de R$ 104 mil por mês, segundo a Caixa Econômica Federal. O concurso 2.077 será sorteado, às 20h, no Caminhão da Sorte, que está estacionado na cidade de Jundiaí, em São Paulo.
 As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Agencia / Brasil

Divulgada relação dos homenageados com a Ordem ao Mérito

No Aniversário da Cidade – 18 de setembro - a Prefeitura de Feira de Santana vai homenagear 33 cidadãos e cidadãs com a Comenda de Ordem ao Mérito. A relação dos homenageados foi divulgada no Diário Oficial Eletrônico (edição de quinta-feira, 6). Neste ano, Feira comemora 185 anos de emancipação política.

 Serão admitidos cinco comendadores - a primeira-dama Adenilda Lima Lopes Martins; Althemar Ramos Brandão; Janilson Campos Teixeira; João Antônio Pessoa da Silva Neto e Luziel Andrade de Oliveira - e 28 oficiais – estes nas áreas da assistência social, comunicação social, esportiva, saúde, empresarial, artística e cultural e jurídica. São eles: André Luiz Moraes Oliveira Santos; Antônio Carlos Lucena Rocha; Antônio Raimundo Bastos Melo; Ávido Rodrigues de Medeiros; Carlos Alberto Moura Pinho; Celso Ribeiro Daltro; Daniele Piai Ozores; Domingos José da Paixão; Edson Correia Batista; Fábio Carneiro Vosqui Nascimento.

 Ainda na relação de oficiais Geraldo Barros Rios; João Marcelo Azevedo Gomes; Joilton Antônio de Freitas Mattos; Jorge Abel Galeano; José Andrade Moura Júnior; José Carlos dos Passos Souza; José Froes da Mota; José Luciano Simões Ferreira Vital; Liomar Ferreira da Silva; Luiz Alvim Boaventura; Maria da Anunciação Alves Bastos; Renato Pires Freitas; Rita de Cassia Pereira Jatoba; Ronaldo Belo Venas de Queiroz; Tanurio Brito Ramos; Teonilio Ribeiro Campos Filho; Tulio Coelho Carvalho e Victor Pereira Paschoalin.

 A Ordem foi criada em 2005 para homenagear os cidadãos, feirenses ou não, que se tornem merecedores do reconhecimento público da administração municipal.

 Ponto Facultativo

 Em virtude das comemorações pelo aniversário de emancipação política-administrativa do município, a Prefeitura decretou que será ponto facultativo no dia 18 de setembro (terça-feira). O decreto foi divulgado no Diário Oficial Eletrônico

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Cientistas analisam ossos encontrados nos escombros do Museu Nacional

Pesquisadores e funcionários retiram peças dos escombros do Museu Nacional após incêndio.

Ossos encontrados no trabalho de rescaldo do incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, estão sob análise de pesquisadores da instituição. Os cientistas conferem a possibilidade de o crânio ser de Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado no continente americano.

 O prédio principal do Museu Nacional foi destruído por um incêndio que começou na noite de domingo (2) e avançou pela madrugada de segunda-feira. Uma das peças mais importantes do acervo, de 20 milhões de itens, era o fóssil de Luzia, que estava exposto à visitação. Pesquisadores constataram que o fóssil, encontrado em Minas Gerais, tem 12 mil anos.

 Segundo a vice-diretora do Museu Nacional, Cristina Serejo, foram encontrados alguns ossos em uma área próxima ao local onde Luzia ficava exposta, mas ainda não é possível concluir se os restos pertencem a ela.

 Uma tela do Marechal Rondon foi encontrada chamuscada nos escombros, e os pesquisadores devem iniciar um trabalho de recuperação da obra de arte.

 Um dos destaques do museu, a coleção egípcia reunida pela Família Real no Século XIX foi praticamente toda perdida, de acordo com a vice-diretora.

 "Estamos recebendo várias ofertas de doações, e de várias instituições estrangeiras, inclusive. Vamos fazer uma campanha para receber material e reerguer o Museu Nacional com as coleções. Temos muitos contatos internacionais", disse Cristina, que contou que o museu está se articulando internamente para receber as doações.
Fonte: Agência Brasil

Pará tem 30% dos focos de incêndio registrados no país em 48 horas

Foto de satélite do Inpe mostra focos de queimada no país registrados em 3/9/2018.

Nas últimas 48 horas, foram registrados mais de 3 mil focos de incêndio em todo o país. Quase 30% das ocorrências, de acordo com os dados compilados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), estão concentradas no estado do Pará, com 849 queimadas identificadas.

 Coordenador do Programa de Monitoramento de Queimadas do instituto, Alberto Setzer, lembra que a grande maioria dos incêndios tem origem humana. “Eu diria que mais de 99%, sendo por acidente ou proposital. E essa ação humana é proibida por lei”, disse. Segundo o pesquisador, apesar dos números deste ano ainda estarem abaixo dos registrados em 2017, quando foi registrada uma forte estiagem neste período, as ocorrências ainda são alarmantes e as autoridades locais não conseguem coibir essas ações.

 “Com certeza, novos desmatamentos estão associados a estes incêndios e antigos desmatamentos também para cobrir o entorno da vegetação, assim como o uso do fogo para preparar a roça”, citou. Setzer lembrou que muitas propriedades na região recorrem à queima da vegetação para criar uma camada de nutrientes para a plantação. “Mas, a longo prazo, usando fogo todos os anos, o solo fica pobre e exausto”, completou.

 Amazônia

Durante todo o mês de agosto, o território paraense, que historicamente é citado pelos números de desmatamento, teve 1.380 ocorrências ante de mais de 5 mil em todo Brasil. Três cidades lideram o ranking de focos de incêndios: Novo Progresso (340), Altamira (277) e São Félix do Xingu (236).

 No mesmo mês, Mato Grosso registrou 790 focos e o Amazonas, 503. Os três estados têm a Amazônia como o bioma exclusivo ou parcial, no caso do Mato Grosso. Pelos registros do Inpe, quase dois terços das queimadas impactaram diretamente esse bioma, que predomina na maior parte do território nacional (49,29%).

 Apesar de ser caracterizado pelo clima quente e úmido e por florestas, a região contemplada por este bioma têm, nos meses de agosto, setembro e outubro, baixa ocorrência de chuvas.

 “Em parte do Piauí e do Maranhão não choveu nada. Em Mato Grosso, no Tocantins e Pará choveu muito pouco. Foi um mês que choveu muito pouco e onde choveu foi abaixo da média”, disse.

 Cerrado

O segundo maior bioma da América do Sul, presente em 22% do território brasileiro, também ocupa o segundo lugar no ranking de biomas afetados pelos incêndios de agosto. Mesmo sendo característico de áreas onde o clima seco predomina neste período do ano, como a totalidade do Distrito Federal e boa parte de Goiás, Tocantins, do Maranhão, de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, os focos no Cerrado ao longo do mês representaram 35% do volume total registrado na Amazônia.

 Entre os estados cobertos por este bioma, o Maranhão lidera a lista com 473 casos, seguindo por Tocantins (447) e Minas Gerais (271).
Fonte: Agência Brasil

Venezuelanos morrem de frio ao tentar cruzar cordilheira na Colômbia

Pelo menos 17 venezuelanos morreram nos últimos dias ao tentar cruzar a região conhecida como Páramo de Berlín, santuário natural na cordilheira andina, na Colômbia.

 O local tem dezenas de lagoas e registra temperaturas muito baixas que podem chegar aos 15 graus negativos. Hoje (4), por exemplo, as temperaturas mínimas rondam os 7°C na pequena cidade de Tona, situada na região. Ponto mais alto da estrada que conecta as cidades de Pamplona e Bucaramanga, o Páramo de Berlín está a mais de 3 mil metros de altitude.

 Diretora do albergue Espíritu Santo, localizado na cidade de Tunja (ponto final da travessia do Páramo), Anny Uribe, diz que muitos venezuelanos têm empreendido a viagem a pé e que os relatos contabilizam ao menos 17 mortos por hipotermia nos últimos dias. Entre as vítimas, nove crianças.

 “Ficamos sabendo de muitas histórias, inclusive a de uma mãe que estava alimentando seu bebê - ela e a menina morreram de parada respiratória. E, que a gente saiba, morreram nove crianças e oito adultos. É uma história muito forte e o mais triste é que as suas famílias nem devem saber que morreram no caminho", contou Anny.

 Após cruzar a fronteira na cidade de Cúcuta (Colômbia), os venezuelanos que vão para a cidade de Bucaramanga enfrentam cerca de 190 km a pé, trajeto em que levam cerca de 50 horas ao longo de cinco dias caminhando.

 No início do caminho enfrentam calor extremo, para depois encarar muito frio na cordilheira andina.

 "Chegou aqui um grupo de 14 pessoas e eles nos contaram que eram 17. Três morreram na travessia. Eles tiveram que enterrar os corpos na beira da estrada. Essas pessoas chegam com feridas nos pés, uma descompensação total de seu organismo, desidratados, desnutridos, com hipotermia, pressão baixa", relata.

 Cerca de 1 milhão de venezuelanos ingressaram na Colômbia desde o início da crise econômica e política na Venezuela. Cerca de 800 mil já residem no país.

 Mais de 2,3 milhões de venezuelanos, de uma população estimada em 32 milhões, deixaram o país desde 2014, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). No entanto, há também muitas pessoas que deixaram o país sem que fossem registradas pelas autoridades.
Fonte: Agência Brasil

Vendas dos supermercados crescem 1,91% em sete meses

Vitória (ES) - Supermercados lotados com filas nos caixas e na entrada funcionam com horário reduzido (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

As vendas do setor supermercadista cresceram 1,91% de janeiro a julho em grande parte do país, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), divulgado hoje (4), em São Paulo.

 Em julho, as vendas registraram crescimento de 1,12% em relação a junho e alta de 0,30% na comparação com o me smo mês de 2017.

 Segundo os dados apurados pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Abras, em valores nominais, as vendas do setor apresentaram alta de 1,45% na comparação com junho e, quando comparadas a julho do ano anterior, crescimento de 4,78%.

 No acumulado do ano, as vendas cresceram 5,34%.

 Economia em recuperação lenta

“O resultado real acumulado mostra uma desaceleração no ritmo das vendas do setor. A recuperação da economia ainda é lenta, embora a taxa de desemprego esteja em queda, ainda atinge cerca de 13 milhões de brasileiros economicamente ativos, o que impacta diretamente no poder de compra das pessoas. Mas, nossas expectativas para os próximos meses são boas, com o pagamento da primeira parcela do 13º dos aposentados e a liberação do PIS/Pasep, acreditamos que a economia ganhará um impulso a mais no segundo semestre”, disse o presidente da Abras, João Sanzovo Neto.

 Os dados mostram ainda que o preço da cesta Abrasmercado, composta por 35 produtos de largo consumo, registrou alta de 1,55% em julho, ao passar de R$ 457,27 para R$ 464,36.

 Os produtos com as quedas mais significativas nos preços foram cebola (-34,74%), tomate (-22,36%), batata (-21,97%) e ovo (-4,24%). As maiores altas ficaram por conta da massa sêmola espaguete (14,58%), farinha de mandioca (11,59%), leite longa vida (8,55%) e sabão em pó (5,74%).

 A apuração demonstrou também que a região Norte foi a que apresentou maior variação nos preços da cesta de julho (6,65%), chegando a R$ 522,45. A Região Sul registrou a maior queda (-0,14%).
Fonte: Agência Brasil

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Dólar abre a R$ 4,16, mas recua para R$ 4,15

dólar

A cotação da moeda norte-americana segue próximo do patamar dos R$ 4,15 na manhã de hoje (29), depois de abrir o pregão na máxima de R$ 4,1651 para venda.

 O dólar avançava 0,07% às 10h55, cotado a R$ 4,144.

 O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), abriu o mercado em alta, registrando 0,89%, com 78.1219 pontos às 11h45.

 Os papéis da Eletrobras, com o leilão de subsidiárias marcado para amanhã (30), eram destaque positivo na abertura do pregão, valorizados em 2,75%. Os papéis da Petrobras subiram 2,4.
Fonte: Agência Brasil

BNDES confirma para amanhã leilão de três distribuidoras da Eletrobras

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) confirmou para amanhã (30) a realização do leilão de três distribuidoras da Eletrobras. Serão leiloadas as distribuidoras Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) e Boa Vista Energia, distribuidora de energia em Roraima.

 Em comunicado relevante divulgado hoje (29), o banco, responsável pelo processo, disse que após análise dos documentos apresentados pelas empresas interessadas nas distribuidoras, foram atendidos os requisitos para a realização do certame.

 Os lances viva-voz e a posterior abertura do envelope de habilitação ocorrerão às 15h, na B3, bolsa de valores, em São Paulo.

 No último dia 17, o BNDES alterou o cronograma de realização do leilão de venda e reagendou para o dia 26 de setembro o leilão da empresa Amazonas Distribuidora de Energia (Amazonas Energia).

 Já o leilão da Companhia Energética de Alagoas (Ceal) continua suspenso devido a uma decisão judicial. Uma decisão judicial do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), impediu a venda da companhia, após ação movida pelo governo de Alagoas.

 Durante a sessão pública desta quinta-feira (30), serão abertas as propostas econômicas apresentadas pelos investidores interessados. Será possível também realizar lances por viva-voz. As distribuidoras serão vendidas pelo valor simbólico de R$ 50 mil. Vence o certame quem ofertar o maior valor de deságio na tarifa elétrica definida pela pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 O contrato de concessão deverá ser assinado entre os dias 31 de outubro e 5 de dezembro. Esse prazo máximo está apenas a 25 dias do prazo final autorizado pelos acionistas da Eletrobras como o limite para que a estatal continue operando as distribuidoras como designada.
Fonte: Agência Brasil

Brasil reduz em 44,6% número de fumantes passivos no trabalho

Fumante (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Dados do Ministério da Saúde divulgados hoje (29) apontam queda em 44,6% no percentual de fumantes passivos no local de trabalho nos últimos nove anos. O percentual, segundo a pasta, passou de 12,1% em 2009, para 6,7% em 2017.

 Os números são do último levantamento do Sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2017). O estudo ouviu, ao todo, 53.034 pessoas nas 26 capitais e no Distrito Federal.

 A série histórica apontou redução de fumantes passivos no ambiente de trabalho de 45,6% entre mulheres e 43,5% entre homens. Em 2009, as mulheres representavam 7,9% deles, passando para 4,3% em 2017. Já entre os homens, o percentual era de 17% e reduziu para 9,6% no ano passado.

 Os dados destacam que a frequência de fumantes passivos no local de trabalho é maior entre homens de 45 a 54 anos e mulheres de 35 a 44 anos. O menor percentual foi entre mulheres e homens com 65 anos ou mais. O estudo mostra ainda que a frequência de fumantes passivos nesse ambiente diminuiu com o aumento da escolaridade para ambos sexos.

 Nas capitais, a frequência de fumantes passivos no local de trabalho variou entre 3,7%, em Porto Alegre e 9,7%, em Porto Velho. Entre os homens, as maiores frequências foram observadas em Porto Velho (14,5%), no Recife (13,0%) e em Campo Grande (12,9%) e, entre as mulheres, no Distrito Federal (6,4%), em João Pessoa (6,0%) e Rio Branco (5,9%).

 Já as menores frequências entre os homens foram observadas em Porto Alegre (5,2%), Curitiba (5,9%) e no Distrito Federal (6,7%). Para o sexo feminino, as menores frequências ocorreram em São Luís (2,1%), Porto Alegre (2,4%) e Vitória (2,6%).

 Fumantes passivos no domicílio

Ainda de acordo com o Ministério, dados da Vigitel também apontam queda de 37,8% no número de fumantes passivos no local de domicilio, saindo de 12,7% em 2009 para 7,9% em 2017. Entre as mulheres, a redução foi de 43,3% e entre os homens, de 37,8%.

 Em 2009, as mulheres representavam 13,4% dos fumantes passivos no local de domicilio, passando para 8,4% em 2017. Já entre os homens, o percentual era de 11,9% em 2009 e 7,4% no ano passado.

 Os números que também mostram que a frequência de fumantes passivos no domicilio é maior entre homens de 25 a 34 anos e entre mulheres de 18 a 24 anos. O menor percentual foi entre mulheres e homens na faixa etária de 65 anos ou mais.

 A prevalência de fumantes passivos no domicílio variou entre 5,2%, em Palmas, e 10,4%, em Macapá. Entre os homens, as maiores frequências foram observadas nas capitais Aracaju (9,8%), Belo Horizonte (9,5%) e Fortaleza (9,4%) e, entre as mulheres, em Macapá (12,7%), no Recife (11,4%) e em Natal (10,4%).

 Já as menores frequências entre os homens foram observadas em Salvador e São Luís (ambas com 4,6%) e Manaus (4,8%); e as menores, entre as mulheres, em Palmas e Vitória (ambas com 4,7%) e Florianópolis (5,5%).

 Consumo

Por fim, dados do ministério revelam que a frequência do consumo do tabaco entre fumantes nas capitais brasileiras caiu 36% no período de 2006 a 2017. Nos últimos anos, a prevalência de fumantes passou de 15,7%, em 2006, para 10,1% em 2017.

 A frequência do hábito de fumar foi maior entre adultos com menor escolaridade (13,2%) e caiu para 7,4% entre aqueles com 12 anos ou mais de estudo. O inquérito também mostrou que, entre as capitais com maior prevalência de fumantes estão Curitiba (15,6%), São Paulo (14,2%) e Porto Alegre (12,5%). Salvador foi a capital com menor prevalência de fumantes (4,1%).
Fonte: Agência Brasil

Mega-Sena deve pagar hoje prêmio de R$ 40 milhões

Mega-Sena, loterias, lotéricas

A Mega-Sena pode pagar hoje (29) um prêmio de R$ 40 milhões para quem acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.073.

 O sorteio está marcado para as 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, que está na cidade de São José do Cedro, em Santa Catarina.

 Segundo a Caixa Econômica Federal, aplicado na poupança o prêmio renderia cerca de R$ 149 mil por mês.

 As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) desta quarta-feira, em qualquer casa lotérica credenciada em todo o país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

 Lotofácil da Independência

Desde ontem (28), todas as apostas feitas na Lotofácil estão voltadas para o concurso especial da Independência, que promete pagar um prêmio de R$ 85 milhões.

 Segundo a Caixa, o dinheiro do prêmio aplicado na poupança poderá render por mês aproximadamente R$ 315 mil.

 O sorteio está marcado para o dia 8 de setembro, às 20h (horário de Brasília), e será realizado no Caminhão da Sorte, que estará na cidade catarinense de São Bento do Sul.

 O preço da aposta simples, com 15 números, é de R$ 2.
Fonte: Agência Brasil